Animais

Veterinária, especialista em reabilitação canina, mostra 5 razões para o seu cão estar comendo fezes

Veterinária, especialista em reabilitação canina, mostra 5 razões para o seu cão estar comendo fezes
Esse texto foi informativo para você?

Se o seu cachorro passou a comer fezes, não entre em desespero, pois a coprofagia é um comportamento extremamente comum entre animais de estimação – gatos também podem comer fezes. Embora a ideia de saber que seu cãozinho vai comer fezes um dia, saiba que há uma etapa na vida do animal de estimação em que a coprofagia é esperada.

No entanto, a veterinária Dra. Karen Becker, especialista em reabilitação canina, explica que comer cocô pode ser um problema de origem digestiva e merece atenção em alguns casos. Ela fez uma lista dos problemas que seu cachorro pode estar enfrentando e que estão levando a este comportamento.


Deficiência enzimática

Ter um pâncreas saudável é vital para os animais domésticos, pois é um órgão que produz enzimas que facilitará a absorção dos nutrientes. Quando cão não possui essas enzimas, a maioria dos nutrientes não será devidamente absorvida e será simplesmente eliminada através de seu cocô. Ao longo do tempo, a deficiência enzimática pode fazer com que eles percam a fome e pode perder peso. Eventualmente, por instinto, ele passará a comer suas fezes, afim de reciclar os nutrientes perdidos. Eles também podem comer as fezes de outros animais mais saudáveis.

Parasitas

Um estudo feito por Dr. Benjamin Hart da Universidade da Califórnia, Davis, explicou que comer fezes quando se está parasitado pode ser um traço ancestral para ajudar a proteger os cães jovens de adquirir parasitas. Eles comem as fezes contaminadas para a propagação da doença. Dra. Becker sugere que é importante que seja feito um exame de fezes nos cães a cada 6 meses para verificar parasitose e como prevenção tomar vermífugos a cada 3 meses.

Dieta pobre 

Acontece muito com cães que são alimentados com dietas inteiramente processadas ou com alimentos desbalanceados. Eles procurarão, por instinto, outras fontes de enzimas digestivas para compensar sua própria deficiência enzimática e nutritiva ao longo da vida. Os cães devem comer uma dieta rica em proteínas e tomar probióticos pelo menos uma vez no ano. Muitas vezes apenas isso resolve o problema da coprofagia.

Para evitar punição

Se você é daqueles que sempre repreende seu cão por ele ter feito cocô em um lugar impróprio, ele pode passar a sentir medo toda vez que defecar. Assim, passam a ingerir o cocô como forma de escondê-lo de você. Verifique se você tem sido exageradamente intolerante com o cocô do seu cão. Pode ser só isso!

Apenas são jovens demais

Sim, filhotes são extremamente curiosos e tudo que veem é motivo para usar como brinquedo. Muitas vezes, assim como qualquer brinquedo, o cocô vai parar na boca e dali para a barriga. Tudo no cocô atrai os filhotes: o cheiro, o sabor diferente, o formato, a textura. Se for isso, pode ser simplesmente uma fase que passará até os 6 meses de idade.

healthypets

Novidades

Topo