Mulher

Corrimento com mau cheiro, não importa a cor, há um problema com você

corrimento com mau cheiro de peixe podre corrimento branco

Corrimento com mau cheiro, não importa a cor, há um problema com você
5 (100%) 5 votes

Corrimento com mau cheiro, não importa a cor, certamente você está com algum problema ginecológico. O corrimento, na verdade, é uma secreção supernormal, sobretudo em mulheres em período fértil. Ele muda em cada período do ciclo menstrual e, até que a mulher aprenda todas as fases, ela pode ficar assustada. Assim, para evitar que o corrimento natural seja confundido com os sintomas de doenças ginecológicas, temos que saber identifica-las.

Como é um corrimento normal?




Como já dito, em cada fase menstrual, há um corrimento diferente. Porém, nunca haverá um corrimento com mau cheiro em uma mulher saudável. Veja quais são as fases normais do ciclo menstrual, de acordo com a Dra. Flávia Fairbanks, ginecologista e obstetra.

Logo após a menstruação, a calcinha fica praticamente seca. Assim, é normal que nenhuma secreção ou muito pouca seja eliminada pela vagina. Isso é absolutamente normal.

Quando a mulher está ovulando, o corrimento começa a descer. Assim, perto da ovulação, o corrimento é mais fluído, mais fino, aguado. Neste caso ele fica transparente e sem cheiro nenhum. Nos dias da ovulação esse corrimento parece clara de ovo. Isso, também, é supernormal.

Depois da ovulação, ainda há secreção. Contudo, ela muda um pouco o aspecto e assume uma textura mais pastosa. Podem ter gruminhos esbranquiçados. Mais uma vez, nenhum cheiro ruim deve ocorrer. É normal também!



Por fim, a menstruação, é o fim do ciclo. Nos dias que antecede a secreção volta a ficar mais líquida. Contudo,  na véspera do sangramento, ela poderá ficar um corrimento amarelo ou marrom ( menstruação borra de café ), por causa de um pouco de sangue misturado ao corrimento comum. Nada de cheiro, também nessa fase.

Corrimento com mau cheiro e amarelo

Chegamos onde queríamos: o corrimento com mau cheiro. Como já dito, qualquer cheiro ruim, seja de peixe podre ou de queijo estragado, há uma doença ginecológica. Em todos os casos citados abaixo, procure um ginecologista para tratamento e diagnóstico.



Pode ser Tricomoníase, uma parasitose causada por um protozoário ( Trichomonas vaginalis  ). Você terá um corrimento com mau cheiro em grande quantidade. A textura é fina, mas é meio espumoso.  O corrimento amarelo poderá se tornar esverdeado se a infecção estiver adiantada. Além disso, é normal que mulher sinta coceira, inchaço vulvar, erosões na cérvix e linfadenopatia localizada.  Os sintomas aparecem até 20 dias após a contaminação através do sexo.

Pode ser gonorreia, uma infecção bacteriana causada pela Neisseria gonorrhoeae. Nesse caso o corrimento com mau cheiro é bem intenso e amarelo. Isso acontece no máximo em 7 dias após a contaminação através do contato sexual.

Pode ser vaginose bacteriana, a causa mais comum de secreção patológica em mulheres em idade reprodutiva. De acordo com um estudo publicado na revista Journal Clinical of Microbiology [2], é caracterizada por um crescimento anormal de bactérias anaeróbias, sendo a mais comum da espécie Gardnerella vaginalis. Assim, o corrimento com mau cheiro é amarelo intenso e pastoso. O odor é fétido (cheiro de peixe). Além disso, sente-se inflamação e irritação da mucosa genital.

Corrimento com mau cheiro, branco pastoso

Pode ser candidíase. Comumente, o caso de corrimento com mau cheiro e branco pastoso mais comum é a candidíase. É uma infecção fúngica causada por leveduras da espécie C. albicans. Este fungo ocorre naturalmente na microbiota vaginal. Porém, um aumento da proliferação destes organismos pode ocasionar a infecção. Além do mau cheiro, ocorre corrimento branco pastoso ou talhado (tipo queijo cottage), coceira vaginal intensa (dentro e fora), vermelhidão e inchaço na vagina, dor e queimação ao urinar.

Pode ser vaginose bacteriana. Como já explicado acima, essa é a causa mais comum de corrimento com mau cheiro em mulheres de idade reprodutiva. O corrimento tem fases, no início ele é branco mas não muito pastoso, depois vai ficando amarelo e, se não tratar, pode ficar até verde. Contudo, o cheiro terrível de peixe podre irá ocorrer em todas as fases, do início ao fim. Uma dica é que esta infecção não dá coceira.

Journal Clinical of Microbiology [2]

 

Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


O Diário de Biologia é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre de assuntos relacionados a Biologia, Saúde e Pesquisa. O material fornecido na categoria saúde, nutrição e bem-estar, não deve ser usado como conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos.
Topo