Corrimento branco antes da menstruação, o que pode ser?

401
Sêmen ralo, fino e transparente

Corrimento branco antes da menstruação é normal e comum, podendo acontecer devido ao aumento da umidade na região do genital feminino, acontece desse corrimento branco antes da menstruação descer.

O muco branco antes da menstruação surge antes ou durante a ovulação, servindo para proteger a genitália de bactérias e fungos, é normal até que não tenha coceira e odor forte.

Isso, considerando também uma boa ajuda para ficar de olho na chegada da sua menstruação.

O corrimento antes da menstruação é branco no começo por conta do aumento do progesterona no organismo (hormônio relacionado ao ciclo menstrual e a gravidez).

Ocorre, também, em outra fase do ciclo menstrual o hormônio mais presente ser o estrogênio, fazendo com que o corrimento antes da menstruação seja transparente.

Com a persistência do corrimento antes da menstruação, mesmo depois do atraso do período, fique de olho, pois pode ser sinal de uma possível gravidez!

Segundo o ginecologista Alexandre Pupo “a secreção é normal e acontece por conta de um aumento da umidade natural da região íntima um pouco antes do fluxo menstrual descer.”

Ele acrescenta dizendo que “durante o período que antecede o sangramento, alguns problemas íntimos podem surgir principalmente a candidíase.”

A dica do médico, é que as mulheres possam saber se está tudo certo com a sua saúde, você precisa entender as diferenças entre a secreção vaginal branca antes da menstruação.

Indice de Conteúdo

Como deve ser o corrimento antes da menstruação?

O corrimento antes de menstruar deve:

  • ser da cor branca
  • sem odor
  • leitoso
  • pastoso claro
  • obter cor a partir do momento que sua menstruação vai descendo

Quando o corrimento branco é anormal?

O corrimento branco antes da menstruação passa a ser tornar anormal a partir do momento que a coloração se altera de branco para amarelo, cinza e até esverdeado

Essa mudança de cor, na verdade, pode vir acompanhada por coceira, odor forte e mal-estar.

Além da coceira pode haver ardência, dor ao urinar e ao ter relações sexuais, e até mesmo ter sangramento.

Pode acontecer do corrimento persistir após ao término da sua menstruação e isso pode ser um sinal de alguma infecção

Então, tendo esses sintomas, é importante a ida ao seu ginecologista para obter mais informações e o tratamento necessário.

Doenças que causam o corrimento branco

O corrimento branco antes da menstruação pode descer por presença de alguma infecção e vale ficar de olho em algumas doenças infecciosas:

1.   Infecção fúngica

Não é transmitida através do ato sexual, se dá pela mudança climática, umidade no genital, alteração no sistema imunológico afetado por gravidez ou consumo de anticoncepcionais.

 Produtos íntimos que alteram o PH podem afetar a flora aumentando os riscos de obter o fungo da Candida (infecção fúngica mais comum) [1].

2.   Candidíase vaginal

É tão comum que se você ainda não teve, pode ter pelo menos uma vez na vida, a candidíase se dá pelo crescimento excessivo do fungo, Candida albicans na área da genitália.

Com esse crescimento excessivo há um desequilíbrio levando ao desenvolvimento do fungo gerando a infecção.

Há alguns fatores que podem favorecer esse desequilíbrio da flora íntima, como, por exemplo:

  • uso de antibióticos
  • excesso de peso
  • gravidez
  • alterações hormonais
  • diabetes
  • sistema imunológico fraco
  • uso de produtos íntimos agressivos
  • uso de roupas apertadas

Ao mesmo tempo, os sintomas da candidíase são:

  • corrimento branco abundante sem odor
  • irritação
  • coceira e ardência na vulva e em torno do genital feminino
  • vermelhidão e inflamação
  • os lábios maiores ficam mais sensíveis
  • dor e incômodo durante relações sexuais

 O tratamento deve acontecer após consulta no ginecologista, se caso preciso é feita uma coleta do fluxo para eventual exame.

Nesse caso, o tratamento se dá com o uso de medicamentos antifúngicos que servem para impedir o crescimento do fungo; esse medicamento pode ser em gel, oral ou supositório.

O mais comum, no entanto, é o uso de cremes ou gel sobre a vulva e, em todo genital onde o fungo contaminou.

O tratamento da candidíase se dá de 1 a 7 dias.

Você pode evitar a Candida, tomando os seguintes cuidados:

  • mantendo uma boa higiene íntima evitando sabões com aromas fortes,
  • mantendo a área da genitália bem seca, pois, a umidade excessiva favorece a proliferação do fungo
  • evitando também fazer duchas íntimas, pois podem acabar eliminando bactérias que são necessárias no local
  • ao defecar, se limpe da frente para trás
  • durante o período menstrual trocar o absorvente com frequência
  • não ficar muito tempo com roupas molhadas
  • evitar roupas justas e no caso de diabetes manter os níveis de açúcar controlados
  • e, por fim, sempre usar preservativos

3.   Vaginose bacteriana

É o mais comum que uma mulher pode ter, surge quando bactérias da própria flora íntima crescem excessivamente.

A vaginose acontece comumente em mulher que têm vários parceiros sexuais ou fazem duchas íntimas, ou tomam determinados antibióticos.

Obtém um odor desagradável, porém liberado após relações sexuais, há ardência, dor, coceira com o muco branco.

É importante, no entanto, o tratamento para evitar complicações que podem afetar a saúde sexual.

Nesse caso, o principal sintoma é o corrimento branco ou acinzentado com cheiro forte.

O ideal é a verificação médica para o devido tratamento com antibióticos adequados.

4.   Gonorreia

É provocada pela bactéria Neisseira gonorrhaeae que pode infectar homens e mulheres, é uma das doenças transmissíveis mais comuns causando infecções nas genitais, reto, e até mesmo na garganta [2].

É identificada por ser um corrimento amarelo que pode haver sangramentos, não é necessária a ejaculação para a transmissão, basta o contato com a área infectada para contrair a doença.

O aparecimento dos primeiros sintomas dessa doença é entre 2 a 5 dias!

A gonorreia, pode fazer com que os seguintes sintomas surjam:

  • aumento do corrimento
  • dor e ardência ao urinar
  • aumento da micção e sangramento

Lembrando que essa infecção pode se estender até ao ânus, gerando secreção, coceira e dor ao defecar.

Quando devo ir ao médico?

Como já disse, o corrimento antes da menstruação é normal até que não tenha coceira, odor forte, ardência e sangramento.

Assim, o corrimento persistindo procure seu médico ginecologista, pois seus sintomas podem estar relacionados a presença de alguma infecção que deve ser tratada o quanto antes evitando complicações!

Considerações finais sobre corrimento antes da menstruação?

Em suma, é importante reforçar que o corrimento antes da menstruação é normal e comum entre as mulheres.

Contudo, vale lembrar que só é normal quando não há presença de um forte odor, coceira, ardência, algo que possa ser tornar algum incômodo na área íntima.

É importante lembrar que o corrimento pode ser também um índice de alguma infecção, sabendo disso é aconselhado o auxílio médico para o devido tratamento orientado.

Vá com frequência ao seu médico (a) ginecologista, é importante tal acompanhamento para você se conhecer melhor e saber se realmente está tudo bem com a sua saúde íntima.


Outra dica importante é, use sempre preservativos, pois além de evitar gravidez indesejada, previne de contrair doenças sexualmente transmissíveis!

[WPSM_AC id=54924]

Autora do texto: Joyce Brito, Bióloga

Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos.