Sua saúde

Câncer de garganta: como é a doença, quais os tipos e sintomas

Câncer de garganta: como é a doença, quais os tipos e sintomas

Câncer de garganta, com toda a certeza, refere-se a tumores cancerígenos que se desenvolvem em sua garganta (faringe), caixa de voz (laringe) ou amígdalas. Sua garganta é um tubo muscular que começa atrás do nariz e termina no pescoço. O câncer de garganta, em geral, começa nas células planas que se alinham dentro da garganta.

Sua caixa de voz fica logo abaixo da garganta e, ao mesmo tempo, é suscetível ao câncer neste local. A caixa de voz é feita de cartilagem e contém as pregas vocais que vibram para fazer som quando você fala. Então, o câncer de garganta, da mesma forma, pode afetar o pedaço de cartilagem (epiglote) que atua como uma tampa para sua traqueia. O câncer de amígdala, outra forma de câncer de garganta, afeta as amígdalas, localizadas na parte posterior da garganta, como nos diz o Dr. Edward T. Creagan [1], oncologista do Minnesota Hospital.




Sintomas de câncer na garganta

Um dos primeiros sintomas do câncer na garganta, sem dúvida, é a presença de um nódulo indolor na parte superior do pescoço. Contudo, outros sintomas incluem qualquer um dos seguintes sinais:

Quando procurar um médico? Um estudo publicado na revista Radiology [2], diz que os sintomas acima, igualmente, se referem a sintomas de garganta infeccionada ou inflamada. Por isso, muitas vezes o tumor na garganta não é diagnosticado cedo. A pessoa busca uma maneira da acabar com o mau hálito e toma um remédio para tosse seca, por exemplo, e esquece dos sintomas.



Assim, é importante que procure um otorrinolaringologista para avaliação, principalmente, se você tem sintomas muito persistentes. Ou seja, aqueles sintomas que não passam nunca, ou que melhoram por alguns dias e retornam. Então, marque uma consulta com seu médico se notar novos sinais e sintomas persistentes. Assim sendo, a maioria dos sintomas do câncer de garganta não é específica para o câncer. Portanto, seu médico provavelmente investigará outras causas mais comuns primeiro.

Causas do câncer de garganta

O câncer de garganta ocorre quando as células da garganta desenvolvem mutações genéticas. Essas mutações, certamente, fazem com que as células cresçam descontroladamente e continuem a viver depois de células saudáveis ​​morrerem normalmente. Afinal, as células acumuladas podem formar um tumor em sua garganta. Não está claro o que causa a mutação que causa câncer de garganta, mas os médicos identificaram fatores que podem aumentar seu risco.

Tipos de câncer de garganta

Câncer de garganta é um termo geral que se aplica ao câncer que se desenvolve na garganta (câncer de faringe) ou na caixa de voz (câncer de laringe). A garganta e a caixa de voz estão intimamente ligadas, com a caixa de voz localizada logo abaixo da garganta. Embora a maioria dos cânceres de garganta envolva os mesmos tipos de células, termos específicos são usados ​​para diferenciar a parte da garganta onde o câncer se originou.

  • O câncer nasofaríngeo começa na nasofaringe – a parte da garganta logo atrás do nariz;
  • O câncer orofaríngeo começa na orofaringe – a parte da garganta logo atrás da boca, que inclui as amígdalas;
  • O câncer de hipofaringe (câncer laringofaríngeo) começa na hipofaringe (laringofaringe) – a parte inferior da garganta, logo acima do esôfago e da traqueia;
  • O câncer glótico começa nas pregas vocais;
  • O câncer supraglótico começa na parte superior da laringe e inclui câncer que afeta a epiglote, que é um pedaço de cartilagem que impede a entrada de comida na traqueia;



  • O câncer subglótico começa na parte inferior da caixa de voz, abaixo das pregas vocais.

Quem tem mais risco de ter tumor na garganta?

  • Pessoas que fumam. O uso de tabaco, incluindo tabagismo e tabaco de mascar;
  • Uso excessivo de álcool;
  • Vírus sexualmente transmissível chamado papilomavírus humano (HPV);
  • Uma dieta sem frutas e vegetais;
  • E, por fim, doença do refluxo gastroesofágico;

Prevenção

Infelizmente, não há uma maneira comprovada de prevenir o câncer de garganta. Mas, para reduzir o risco se você tiver hábitos simples no dia-a-dia.

👍Parar de fumar ou não comece a fumar. Se você fuma, saia. Se você não fuma, não comece. Parar de fumar pode ser muito difícil, então peça ajuda. Seu médico pode discutir os benefícios e riscos de muitas estratégias de parar de fumar, como medicamentos, produtos de reposição de nicotina e aconselhamento, por exemplo;

👍Bebidas alcoólicas com moderação. Se você escolher beber álcool, faça isso com moderação. Para adultos saudáveis, isso significa até um drinque por dia para mulheres de todas as idades e homens com mais de 65 anos. Ao mesmo tempo, até dois drinques por dia para homens de 65 anos ou menos;

👍Escolha uma dieta saudável cheia de frutas e legumes. As vitaminas e antioxidantes em frutas e vegetais podem reduzir o risco de câncer de garganta. Enfim, coma uma variedade de frutas e legumes coloridos;

👍Proteja-se contra o HPV. Pensa-se que alguns cancros da garganta são causados ​​pela infecção sexualmente transmissível do papilomavírus humano (HPV). Você pode reduzir o risco de HPV limitando o número de parceiros sexuais e usando preservativo sempre que fizer sexo. Considere, ao mesmo tempo, tomar a vacina contra o HPV, que está disponível para todos.

Opinião médica: Dr. Edward T. Creagan [1] Artigo médico científico: Radiology [2]

Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


Topo