Corrimento marrom é motivo de preocupação? Veja as 13 causas mais comuns


O corrimento marrom pode ser assustador, mas nem sempre é motivo de preocupação.

Você pode perceber essa alteração em todo ciclo, geralmente próximo da menstruação.

Isso acontece, porque quando o sangue demora muito para sair do interior do útero, ele se oxida fazendo parecer o muco marrom claro ou escuro.

Então, se você está com corrimento marrom, a dica é observar quando ocorreu e se têm outros sintomas associados.

Isso, fará com que você identifique a causa previamente até ir ao ginecologista.

Corrimento marrom no início ou fim da menstruação

Seu fluxo menstrual, geralmente é mais lento no início e no final da menstruação.

Quando o sangue desce rapidamente, ele tem a cor vermelha.

Mas, quando o fluxo diminui, o sangue passa mais tempo no útero e no canal vaginal e tem tempo para oxidar podendo ficar marrom claro ou até quase preto.

Então, Se você vir sangue marrom no início ou no final do seu período, isso é completamente normal.

É um sinal de que seu útero e sua vagina estão simplesmente se limpando.

Vamos listar abaixo as 10 causas mais comuns para o corrimento marrom, além da menstruação normal oxidada.

Assista ao nosso vídeo sobre o corrimento marrom, disponível no nosso canal do Youtube. Aproveite, e se inscreva!

https://youtu.be/jhFHhSzBKjA

Desequilíbrio hormonal

Em muitas mulheres, o corrimento marrom é sinal de desequilíbrio hormonal.

Na verdade, o estrogênio ajuda a estabilizar o revestimento do útero.

Então, se você tem pouco estrogênio circulando pelo corpo, o revestimento uterino pode se desfazer em diferentes pontos durante seu ciclo menstrual.

Como resultado disso, você pode perceber manchas marrons na calcinha ou até mesmo sangramento vermelho, bem no meio do ciclo menstrual.

Os níveis de baixos de estrogênio também pode causar, por exemplo:

  • ondas de calor
  • insônia
  • alterações de humor ou depressão
  • dificuldade de concentração
  • infecções do trato urinário
  • ganho de peso

Anticoncepcionais causam corrimento marrom

Todo contraceptivo hormonal — pilulas, implantes, SIU — podem causar corrimento marrom nos primeiros meses de uso.

Esse muco marrom pode acontecer, principalmente, e o seu contraceptivo tiver menos de 35 microgramas de estrogênio [1].

Isso porque, se existe pouco estrogênio no corpo, sua parede uterina poderá se desfazer entre uma menstruação e outra.

E, como já explicado, se esse sangue demorar mais do que o normal para sair do corpo, pode aparecer um corrimento marrom.

Mas, se você perceber esse fenômeno por mais de três meses, converse com seu ginecologista para a substituição do anticoncepcional.

Um contraceptivo com mais estrogênio pode ajudar a parar as manchas marrons no meio do ciclo.

Pode ser ovulação

Um pequeno número de mulheres — aproximadamente 3% — percebem corrimento marrom durante a ovulação, ou seja, no meio do ciclo menstrual, quando o óvulo é liberado do ovário [2].
A cor da secreção pode variar de rosa, vermelho a marrom e também pode ser misturada com um muco transparente.
Outros sintomas da ovulação incluem, por exemplo:

Cisto nos ovários causam muco marrom

Os cistos nos ovários são bolsas cheias de líquido que podem se formar em um ou nos dois ovários.

Um cisto folicular, por exemplo, pode se desenvolver se um óvulo deixar o ovário no momento da ovulação.

O cisto pode não causar nenhum sintoma e desaparecer sozinho após alguns meses.

Mas, algumas vezes, o cisto pode aumentar e se isso acontecer, pode causar vários sintomas que vão desde corrimento marrom até dor abdominal.

Quando crescem muito, no entanto, os cistos podem  se romper no ovário e causar problemas associados.

Então, se você suspeita que possa ter um cisto, consulte seu ginecologista.

Infecções sexualmente transmissíveis

Algumas infecções como gonorreia e clamídia, podem não causar sintomas iniciais, mas com o tempo, podem levar ao corrimento marrom, além de dor ao urinar, pressão pélvica e muco vaginal com mau cheiro.

A vaginose bacteriana é outra infecção possível, mas que não é necessariamente transmitida por contato sexual.

Em vez disso, a vaginose é causada por um crescimento excessivo de bactérias que pode levar a alterações na textura, cor ou cheiro do muco.

É muito importante consultar o seu ginecologista se você suspeitar que tem uma infecção íntima.

Sem tratamento, você poderá desenvolver a chamada doença inflamatória pélvica, o que pode resultar em infertilidade ou dor pélvica crônica.

Endometriose causa corrimento marrom

A endometriose é uma condição em que o revestimento uterino cresce em locais fora do útero.

Essa condição, pode causar diversos sintomas que vão desde fluxos menstruais super intensos ​​e dolorosos até corrimento marrom claro ou escuro entre uma menstruação e outra.

Isso acontece porque, sem uma maneira de sair do corpo, o endométrio fica preso e pode causar dor intensa, corrimento marrom e problemas de fertilidade.

Outros sintomas de endometriose podem incluir, por exemplo:

  • inchaço
  • náusea
  • fadiga
  • prisão de ventre
  • diarreia
  • dor ao urinar
  • dor durante o sexo vaginal

Síndrome do ovário policístico

Que sofre de síndrome do ovário policístico pode ter períodos menstruais irregulares ou pouco frequentes.
Algumas mulheres experimentam 9 ciclos menstruais por ano ou ciclos com mais 35 dias entre as menstruações.
Você pode desenvolver cistos ovarianos e perceber secreções marrons entre os períodos devido à ovulação que é “pulada”.
Outros sintomas de síndrome do ovário policístico podem incluir:

  • dores de cabeça
  • acne
  • escurecimento da pele
  • queda de cabelo ou crescimento indesejado de pelos
  • depressão, ansiedade e outras mudanças de humor
  • ganho de peso

corrimento marrom

Implantação do óvulo

Conhecida como “nidação”, a implantação ocorre quando um óvulo fertilizado se incorpora ao revestimento uterino.

Na verdade, isso acontece 10 a 14 dias após a concepção e pode causar sangramento leve de vários tons, incluindo marrom [3].

Esse, é, portanto, um dos sintomas de gravidez logo no início. Além disso, você pode sentir:

Então, faça um teste de gravidez se sua menstruação estiver atrasada e se perceber essa secreção marrom na calcinha ou no papel higiênico.

Se você receber um resultado positivo, marque uma consulta seu ginecologista para confirmar seus resultados e discutir as próximas etapas.

Pode ser gravidez ectópica

Às vezes, um óvulo fertilizado encontra lugar favorável para se implantar nas trompas uterinas ou no ovário, ou no colo do útero.

Isso é chamado de gravidez ectópica.

Além de perceber corrimento marrom, a gravidez ectópica pode causar:

  • dor aguda no abdômen que pode ir até o pescoço ou ombro
  • dor pélvica unilateral
  • tontura
  • desmaio
  • pressão no ânus

⚠️Consulte seu médico imediatamente se tiver algum destes sintomas com o muco marrom, pois a gravidez ectópica é uma urgência médica.

Pode ser aborto espontâneo

De 10 a 20% das gestações terminam em aborto, geralmente antes do feto atingir 10 semanas de gestação.
Os sintomas podem surgir repentinamente e incluem corrimento líquido marrom ou sangramento vermelho intenso.
Outros sintomas podem incluir:

  • cólicas ou dor na parte inferior do abdome
  • presença de tecidos ou coágulos sanguíneos
  • tontura e/ou desmaio

Sangrar no início da gravidez pode ser normal, mas é importante relatar corrimento marrom ou outros sintomas incomuns ao médico.

Perimenopausa (pré-menopausa)

Os meses e anos antes da menopausa são chamados de perimenopausa.

A maioria das mulheres inciam a perimenopausa em algum momento após os 40 anos, mas acontece precocemente com algumas.

A perimenopausa é caracterizada por níveis flutuantes de estrogênio que pode causar sangramento ou corrimento de cor marrom, vermelho ou rosado.

Outros sintomas da perimenopausa podem incluir, por exemplo:

  • ondas de calor
  • insônia
  • irritabilidade e outras mudanças de humor
  • secura vaginal ou incontinência
  • mudanças na libido

Pode ser câncer?

Sim, pode. Aliás, após atingir a menopausa, manchas ou sangramentos, após o sexo ou exame ginecológico — de qualquer cor ou consistência — é o sinal mais comum de câncer endometrial.

De qualquer forma, o corrimento vaginal incomum também é um efeito colateral comum do câncer do colo do útero.

Infelizmente, o câncer do endométrio não tem nenhum sintoma inicial, além de sangramento ou secreção marrom após relações.

Os sintomas do câncer só surgem mesmo quando já está avançado e podem incluir:

  • dor pélvica
  • sentindo uma massa
  • perda de peso
  • fadiga persistente
  • dificuldade em urinar ou defecar
  • inchaço nas pernas

Acompanhar os exames pélvicos anuais são fundamentais para a detecção precoce e o tratamento imediato, mesmo as mulheres que não têm vida sexual ativa.

Considerações finais sobre corrimento marrom

Em muitos casos, a secreção marrom é sangue velho que está demorando mais para sair do útero.

Isto é muito comum de acontecer no início ou no final do seu período menstrual.

O corrimento marrom em outros momentos do seu ciclo ainda pode ser normal, lembrando de sempre observar outros sintomas que tiver.

Você deve consultar um ginecologista se notar alterações na alta durante a gravidez ou apresentar sintomas de infecção.

Procure tratamento imediato se tiver sangramento irregular ou muco marrom após a menopausa.


Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos.