Curiosidades

Técnica agressiva para emagrecimento utiliza dispositivo que bombeia o conteúdo do estômago para fora do corpo [vídeo]



Quando parece que tudo já foi tentado para manter o boa forma, ou para perder os quilos excedentes, surge então uma técnica que surpreende mais uma vez. Um novo dispositivo conhecido como AspireAssist  é capaz de bombear o conteúdo estomacal para fora do corpo, logo após um refeição pesada ou calórica demais.

Apesar de parecer um procedimento extremamente invasivo, os fabricantes do dispositivo afirmam já ter resolvido o problema de obesidade de centenas de pacientes nos EUA, com alguns pacientes que perderam até 45 quilos. Os críticos asseguram que o método é falho, uma vez que é uma medida paliativa que não resolve a verdadeira causa da obesidade.


Com ajuda de médicos especializados em cirurgias bariátricas, o AspireAssist é instalado durante uma cirurgia de 15 minutos, com um tubo inserido no estômago do paciente, com uma válvula de escape no abdômen. Depois de se fartar com comidas calóricas proibidas para pessoas que estão querendo emagrecer, o paciente que tem o tubo instalado no corpo, pode vincular uma pequena bomba na extremidade exterior do tubo, que esvazia o estômago com água, sugando todo alimento não digerido para um saco.

O inventor da técnica, Dean Kamen diz que vinte minutos é o tempo suficiente para o seu cérebro se satisfazer com a comida, mas não tempo suficiente para seu estômago promover a digestão e encaminhar o bolo alimentar para o intestino delgado onde os carboidratos, açúcares e gorduras são metabolizados. De acordo com o fabricante, o dispositivo pode ajudar a evitar excessos, retirando pelo menos  30% dos alimentos consumidos e portanto, um terço das calorias.

040-1

“Vômito sob encomenda”

O gastroenterologista britânico, Anthony Shonde, acredita no sucesso do dispositivo, ele argumenta que uso é através de uma montagem e não é perigosa. Os resultados de perda de peso são quase tão bons quanto os da cirurgia bariátrica, com o benefício de oferecer um risco muitíssimo menor.

No entanto, Tam Fry, do Fórum Nacional de Obesidade dos EUA considera a técnica como um “Vômito sob encomenda” e que só serve para que as pessoas comam como porcos sem sofrer as consequências.

Falhas graves

Apesar de os pacientes afirmarem que o AspireAssist  mudou suas vidas, o dispositivo tem seus problemas. A bomba não é muito potente e se esforça para quebrar alimentos maiores de modo que o tubo pode, por vezes, ficar entupido. Há também preocupações de segurança, como o risco de desidratação, irritação do revestimento do estômago, e privação dos órgãos de eletrólitos vitais. Especialistas dizem que infecções, má absorção de nutrientes, depressão e até suicídio podem se tornar efeitos colaterais do dispositivo.

Fonte e imagens: jornalciencia/dailymail
Comentários

Novidades

Topo
error: Sinto muito! Conteúdo protegido.