Costumes antigos

Como as mulheres se viravam para evitar gravidez na antiguidade? Veja 6 impressionantes métodos anticoncepcionais daquela época

Métodos anticoncepcionais da antiguidade: como as mulheres evitavam gravidez no passado

Como as mulheres se viravam para evitar gravidez na antiguidade? Veja 6 impressionantes métodos anticoncepcionais daquela época
3.7 (73.33%) 3 votes

Desde a antiguidade evitar gravidez indesejada sempre foi um problema para os casais.  Como as mulheres não tinham os maravilhosos métodos anticoncepcionais de hoje, muitas passavam toda a vida grávidas ou amamentando.

Felizmente, a pilula anticoncepcional possibilitou as mulheres a se libertarem de conceitos antigos e causou uma verdadeira revolução. Mas antes da pílula ser inventada, as mulheres já tinham “controle” sobre uma possível gravidez. Alguns destes métodos não parecerem lá muito seguros e alguns soarem aterrorizantes.

Para aparecerem nessa lista os métodos anticoncepcionais tinham que ser, minimamente, plausíveis. Há registros de mulheres da antiguidade que usavam danças e amuletos para prevenir a gravidez. Segue a lista de 6 métodos naturais usados antigamente e alguns que funcionavam muito bem!




1- Algodão com pasta de acácia

Métodos anticoncepcionais da antiguidade: como as mulheres evitavam gravidez no passado

Antigamente as mulheres faziam uma pasta de acácia e casca de árvores e passavam em um tufo de algodão e usá-lo como um tampão que inserido dentro do canal genital, impedia a gravidez. Tanto o algodão como a acácia têm propriedades espermicidas. A acácia fermenta e se transforma em ácido lático, enquanto o algodão servia de barreira entre o sêmen e o útero. Durante os tempos de escravidão, as escravas mastigavam raízes de algodão para prevenir a gravidez. A raiz de algodão diminui a produção de progesterona, um hormônio que é necessário para a gravidez.



2- Limão

Métodos anticoncepcionais da antiguidade: como as mulheres evitavam gravidez no passado

O limão também já foi muito usado como espermicida. As mulheres da antiguidade costumavam ensopar esponjas em suco de limão e depois inseri-las no canal genital (aiii!!!). Era o método preferido em comunidades judaicas antigas. Dizem era comum os homens usarem a casca de limão como uma espécie de diafragma em suas amantes, para isso cortavam metade de um limão tiravam a poupa e formava um tampão que era inserido no canal genital. Banhar o órgão genital da mulher com suco de limão após o coito também era um método muito usado, apesar de não ser um método muito eficiente.



3- Cenoura selvagem

Métodos anticoncepcionais da antiguidade: como as mulheres evitavam gravidez no passado

A cenoura-selvagem (Daucus carota), uma erva também conhecida como “Renda da Rainha” produz sementes que, há muito tempo, foram usadas como anticoncepcionais. Pelo que se sabe, as sementes bloqueiam a síntese de progesterona, funcionando como uma espécie de pílula do dia seguinte, que podem ser ingeridas até 8 horas após o contato com o esperma. Era um método muito usado pois ingerir as sementes causava apenas um pouco de prisão de ventre e quem fizesse o uso dela poderia ter filhos saudáveis depois sem nenhum problema.

4- Poejo

Métodos anticoncepcionais da antiguidade: como as mulheres evitavam gravidez no passado

O poejo (Mentha pulegium), também conhecido no Brasil como hortelãzinho usada pelos antigos gregos e romanos temperavam seus alimentos e seu vinho com ela. O chá de poejo era usado para induzir o aborto e a menstruação. Mas é preciso ter cuidado: ingerir muito do chá, no entanto, pode ser tóxico, levando à falência múltipla dos órgãos e naquela época muitas mulheres adoeciam por usarem o poejo em demasia.

5- Mamão verde

Métodos anticoncepcionais da antiguidade: como as mulheres evitavam gravidez no passado

Mamão bem verde era muito usado no sul da Ásia para prevenir a gravidez ou para induzir um aborto. As próprias sementes do mamão podem ser usadas como um “anticoncepcional masculino”. Segundo os estudiosos as sementes forem ingeridas todos os dias, a contagem de espermatozoides no sêmen pode chegar a zero. E quando pára de comer as sementes, a produção de espermatozoides volta ao normal.

6- Arruda

Métodos anticoncepcionais da antiguidade: como as mulheres evitavam gravidez no passado

A arruda que você usa para afastar mau-olhado no seu jardim foi descrita por Sorannus, um médico grego do século II como abortificante. Moças em diversas regiões da América Latina comiam verdadeiras saladas de Arruda para prevenir a gravidez e, quando queriam induzir um aborto, tomavam chá da planta. A arruda tem um efeito bastante efetivo para provocar a menstruação. Consequentemente, em casos de gravidez, é um risco muito grande, pois estimula a contração das fibras musculares do útero, causando forte hemorragia e até a morte!

Fonte: Hypescience

Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


21 comentários

21 Comments

  1. Deborah

    em

    Muito interessante a matéria. O site também é excelente. Parabéns!

  2. lumayra

    em

    incrível

  3. viviane

    em

    Sensacional. Agradeço por ter nascido a 24 anos atras e não nesta época…

  4. Raphael

    em

    muito interessante… mas o texto tem erros de concordancia… parece que foi traduzido pelo translator e nao tiveram o trabalho de ler. rs

  5. Marta Luisa

    em

    Ohh! Estão tão aliviada agora em viver no século XXI, onde existe anti-consepsionais menos agressivos. Coitada das mulheres antigamente, tudo isso só para não engravidar…

    Karlla amo seu blog! Está de parabéns, estou pensando futuramente em fazer facu de biologia ou veterinaria. Só sei que amo tudo isso!

  6. Daniel

    em

    As mulheres do Egito Antigo passavam fezes de jacarés do rio Nilo na vagina, pois acreditavam que era anticoncepcional. Sabia Karlla?

  7. william haddad

    em

    hummmmmmmmmm limão na xana….pinga e açúcar…CAIPIRACETA…bom gostei cai de boca….

  8. Hanah Ceres

    em

    E pensar que foi tudo por “tentativa e erro”…
    Muito legal *-*

  9. carlos

    em

    essa do mamao e legal !mas como e q fas come ela enteira ou suco cha etc:?

  10. carlos

    em

    a p q a minha carinha é brava

  11. carlos

    em

    nao vai sair da moderaçao ?

  12. Luana

    em

    Queria saber se existe hoje em dia um anticoncepcional feito a partir da semente de cenoura selvagem? Achei bem interessante o fato dela funcionar e causar poucos efeitos colaterais….

  13. Sarah

    em

    Essa matéria foi ótima, íncrivel.

  14. celeste m da silva

    em

    Há muito tempo, injetavam leite de mamao na cabeça do feto pra q ele morresse e fosse abortado. Mas as vezes, dava errado e injetavam no próprio útero e matavam a mae. Soube de um caso quando ainda era criança e me impressionou muito.

  15. Fran

    em

    Não sabia do poejo, é o mesmo usado para quando se está com tosse??? E é por essas e outras que durante uma gravidez se deve ter cuidado com o cházinho que se toma…

  16. Kelly Porto

    em

    A ultima é a menos pior na minha opinião.

  17. nilce vargas rodrigues

    em

    Muito interessante atè de grande importância , na falto dinheiro do anticoncepcional, a salvação é recorrer aos recursas naturais mas acho que deve irritar a mucosa da vagina será , que não ? Eis a questão ?

  18. Interessantíssimo! e pensar que ainda reclamo por levar uma agulhadinha ”furreca” mensalmente… Na boa, se eu fosse dessa época eu teriaa uma ”penca” de ”guri”,jamais usaria tais métodos… putz isso aew e meio macabro,

  19. kkkkk minha carinha… sinistra!

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O Diário de Biologia é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre de assuntos relacionados a Biologia, Saúde e Pesquisa. O material fornecido na categoria saúde, nutrição e bem-estar, não deve ser usado como conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos.
Topo