Exames

Leucócitos altos no sangue: o que significa? Veja um guia completo

Leucócitos altos no sangue
Leucócitos altos no sangue: o que significa? Veja um guia completo
4 (80%) 4 votes

Os leucócitos, também conhecidos como glóbulos brancos, fazem parte do grupo de células de defesa do corpo.

Ao mesmo tempo, os leucócitos têm função de combater e suprimir microrganismos e estruturas químicas estranhas ao organismo por meio de sua captura ou da produção de anticorpos.

Em geral, cada pessoa tem um número de leucócitos particular, que continua por grande parte da vida.

Ou seja, uma contagem pode indicar problema para um, não essencialmente é problema para o outro.

Assim, definiu-se um valor normal para a contagem de leucócitos, que é 4 mil a 12 mil células/mL.

Quando a quantidade de leucócitos é menor que 4.000 células/mL, chamamos de leucopenia.

Ao mesmo tempo, quando há um aumento na quantidade das células brancas (acima de 12.000 células/mL) chamamos de leucocitose.

Tanto um quanto o outro não são doenças, contudo, advertem que algum problema pode estará acontecendo no organismo.

Leucócitos altos

Leucocitose (contagem de leucócitos acima de 12000c/mL)

Assim como acontece com a leucopenia, a leucocitose no hemograma também pode acontecer por diversos fatores e em muitas circunstâncias diferentes.

O mais comum, é aumento nos leucócitos devido à existência de processos inflamatórios.

Assim, no andamento de muitas doenças infecciosas agudas (pneumonia, apendicite, por exemplo) a contagem de leucócitos aparece muito aumentada.

No entanto, também pode ser o resultado de uma reação normal em certas condições, como a gravidez, a menstruação e o exercício muscular.

Tipos de leucocitose

A contagem alta de leucócitos no sangue é classificada pelo tipo de célula branca que está aumentada.

Dessa forma podemos citar cinco tipos de leucocitose:

  1. Neutrofilia. Este é um aumento nos glóbulos brancos chamados neutrófilos, os tipos mais comuns representando 40 a 60% de células. Está, portanto, associada a infecções e inflamação.
  2. Linfocitose. Os linfócitos representam cerca de 20 a 40% dos seus glóbulos brancos. Este tipo de leucocitose é muito comum, associada a infecções virais e leucemia .
  3. Monocitose. Grande número de monócitos, representando apenas 2 a 8% das células brancas. A monocitose é incomum e está associada a certas infecções e câncer.
  4. Eosinofilia. Grande número de eosinófilos no sangue, que compõem cerca de 1 a 4% dos glóbulos brancos. A eosinofilia é incomum e está associada a alergias e parasitas.
  5. Basofilia. Este é um alto nível de basófilos. Não existem muitas destas células no sangue – apenas 0,1 a 1% . A basofilia é rara e está associada à leucemia.

Doenças que deixam os leucócitos altos

Neste guia iremos mostrar cada doença possível, está relacionada a cada tipo de leucócito.

O que significa neutrófilos (ou segmentados) altos?

  • Infecções em geral, bacteriana ou fúngica (de urina, de garganta, apendicite, pós-operatória, etc.)
  • qualquer doença inflamatória, como artrite, por exemplo
  • reação a corticoides, epinefrina, lítio e alguns inaladores
  • alguns tipos de leucemia
  • uma reação ao estresse emocional ou físico de coisas como ansiedade, cirurgia e exercício
  • remoção cirúrgica do baço
leucocitose leucócitos altos

Exame de sangue de uma pessoa com suspeita de infecção bacteriana. Vejam a grande quantidade de neutrófilos segmentados no sangue (bolinhas azuis).

O que significa linfócitos altos?

  • infecções causadas por vírus, como hepatite, dengue, sarampo, catapora, gripe
  • coqueluche
  • reações alérgicas
  • alguns tipos de leucemia

O que significa eosinófilos altos?

  • alergias e reações alérgicas, incluindo rinite e asma
  • infecções por parasitas (vermes como lombriga, oxiúros, etc)
  • algumas doenças de pele
  • linfoma (câncer associado ao sistema imunológico)

O que significa monócitos altos?

  • mononucleose, tuberculose e micoses
  • doenças autoimunes, como lupuse colite ulcerativa
  • e, por fim, remoção do baço

O que significa basófilos altos?

  • leucemia ou câncer de medula óssea (na maioria das vezes)
  • reações alérgicas (raramente)
leucocitos altos blastos leucemia

Exame de sangue de uma pessoa com leucemia. Presença massiva de glóbulos brancos imaturos, conhecidos como blastos.

Sintomas de leucócitos altos

Se o número de leucócitos for alto, a situação pode não ir bem.

Isso porque, o sangue pode se tornar tão espesso que não poderá fluir adequadamente.

Essa condição é conhecida como “síndrome da hiperviscosidade”, um dos sintomas da leucemia, mas muitíssimo raro.

A hiperviscosidade do sangue por leucócitos altos pode causa sintomas graves, como por exemplo:

  • derrame
  • problemas de visão
  • problemas respiratórios
  • sangramento de áreas cobertas de mucosa, como boca, estômago e intestinos, por exemplo.

Muitas pessoas ficam preocupadas quando recebem o resultado do hemograma e percebem que a leucocitose, pois, a maioria pensa que é indicativo de leucemia.

Não é bem assim, um caso de leucemia aumenta a contagem de leucócitos para valores exorbitantes (180 mil, 200 mil e até mais que isso).

No entanto, um caso de infecção grave também pode chegar a estes valores.

Somente o médico poderá avaliar se a pessoa com uma contagem tão alta de leucócitos pode ou não estar com leucemia.

Estar com leucócitos altos também releva outros sintomas mais clássicos e não relacionados a câncer, lógico, e sim, a inflamação e infecção, como uma apendicite ou uma infecção urinária.

Podemos citar por exemplo:

  • febre que pode ser alta ou baixa
  • dor ou outros sintomas no local de uma infecção
  • cólicas, náuseas e vômito
  • problemas respiratórios e chiado de uma reação alérgica em seus pulmões

Ao mesmo tempo, é possível que a leucocitose não provoque nenhum sintoma caso esteja relacionada ao estresse ou a uma reação a um medicamento.

Leucócitos altos na gravidez

As mulheres grávidas geralmente apresentam níveis de glóbulos brancos mais altos que o normal e aumentam gradualmente.

Nos últimos três meses de gravidez a contagem de leucócitos é tipicamente entre 5.800 e 13.200 células por microlitro de sangue.

O estresse do trabalho de parto e parto também pode aumentar os leucócitos.

Ao mesmo tempo, a contagem permanece ligeiramente alta (cerca de 12.700 por microlitro de sangue) por um tempo após o nascimento do bebê.

Leucócitos altos na urina

Na maioria dos casos, leucócitos na urina em grande quantidade significa que a bexiga ou a uretra podem estar enfrentando uma infecção.

De qualquer maneira, infecções ou obstrução no trato urinário ou na bexiga podem causar o aumento da quantidade de leucócitos na urina.

Quando a infecção urinária está muito evoluída, é comum que o sangue também tenha uma contagem de leucócitos alta.

Recomendamos a leitura do texto sobre leucócitos altos na urina, para informações mais detalhadas.

Leucocitose e síndrome de Down

De acordo com documento disponibilizado pelo Prof. Orlando Pereira da UNIFENAS [1], é importante salientar que crianças com síndrome de Down frequentemente apresentam leucocitose e neutrofilia.

Ao mesmo tempo, apresentam formas imaturas (blastos) no sangue periférico.

Na maioria dos casos, trata-se de um distúrbio mieloproliferativo transitório e raramente evoluem para uma leucemia.

Conclusão

A leucocitose é o aumento do número de leucócitos (glóbulos brancos) no sangue.

A condição pode ser causada por qualquer tipo de infecção no organismo, por situações como exercícios físicos, gestação ou ainda leucemias.

O aumento de glóbulos brancos no sangue, com contagem acima de 11.500 por milímetro cúbico, é considerado uma leucocitose.

Documento científico: UNIFENAS [1]

 

Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


Topo