Sua saúde

Retenção de líquido: O que é? Quais as causas e o que fazer?

Retenção de líquido: O que é? Quais as causas e como melhorar?

Retenção de líquido: O que é? Quais as causas e o que fazer?
4.7 (94.29%) 7 votes

A retenção de líquido é uma condição assustadora, pois pode resultar em consequências graves. Os voos de avião, alterações hormonais e excesso de sal podem fazer com que seu corpo retenha líquidos. O corpo é composto, principalmente, de água e quando o nível de hidratação não está equilibrado, ele “segura” essa água. Normalmente, a retenção de líquido pode fazer com que você se sinta ganhou peso e está menos ativo.

Acima de tudo, a retenção de líquido tem o poder de causar sensação inchaço no corpo. Esse, a saber, é um problema de saúde comum e pode ocorrer, com qualquer pessoa, diariamente. Afinal, os fatores envolvidos no excesso de água no corpo é o tipo de dieta, ciclo menstrual e genética.




Sintomas de retenção de líquido

  • inchaço, especialmente na região abdominal
  • pernas, pés e tornozelos inchados


  • barriga inchada, face e quadris volumosos
  • rigidez nas articulações
  • alterações de peso
  • pele enrugada


O que causa a retenção de líquido?

  • Voar de avião. Alterações de pressão dentro da cabine e, especialmente, ficar sentado por um longo período de tempo podem fazer o corpo acumular excesso de água.
  • Ficar em pé ou sentado por muito tempo. A gravidade mantém o sangue nas extremidades inferiores. Assim, é importante levantar-se e movimentar-se frequentemente para manter o sangue circulando. Se você tiver um emprego sedentário, então, programe-se para fazer uma caminhada ou subir escadas.
  • Alterações hormonais. Mulheres que convivem com ciclos menstruais desregulados ou estão entrando em menopausa possuem muitas variações nas taxas de hormônios. Por isso, muitas retém líquidos com frequência.
  • Comer muito sódio.  Hoje o sódio está em tudo: no sal, nos embutidos, nas carnes processadas e até no refrigerante. Pessoas que tem tendência a retenção de líquidos deve, prontamente, evitar esses alimentos ao máximo.
  • Medicamentos. Alguns medicamentos têm a retenção de líquido como efeito colateral. Dentre eles, podemos citar os remédios para hipertensão e antidepressivos, por exemplo.
  • Coração “fraco”. Nas pessoas com deficiência cardíaca, o coração não consegue bombear sangue normalmente. Isso, decerto, pode fazer com que o corpo retenha água.
  • A mudança de peso durante a gravidez pode fazer com que as pernas retenham água. Por isso, a recomendação é evitar o sedentarismo durante a gestação.

O que fazer?

Um estudo publicado na Revista Latino-americana de Enfermagem [1], abordou os cuidados com pessoas que sofrem retenção de líquido enquanto estão hospitalizadas. Segundo os autores, as pessoas que sofrem do problema precisam estar atentas. Isso porque, essa condição pode tomar proporções graves. Podemos citar, por exemplo, a trombose venosa profunda, edema pulmonar e miomas em mulheres. Então, se o corpo não retornar naturalmente o equilíbrio, é preciso buscar ajuda médica. Ele irá buscar opções como as citadas abaixo:

  • Reduzir o consumo de sódio. Como já dito acima, embutidos, alimentos enlatados e processados, refrigerantes possuem um alto teor de sódio. Assim, são terminantemente proibidos para essas pessoas.
  • Magnésio. Tomar suplementos de magnésio pode reduzir a retenção de líquidos. Mas, discuta essa possibilidade com seu médico antes de tomar qualquer suplemento. Mas, você pode também ingerir alimentos ricos em magnésio como banana, abacate, tomate, batata doce e vegetais de folha escura, como espinafre e couve.
  • Diuréticos. Esses medicamentos estão disponíveis por prescrição e são usados ​​para reduzir o acúmulo de líquidos. Contudo, tenha em mente que tomar anti-inflamatórios não-esteroides (AINEs), como ibuprofeno (Advil, Motrin IB, entre outros) ou naproxeno sódico (Aleve), e diuréticos, ao mesmo tempo, podem causar danos aos rins.
  • Exercícios aeróbicos. Alguns estudos também indicam que fazer exercícios aeróbicos regularmente ajudam a controlar a retenção de líquido. Ao mesmo tempo, praticar técnicas de relaxamento, como exercícios respiratórios, meditação, ioga e massagem, também funciona para o alívio.
Artigo médico-científico: Revista Latino-americana de Enfermagem [1],

Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


O Diário de Biologia é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre de assuntos relacionados a Biologia, Saúde e Pesquisa. O material fornecido na categoria saúde, nutrição e bem-estar, não deve ser usado como conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos.
Topo