Animais

Potó: O que você precisa saber para tratar as queimaduras e se livrar dele

queimadura de potó
Potó: O que você precisa saber para tratar as queimaduras e se livrar dele
4 (80%) 13 votes

Potó é um pequeno inseto capaz de causar uma queimadura de segundo grau na pele. Apesar dessa característica não é um inseto venenoso, e, portanto, não oferece perigo a não ser pelas queimaduras.

Muita gente fala que o potó é uma formiguinha, mas não é nada disso. Os potós são besouros do gênero Paederus, pertencentes à família Staphylinidae. Por ser muito pequeno, com corpo alongado, muita gente o trata como formiga, mas não é!

Os besouros Paederus receberam muitos nomes diferentes nas várias regiões do Brasil. Assim, é chamado de “trepa-moleque”, “péla-egua”, “fogo-selvagem” mas, seu nome mais conhecido é mesmo “potó”.

Esses insetos são bastante comuns em períodos de chuva. Apesar de seu tamanho, os potós são besourinhos perigosos que podem causar o maior estrago na nossa pele.

Por serem atraídos pelo calor, normalmente, procuram dobras do nosso corpo como no pescoço, junções dos braços e das pernas. Pelo calor, eles podem também serem vistos próximos a lâmpadas elétricas em busca de um local quentinho.

Por que o potó queima a nossa pele?

Esses bichinhos possuem glândulas pigidiais no abdome que secretam uma substância com propriedades cáusticas e vesicantes (causadora de vesícula) para a pele.

Popularmente as pessoas dizem que o potó faz xixi que queima, mas não é bem isso. Mas é verdade que o líquido é cáustico e queima a pele, podendo deixar sequelas, caso não haja tratamento adequado.

De acordo com publicação da Revista Brasileira da Medicina da Família [1] o agente causador é uma toxina não proteinácea vesicante chamada pederina encontrada na hemolinfa (“sangue”) do besouro.

O ataque dos potós causa uma queimadura do tipo química que resultam em eritema, coceira, bolhas e ulcerações. Dessa forma, ele pode provocar queimaduras de primeiro grau, apresentando apenas vermelhidão e ardência no local.

Ao mesmo tempo, dependendo da quantidade de líquido expelido ou do local, pode ferir a pele mais profundamente, causando queimaduras de segundo grau. Daí, formam-se bolhas que podem deixar cicatriz.

Queimadura de potó: Que inseto é? O que fazer se for atacado

Apesar de ser um besouro, o potó é bem pequeno e se parece com formiguinhas mesmo, por isso a confusão!

Como o potó queima?

Os potós adoram locais quentinhos e frestas. Assim, se vê muito atraído pelas nossas dobras, por isso, normalmente, as lesões atingem, normalmente:

  • no pescoço
  • na dobra do joelho
  • na dobra do cotovelo
  • próximo às axilas
  • próximo a virilha

Na verdade, não há intenção de machucar. Ele só quer esconder ali. Como seus hábitos são noturnos, ele faz isso enquanto dormimos. Então sem querer, a gente costuma esmagando o bicho.

Quando ele é apertado, libera o líquido cáustico causando a queimadura. Muitas vezes, meio tonto, ele tenta fugir deixando um rastro do líquido.

Por isso, as queimaduras de potó, são, quase sempre, como riscos na pele. Você pode observar isso pelas imagens.

Queimadura de potó: Que inseto é? O que fazer se for atacado

Muito comuns em períodos de chuva, os potós são besourinhos perigosos que podem causar o maior estrago na nossa pele. Nesse caso foi uma queimadura de segundo grau.

Como tratar queimadura de potó

O tratamento para queimadura de potó é bastante “rebelde” que demora muito para melhorar. A lesão causada pelo Paederus é conhecida como dermatite de contato irritativa purulenta.

Quando perceber que o potó passou pela sua pele, lave o local, pois pode ser que ele tenha expelido a substância caustica, e a água pode diluir a substância amenizando a lesão.

A pessoa atacada pelo potó nunca deve tocar na parte atingida antes de lavar. Isso evitará que a substância espalhe para outras partes do corpo.

A princípio a primeira atitude é lavar o local com água e sabão. A queimadura do potó deve ser tratada como outra queimadura de primeiro ou segundo grau.

Dessa forma, uma lesão com inchaço e vermelhidão caracterizam queimadura de primeiro grau. Já quando há formação de bolhas, a queimadura é de segundo grau.

Uma dica: o potó tem hábito noturno e é atraído pela claridade. Não deixar luz acesa e evitar usar lençóis de cama claros pode ajudar a afastar o inseto.

Artigo médico-científico: Revista Brasileira da Medicina da Família [1]

 

 


Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


5 comentários

5 Comments

  1. Gabriel M.

    em

    Bichinho tenso. -q
    Amo o blog, visito diariamente ;D

  2. Ainda tem aquelas lesões no pescoço que o povo ainda fica fazendo piada com a vítima dizendo que é um “chupão”.

  3. Carol

    em

    Pior que essa praga nunca tá sozinha… eh horrivel acordar cheia de queimaduras

  4. Mauricio

    em

    Eu tb já fui vitima desse peste! kkk

  5. Ananda

    em

    Gente estou passando por isso agora, esse terrível potó deixou seu mijo na minha sobrancelha e já fazem 5 dias que estou com muita dor!!!
    Por favor alguém sabe o que eu devo usar para amenizar minha dor?

Você precisa estar logado para postar um comentário Entrar

Deixe uma Resposta

Topo