Sua saúde

Laxante natural: Frutas que você deve comer quando está com prisão de ventre

Laxante natural: Frutas para comer quando está com prisão de ventre

Laxante natural: Frutas que você deve comer quando está com prisão de ventre
5 (100%) 3 votes

Pessoas que sofrem prisão de ventre crônica têm maior propensão a desenvolverem sintomas de hemorroida. Esses, se se não forem devidamente combatidas, podem degenerar-se em trombose hemorroidária. Muitas vezes o segredo do alívio dos sintomas, pode ser resolvido se sua alimentação está acertada. Esse é o caso de buscar alimentos e plantas que estimulam a evacuação intestinal, com o poder laxante natural. Isso, sem provocar dor de barriga.

O livro Medicina Alternativa (1) especializado em cura através da alimentação natural, diz que a dieta ideal é composta de alimentos ricos em fibras. Assim, cada refeição precisa ter pelo menos um alimento laxante natural. Alimentos como por exemplo, mamão, purês de abóbora, beterraba crua ou cozida e  laranja, ajudam fortemente a soltar o intestino. O livro cita as 5 melhores frutas que funcionam como laxante natural.




Refeições exclusivas

Um dos trechos mais interessantes desta obra é sem dúvida quando o autor recomenda a prática de “refeições exclusivas”. A refeição exclusiva indica a necessidade de utilizar apenas uma espécie de alimento em determinada refeição. As refeições exclusivas são compostas quase exclusivamente por frutas. Ou seja, recomenda-se que uma de suas refeições seja ingerido exclusivamente um único tipo de alimento. Tal alimento, a saber, deve estar relacionado com o seu problema. Por exemplo, você comerá exclusivamente laranja em uma das refeições diárias, se seu problema for prisão de ventre.

Laxante natural: frutas



Abacaxi: A primeira fruta citada como sendo de efeito laxante natural é o abacaxi. Além das vitaminas, o abacaxi é rico em água e fibras. Mas, além disso, possui a “bromelina”, uma enzina capaz de digerir proteínas. Assim, o abacaxi tem um fabuloso efeito laxante. Como fazer: faça 3 refeições exclusivas por semana. Ou seja, escolha 3 dias da semana para que uma de suas refeições seja exclusivamente, abacaxi.

 Ameixa (seca): Já é do conhecimento de quase todo mundo os efeitos laxativos da ameixa seca. Essa fruta, possui o “sorbitol”, um laxante natural que facilita a eliminação das fezes. Além disso, pode deixar a pele mais bonita e a barriga menos inchada. Como fazer: A orientação do livro (1) é deixar 6 unidades de molho por 8 horas e comê-las pela manhã, em jejum. Tomar também a água usada.

Caqui: engana-se quem pensa que o caqui prende o intestino. Aliás, é contrário. O caqui é um laxante natural, quer dizer, ele solta o intestino. Ao mesmo tempo, contribui com o combate à prisão de ventre, mesmo em indivíduos com históricos de intestino preso. Seu poder laxativo se dá aos seus altos teores de fibras e água. O caqui, então,  acelera o trânsito intestinal e atuam no favorecimento da formação de fezes. Com fazer: A mesma dica do abacaxi. Faça refeições exclusivas 3 vezes por semana.

Laranja: A maioria das pessoas já conhece a laranja como um laxante natural. Funciona como o caqui. Afinal é uma fruta rica em água  que hidrata o intestino e as fezes. Além disso, o bagaço é riquíssimo em fibras para bom funcionamento intestinal. Lembrando que, o suco da laranja não possui fibras, a fibra fica no bagaço. Portanto, o ideal é comer toda a fruta. Como fazer: mais uma vez a dica é fazer refeições exclusivas 3 vezes por semana.



Mamão: Essa é também uma fruta mundialmente conhecida pelo poder laxante. Além de ser fonte de água e também, de fibras, a “papaína” presente no mamão auxilia no processo digestivo. Então, a papaína combinada com as fibras auxilia no funcionamento do intestino, melhorando o trânsito intestinal. Como fazer: Faça as refeições exclusivas 4 vezes por semana.

Livro medicinal: (1) SPETHMANN, C. N. Medicina alternativa de A a Z. 7ª edição.

Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


O Diário de Biologia é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre de assuntos relacionados a Biologia, Saúde e Pesquisa. O material fornecido na categoria saúde, nutrição e bem-estar, não deve ser usado como conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos.
Topo