Alimentação

Você tem refluxo? Nutricionista dá 5 dicas incríveis para melhorar os sintomas, sem medicação, de uma vez por todas

Como acabar com refluxo sem remédios

Você tem refluxo? Nutricionista dá 5 dicas incríveis para melhorar os sintomas, sem medicação, de uma vez por todas
5 (100%) 3 votes

O refluxo gastroesofágico ocorre quando o líquido ácido do estômago sobe para o esôfago, causando sensação de dor e queimação principalmente após as refeições. Geralmente, isso acontece quando o músculo que deveria impedir que o ácido do estômago saia do seu interior não funciona de forma adequada. Os sintomas de refluxo são extremamente desconfortáveis. Mas, como acabar com refluxo sem remédios? É possível?

A Nutricionista Tatiana Zanin, colunista no site Tua Saúde, explicou que se o esfíncter não fechar bem, tudo o que a pessoa comeu, bebeu e até mesmo o suco gástrico usado na digestão pode vazar de volta para o esôfago. Esse refluxo pode causar irritação na parede do esôfago, gerando os sintomas característicos da doença. Ela recomenda que um gastroenterologista seja acionado o quanto antes. No entanto, dá 5 dicas de ouro que ajudarão a amenizar bastante o problema, sem medicação.

Leia também: Sua vida em risco: Cardiologista esclarece porque não devemos comer depois das 7 horas da noite




Refeições pequenas e secas

A primeira dica da especialista é que se faça refeições pequenas e secas. Ou seja, nada de encher o prato ao máximo como se fosse a última refeição da sua vida. Além disso, os molhos e sopas fazem muito mal para quem sofre de refluxo. O ideal é optar por arroz seco, carne grelhada, legumes sem caldos e molhos, peito de frango grelhado e saladas secas.

Nunca se deitar depois de comer



A segunda dica é não se deitar – nem no sofá, nem no chão, nem na cama. O caso mais problemático é do jantar que você precisa esperar pelo menos 2 horas depois de comer para ir deitar. Mesmo se a refeição não incluir nada líquido. O ideal, se você quiser descansar depois da refeição, é deitar ligeiramente inclinado. Isso porque, se você se sentar, fará uma pressão no estomago.

Levantar a cabeceira da cama

Esse é um truque simples, mas mudará para sempre os episódios noturnos de refluxo na sua vida. Segundo a médica, é só colocar dois pedaços de madeira embaixo de cada pé da cama (na cabeceira). Essa elevação pode ser de 5, 10 ou 15 centímetros e fazem toda a diferença. A elevação da cama pode ser de até 30 °, o suficiente para você se sentir confortável. O que importa nessa técnica é fazer com que a inclinação não permita que o conteúdo gástrico volte.



Como acabar com refluxo sem remédios? Nutricionista ensina

Os travesseiros anti-refluxo fazem a mesma coisa. Para quem sofre intensamente do problema, vale a pena investir em um deste tipo.

Leia também: Gosto amargo na boca, o que pode ser? Veja as 5 razões mais comuns para sentir boca amarga

Tirar essas comidas da sua vida

Tudo que tiver molho, não pode. Tudo que for fritura, não pode. Tem gordura, não pode. Refrigerante, chá, café e chocolate também não pode comer. Também não pode temperos fortes, cebola alho e pimenta em excesso piora muito o refluxo gástrico.

Remédios caseiros

Alguns alimentos devem ser consumidos diariamente para prevenir os sintomas do refluxo e evitar complicações da doença, como esôfago de Barrett ou câncer. São eles:

Água com limão: beber meio copo de água com limão em jejum e antes das refeições, pois o limão diminui a acidez do estômago, evitando a dor que o refluxo provoca;

Chá de gengibre: melhora a digestão, diminuindo o tempo que o alimento fica no estômago, evitando o refluxo;

Vinagre de maçãdeve-se tomar de 2 a 3 colheres por dia, junto às refeições principais, pois ele ajuda a diminuir a acidez do estômago;

Chá de camomila: tomar de 2 a 3 xícaras de chá por dia, pois ele é um calmante natural, ajudando a relaxar o estômago;

Suco de babosa: devido ao aloe vera, ajuda a tratar a dor e a queimação provocadas pelo refluxo, sendo útil também no tratamento da gastrite.

tuasaude

Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


O Diário de Biologia é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre de assuntos relacionados a Biologia, Saúde e Pesquisa. O material fornecido na categoria saúde, nutrição e bem-estar, não deve ser usado como conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos.
Topo