Comportamento

Usar maconha na adolescência pode causar transtorno de comportamento e esquizofrenia, diz estudo

Maconha pode causar esquizofrenia em adolescentes

Usar maconha na adolescência pode causar transtorno de comportamento e esquizofrenia, diz estudo
5 (100%) 1 vote

Apesar de a maconha não ser legalizada no Brasil, não é difícil encontrar adolescentes que fumam diariamente. A droga tem efeitos como sensação de sono, aumento da fome, olhos vermelhos, relaxamento e imaginação a flor da pele.  Atualmente, diversos estudos buscam alertar sobre os efeitos da cannabis no comportamento de adolescentes.

Apesar de ter muitos usuários, as consequências do uso de maconha são pouco conhecidas. Isso porque, se manifestam a longo prazo, sendo, portanto, desconhecidas da maioria dos usuários. Um estudo publicado na Addiction (2), revista científica da Society for the Study of Addiction,  mostrou os principais efeitos da Cannabis em adolescentes que fumam maconha regularmente.

A pesquisa revelou que os adolescentes que fumam regularmente podem ter graves alterações comportamentais. Essas pessoas podem se tornar adultos com maior propensão a desenvolver o transtorno de déficit de atenção e esquizofrenia, por exemplo. Além desses problemas de saúde, os usuários podem apresentar problemas nas respostas cognitivas. Ao mesmo tempo, aqueles que foram acompanhados por mais tempo e permaneceram fazendo uso da substância, desenvolveram transtorno de ansiedade. Neste caso, o problema atingiu aproximadamente, 40% dos jovens estudados.




Outro estudo, publicado na revista British Medical Journal (1), mostrou que o uso recreativo frequente de cannabis tem sido associado a altos índices de depressão e ansiedade. Contudo, a pesquisa encontrou esse sintoma com maior frequência em voluntários do sexo feminino. E, nas mulheres, a depressão e ansiedade continuam, mesmo depois de interromper o uso de maconha.

Os efeitos benéficos da maconha estão sendo pesquisados para pessoas com determinados distúrbios e doenças. Contudo, é bom ressaltar que o para uso da maconha nesses casos é utilizado o princípio ativo, a substância isolada, que não é ingerida através da queima da planta.

Outra questão é que a descriminalização deve ser discutida, para que ela fosse usada como uma forma de controlar e dificultar o acesso entre adolescentes, que são mais suscetíveis ao uso. Esse público pode ser o mais prejudicado pelo uso dessa droga, já que a maconha interfere diretamente no cérebro do adolescente, que ainda está em desenvolvimento.



Artigos médico-científicos: (1)  (2)

Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


O Diário de Biologia é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre de assuntos relacionados a Biologia, Saúde e Pesquisa. O material fornecido na categoria saúde, nutrição e bem-estar, não deve ser usado como conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos.
Topo