Sua saúde

Dor no pé da barriga, pode ser doença grave?

Dor no pé da barriga: veja quais doenças causam essa dor

Dor no pé da barriga, pode ser doença grave?
4.8 (95%) 4 votes

A dor no pé da barriga é o tipo de dor abdominal que muita gente se preocupa. Quando se é mulher vem logo a preocupação de que algo está errado com o aparelho reprodutor. De qualquer forma, homens ou mulheres, sentir dor no pé da barriga merece atenção. Afinal, podemos citar doenças do trato urinário, digestivo e reprodutor que causam esse sintoma. Temos abaixo, um conjunto de doenças que causam a essa dor localizada.

Doenças que causam dor no pé da barriga




Infecções urinárias: Dentre as infecções do trato urinário, a cistite (infecção na bexiga), a uretrite (infecção na uretra) e a piolonefrite (infecção nos rins) são as mais comuns. Os sintomas de infecção urinária, geralmente são dor e vontade frequente de urinar. Contudo, a dor no pé da barriga é também comum, sobretudo em casos de cistite. Este tipo, afeta principalmente mulheres que possuem a uretra muito próxima do ânus e da vagina. Além da dor no pé da barriga você sentirá: vontade frequente e súbita de urinar, urina em pouca quantidade, urina escura ou turva, febre baixa e dor e queimação ao fazer xixi.

Diverticulite: Essa é uma doença caracterizada pela inflamação dos divertículos presentes no intestino grosso. Normalmente, ocorre em obesos, sedentários, tabagistas e maiores de 50 anos. Além da dor no pé da barriga, sobretudo do lado esquerdo, você também sentirá alteração do hábito intestinal (diarreia ou prisão de ventre). Ao mesmo tempo, poderá ter febre baixa. Uma avaliação médica se faz necessária.

Obstrução intestinal: Quando as fezes não conseguem passar pelo intestino devido à uma interferência no seu trajeto, a dor no pé da barriga pode acontecer. As causas das obstruções são principalmente inflamações ou tumores. Como a obstrução não permite os alimentos digeridos pelo intestino seguirem caminho, as fezes, os gases intestinais e as secreções digestivas acabam se acumulando, o que aumenta a pressão dentro do intestino. Por fim, o resultado são dores abdominais. Além disso, poderá sentir dificuldade de evacuar e de eliminar gases.



Dor no pé da barriga em mulheres

Doença Inflamatória Pélvica:  Muitas vezes a mulher mal consegue perceber seus sinais e sintomas. Mas isso, não diminui a sua gravidade. Essa infecção começa na vagina e que progride afetando o útero. Ao mesmo tempo, pode atingir as trompas e os ovários. Conforme um estudo publicado na Revista Brasileira de ginecologia e Obstetrícia [1], a prevalência estimada desta doença é de 3,8% em mulheres de 15 a 73 anos.  O incômodo inicial é no pé da barriga, contudo, a evolução da doença pode deixar grande parte do abdome dolorido e sensível.

Endometriose: A inflamação do endométrio pode deixar todo abdome dolorido. Mas, a dor no pé da barriga é, quase sempre, o primeiro sinal. Além desse incômodo, haverá dores durante a relação sexual e dificuldade para engravidar. Somando a isso a mulher terá sangramentos irregulares e se sentirá muito cansada.

Cisto no ovário: Geralmente, os cistos não provocam dores insuportáveis. Contudo, há um desconforto, normalmente localizado no pé da barriga. Ao mesmo tempo essa dor poderá irradiar mais para o lado em que está o ovário com o cisto. Ou seja, a dor do lado esquerdo da barriga, se o ovário esquerdo tiver doente. Junto com a dor de barriga, a mulher sentirá forte sensação de abdome inchado inchada e menstruação irregular. Ao mesmo tempo haverá desconforto durante o contato íntimo e dificuldade para engravidar.



Ovulação: No momento do desprendimento do óvulo, é possível que a mulher sinta o abdome dolorido. Muitas vezes essa dor no pé da barriga é um dos sintomas de ovulação. O incômodo não é muito intenso, contudo pode estar presente durante os dias da ovulação. Um estudo publicado na Revista Brasileira de Medicina Esportiva [2] revelou que em média a fase ovulatória pode durar até 3 dias. É uma fase em que grandes quantidades de estrogênio são secretadas. Tais hormônios incentivam a motilidade das estruturas envolvidas na ovulação, e a dor, pode estar relacionado a isso.

Rev Bras de ginecologia e Obstetrícia [1] Rev Bras de Medicina Esportiva [2]

 

Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


O Diário de Biologia é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre de assuntos relacionados a Biologia, Saúde e Pesquisa. O material fornecido na categoria saúde, nutrição e bem-estar, não deve ser usado como conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos.
Topo