Mulher

Coágulos de sangue na menstruação: Quando é normal e quando não é

Coágulos de sangue na menstruação

Os coágulos de sangue na menstruação são, geralmente, pedacinhos do endométrio que podem se deslocar naturalmente do útero.

Embora seja assustador, na maioria das vezes não é nada.

Mas, não tem jeito! Por mais que mulher fique menstruada a vida inteira, toda vez que surge um “pedaço do sangue” no meio da menstruação, ela fica receosa.

Muitas vezes os coágulos de sangue na menstruação assustam por sua aparência.

Eles se assemelham a morangos cozidos que você pode encontrar em geleias, e variam de cor de vermelho vivo a vermelho escuro.

Mas, na verdade, ali só tem mesmo sangue coagulado, tecido endometrial e sangue que são expelidos do útero.

Quando coágulos de sangue na menstruação são normais?

Quando os coágulos de sangue são pequenos – menores que uma moeda 50 centavos – e surgirem ocasionalmente, geralmente, não é nada demais.

Isso porque, ao contrário dos coágulos formados nas veias, esses na menstruação por si só não são perigosos.

No entanto, é possível que grandes coágulos menstruais sinalizem uma condição médica que precisa de investigação.

Coágulos normais

  • são menores que uma moeda de 50 centavos
  • ocorrem apenas ocasionalmente, geralmente no início do ciclo menstrual
  • por fim, aparecem de cor vermelha viva ou escura

Coágulos anormais

  • são maiores que uma moeda de 50 centavos
  • ocorrem com frequência e dura todo o período menstrual
  • acompanham, geralmente, sangramento intenso

Quando ir ao médico?




Consulte um ginecologista se tiver sangramento menstrual intenso ou se tiver coágulos maiores que uma moeda de 50 centavos.

Assim, o sangramento menstrual é considerado intenso quando é preciso trocar o absorvente ou o copo menstrual a cada duas horas ou menos, durante todo um dia.

Ao mesmo tempo, recomenda-se ir ao pronto-socorro se eliminar coágulos de qualquer tamanho durante a gravidez ou na suspeita de estar grávida.

Isso, decerto, é um sintoma de aborto espontâneo.

O que causa coágulos menstruais?

A maioria das mulheres em idade fértil vai eliminar seu revestimento uterino (endométrio) a cada 28 a 35 dias.

Em resposta ao estrogênio, o endométrio cresce e se espessa durante o mês, para, no caso de uma fecundação possa receber o óvulo fecundado.

Mas, se gravidez não ocorrer, outros eventos hormonais farão com que este revestimento seja eliminado como menstruação.

O que sai na menstruação não é unicamente o endométrio.

Afinal, ele vai se misturar com sangue, muco vaginal, células epiteliais de revestimento e subprodutos do sangue

À medida que o endométrio se desfaz, vai se acumulando no fundo do útero, esperando um movimento de contração para eliminar o conteúdo acumulado. Para ajudar no processo, a saber, o organismo libera anticoagulantes para diluir o material e facilitar sua saída.

No entanto, quando o fluxo sanguíneo ultrapassa a capacidade do corpo de produzir anticoagulantes, os coágulos menstruais são liberados.

Dessa forma, os coágulos são mais comuns n os dias de fluxo sanguíneo intenso.

Então, as mulheres com fluxos intensos, com sangramento excessivo, podem ter formação de coágulos mais do que as que têm fluxo normal.

Causas de coágulos de sangue na menstruação

Condições que podem exercer pressão extra sobre a parede uterina, podem aumentar o sangramento menstrual e formar coágulos.

Tudo que obstrui a passagem do sangue impede a capacidade do útero de se contrair e pode causar menstruação com coágulos.

Isso porque, o sangue pode acumular e coagular dentro da cavidade uterina formando os coágulos.

Obstruções uterinas podem ser causadas por:

1. Miomas

Os miomas são tipicamente tumores musculares, não cancerosos, que crescem na parede uterina.

De acordo com artigo de revisão da Acta de Obstetrícia e Ginecologia Portuguesa [3], a causa é desconhecida, mas a genética e os hormônios femininos estrogênio e progesterona provavelmente ajudam em seu desenvolvimento.

Além de sangramento menstrual intenso com coágulos, os sintomas de mioma são:




  • sangramento menstrual irregular
  • lombalgia
  • dor durante o sexo
  • barriga inchada
  • dificuldade para engravidar

2. Endometriose

A endometriose é uma condição na qual o revestimento uterino cresce fora do útero e no trato reprodutivo.

Mas, a causa exata da endometriose não é conhecida, embora se pense que a hereditariedade, os hormônios e a cirurgia pélvica anterior podem contribuir para o seu surgimento.

Conforme publicação do periódico Gynecologic Cancer Care [2], durante a menstruação, quem sofre do problema tem os seguintes sintomas de endometriose:

  • dor para urinar no período menstrual
  • cólica menstrual muito intensa
  • náuseas e vômitos
  • diarreia durante o período menstrual
  • desconforto durante o sexo
  • infertilidade
  • dor pélvica que nunca passa
  • sangramento anormal, que pode ou não incluir coagulação
Sintomas de endometriose coágulos de sangue na menstruação

Os coágulos de sangue na menstruação podem ser causados por endometriose.

3. Adenomiose

A adenomiose uterina é uma condição onde ocorre um espessamento dentro das paredes do próprio útero.

Os primeiros sintomas de adenomiose, a saber, podem surgir 2 a 3 anos após o parto, mesmo quando a mulher já tem adenomiose desde a infância.

Além do sangramento prolongado e pesado, causando coágulos de sangue na menstruação, essa condição pode levar a triplicar o tamanho do útero.

O tratamento, geralmente, é cirúrgico.

4. Câncer

Embora raros, os tumores no útero e do colo do útero podem levar ao sangramento menstrual intenso.

Então, consequentemente, os coágulos devem surgir.

5. Desequilíbrio hormonal

Para crescer corretamente, o revestimento uterino depende de um equilíbrio de estrogênio e progesterona.

Se há muito ou pouco de um ou outro, a mulher pode desenvolver um sangramento intenso que, obviamente resultará em coágulos de sangue na menstruação.

As causas para desequilíbrio hormonal mais comuns são:

6. Aborto espontâneo

Cerca de 35% das mulheres com atraso menstrual têm aborto espontâneo e acham que apenas menstruaram.

A maioria dessas perdas na gravidez, decerto, ocorre antes mesmo de uma mulher saber que está grávida.

Sendo assim, quando uma gravidez precoce é perdida, pode levar a sangramento intenso, cólicas e coagulação.

7. Doença de von Willebrand

Essa doença pode ser a causa do ciclo menstrual intenso.

Costuma, portanto, ser hereditária, mas, em casos raros, pode se desenvolver em fases posteriores da vida.

Então, conforme uma boletim da revista portuguesa Medicina Interna [1], os sintomas podem incluir:

  • hemorragias nasais recorrentes e prolongadas,
  • sangramento das gengivas
  • aumento do fluxo menstrual
  • sangramento excessivo de um corte.

Assim sendo, coágulos de sangue na menstruação são uma parte normal da vida reprodutiva da mulher.

Enquanto eles podem parecer alarmantes, pequenos coágulos são normais e comuns.

Até mesmo coágulos maiores que uma moeda de 50 centavos não são motivos de preocupação, a menos que ocorram regularmente.

Artigos médicos científicos: Medicina Interna [1],  Gynecologic Cancer Care [2] Acta de Obstetrícia e Ginecologia Portuguesa [3]

Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


Topo