Sua saúde

Urina escura (alaranjada, marrom, vermelha): Entenda quando é grave e quando não é

Urina escura
Urina escura (alaranjada, marrom, vermelha): Entenda quando é grave e quando não é
4.6 (92.5%) 8 votes

A urina escura pode ser causada, simplesmente, pela alimentação. Ao mesmo tempo, alguns medicamentos também alteram a cor da urina. Contudo, é sabido que problemas do fígado também podem deixar a urina escura. Normalmente, é bastante assustador.

Até porque, sabemos que uma urina saudável é límpida e amarelo claro. Mas, as cores podem variar – alaranjada, marrom, vermelha – e algumas vezes pode indicar doenças graves, por isso é importante saber o que pode ser.

Quando a urina escura não é grave?

A cor, predominantemente, normal da urina é amarelo claro ou quase incolor. Uma urina de cor forte ou escura é sinal de que algo está diferente e que por isso deve ser verificado.

Desidratação

Na maioria dos casos, a urina, com o amarelo bem escuro ou alaranjado, é sinal da baixa ingestão de água. O normal, portanto, é que a urina seja de uma cor amarela pálida. Isso indicaria, então, que o corpo está hidratado.

A urina tem naturalmente alguns pigmentos amarelos chamados urobilina ou urocromo. Quanto mais escura a urina, mais concentrada ela tende a ser. Em suma, na maioria dos casos, a urina fica escura devido à desidratação. Um corpo desidratado, pode ter sintomas adicionais além da urina escura, com por exemplo:

  • tontura ou vertigem
  • boca seca
  • pele seca
  • dor de cabeça
  • sede
  • e, por fim, prisão de ventre

Alimentação

O problema da urina escura, pode ser tão somente, algum item diferenciado na alimentação. A ingestão de alimentos ricos em betacaroteno, como cenoura. Ao mesmo tempo, beterraba, abóbora, alimentos com corantes artificiais, também costumam deixar a urina escura.

Apesar de a beterraba deixar a urina bem com aspecto sangrento, não há com o que se preocupar. Afinal, esse sintoma só persistirá por, no máximo, 30 horas, caso você não coma mais alimentos com corantes.

Medicamentos

Ao mesmo tempo, alguns medicamentos como antibióticos deixam a urina escura como também, apresentam algum odor específico. Alguns medicamentos podem corar a urina, deixando-a escura, como por exemplo:

  • Fenazopiridina
  • Rifampicina
  • Sepurin
  • Metildopa
  • Argirol

Excesso de exercício físico

Excesso de exercício físico também pode contribuir para a urina escura. Isso porque, exercícios intensos podem causar lesões musculares. Isso, faz com que o corpo libere produtos residuais em excesso. Sendo assim, o resultado pode ser urina cor-de-rosa escuro, ou alaranjada.

Doenças comuns que deixam urina escura

Pedra nos rins

Quando a urina se apresenta escura e avermelhada, pode indicar cálculos renais. Isso porque, a urina avermelhada é um sinal da presença de sangue. O sangramento geralmente é provocado pela passagem da pedra pelo canal da urina, o que pode causar lesões. Os sintomas mais comuns são:

  • dor abdominal
  • dor intensa na parte de baixo das costas (região lombar)
  • presença de sangue na urina
  • pode haver saída de pequenos pedaços da pedra na urina
  • náuseas e vômitos
  • dor ao urinar
  • e, por fim, vontade urgente de urinar.

Problemas de fígado

Qualquer problema de fígado pode ocasionar mudanças na cor da urina. Mas, o problema mais comum é a hepatite A, B, C e autoimune, onde a urina fica escura e os olhos e a pele amarelados (icterícia). Outros sinais e sintomas são:

  • dores de cabeça
  • dores no corpo
  • cansaço
  • fraqueza
  • perda de apetite
  • febre
  • fezes claras

Infecção urinária

Os tipos de infecção urinária podem afetar a bexiga (cistite), a uretra (uretrite) e os rins (pielonefrite). Essas doenças, decerto, podem deixar a urina escura e com odor desagradável. Os sintomas, portanto, podem variar de acordo com a pessoa e o local da infecção. Em geral, as infecções urinárias causam:

  • dor ou ardor ao urinar
  • vontade de urinar muitas vezes
  • pouca urina ou em gotas
  • febre
  • enjoo e vômitos
  • corrimento amarelado

Outras doenças

A médica Cibele Rodrigues, doutora em Nefrologia e diretora do departamento de hipertensão da SBN (Sociedade Brasileira de Nefrologia), afirma que a cor da urina pode revelar doenças renais ou do fígado e por isso devemos ficar atentos.

Além da falta de água no organismo, o amarelo forte da urina pode ser sinal de infecções. Assim, onde há presença de muitos leucócitos que deixam a urina mais forte e com mau cheiro devido à presença de bactérias.

Então, de acordo com a University of Illinois-Chicago, College of Medicine [1], as outras condições associadas à urina escura incluem:

  • hepatite
  • cirrose
  • glomerulonefrite
  • trauma
  • obstrução biliar
  • pedras da vesícula
  • pedra nos rins
  • câncer de bexiga
  • câncer renal
  • câncer de pâncreas
  • malária
  • talassemia
  • e, por fim, porfiria

Quando é grave: cor amarronzada

Uma urina escura puxada para o marrom é muito grave, pois indica desidratação severa ou problemas no fígado, como hepatite ou cirrose, além disso, medicamentos como Metildopa ou Argirol também deixam a urina escura.

Em todos os casos, o médico deve ser consultado para que sejam realizados exames de sangue, urina, de imagens ou um diagnóstico preciso.

Urina escura e cheiro forte

Quando a urina está escura e libera um cheiro forte, ao mesmo tempo desagradável pode ser indicativo de desidratação. Para evitar a desidratação, é importante garantir o consumo de líquidos durante todo o dia, especialmente nos dias mais quentes ou de maior exigência física.

Contudo, considere a possibilidade de ser um de infecção urinária, diabetes, ou mesmo de problemas no funcionamento dos rins. Normalmente trata-se de alguma infecção no trato urinário, como cistite, por exemplo.

Conclusão

Em suma, qualquer alteração na cor da urina, não devida a certos alimentos ou a tomar certos medicamentos, deve ser comunicada ao médico. Contudo, as colorações vermelha e marrom são indicativos de doenças graves e se tratam de urgência médica.

Informações do University of Illinois-Chicago, College of Medicine [1]

 

Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


Topo