Homem

O homem paraplégico tem ereção? A vida sexual é normal?

homem paraplégico tem ereção

Embora muitas pessoas duvidem, o paraplégico tem ereção, sim, na maioria das vezes.

Mas a existência e a qualidade da ereção variam de acordo com a extensão e localização da lesão medular.

No Brasil estima-se existir 130 mil pessoas com lesão medular, e devido aos acidentes de trânsito esse número está aumentando. A maioria dos afetados é do sexo masculino, com idade média de 33 anos.

A paralisia afeta a sexualidade do homem tanto fisicamente quanto psicologicamente.

Por isso, a maioria das pessoas imaginam que o paraplégico fica impotente sexualmente.

Eles questionam, “ainda posso fazer sexo?” Os homens temem que o prazer sexual seja uma coisa do passado.

Muitos se questionam se podem fazer sexo, se podem atrair um parceiro, se a parceira poderá ter filhos.

Paraplégico tem ereção?

A lesão medular corta a comunicação entre a medula espinhal abaixo do local lesionado e o cérebro.

Portanto, os homens paraplégicos e tetraplégicos, ou seja, com lesão medular, apresentarão mudanças no campo sexual. Aliás, esta a maior queixa entre eles.

A ereção no praplégico não ocorrerá como antes, através de impulsos nervosos levados pela medula até o cérebro, quando o paraplégico faz sexo.

Enquanto muitos homens que estão paralisados ​​ainda podem ter ereção, o genital pode não enrijecer o suficiente ou durar o suficiente para a atividade sexual, causando uma disfunção erétil.

O paraplégico pode ter dois tipos de ereção: ereção reflexa e ereção psicogênica.

Ereção reflexa

Ereção reflexa é um arco reflexo, que é o mesmo estímulo de quando o médico bate o martelinho no joelho e a perna pula. Este movimento independe do cérebro, por isso é chamado de reflexo.

Através de estímulos no órgão genital ou áreas próximas, o impulso nervoso é levado à medula e volta ao órgão genital, sem precisar chegar no cérebro, produzindo uma ereção no paraplégico.

Isso quer dizer que a ereção reflexa ocorre quando há contato físico direto com o pênis ou outras áreas eróticas.

É uma ereção involuntária e, portanto, pode ocorrer sem pensamentos sexuais ou estimulantes.

Os nervos que controlam a capacidade de um homem de ter uma ereção reflexa estão localizados na área sacral (S2-S4) da medula espinhal.

 O paraplégico ​​pode ter uma ereção reflexa com estimulação física, a menos que a via S2-S4 esteja danificada.

Ereção Psicogênica

Já a ereção psicogênica é conseguida pelo estímulo visual, pelo tato, cheiros, sons e pensamentos. Isso quer dizer que as ereções psicogênicas resultam de pensamentos sexuais ou de ver ou ouvir algo estimulante.




Os estímulos acontecem diretamente no cérebro e são enviados ao órgão genital através dos nervos.

Em outras palavras, o  cérebro envia essas mensagens excitantes através dos nervos da medula espinhal que saem nos níveis de T10-L2, e então os transmite ao genital, onde o paraplégico desenvolve  a ereção.

A capacidade de ter uma ereção psicogênica depende do nível e da extensão da paralisia.

Geralmente, os homens com uma lesão incompleta em um nível baixo são mais propensos a ter ereções psicogênicas do que os homens com lesões incompletas de alto nível.

Enquanto isso, os homens com lesões completas têm menor probabilidade de ter ereções psicogênicas.

Essa ereção, portanto, dura ainda menos tempo que a reflexa, e em geral o pênis não enrijece completamente.

Além da ereção, paraplégico tem ejaculação?

Se o homem paraplégico tem ereção, já a ejaculação parece ser mais complexa.

Isso porque, o orgasmo deles também é muito dificultado, já que a ereção do paraplégico não dura tempo suficiente.

Contudo, pesquisadores relatam que a ejaculação ocorre em até 70% dos homens com lesões incompletas em níveis mais baixos.

Ao mesmo tempo pode chegar a até 17% dos homens com lesões completas no nível inferior.

A ejaculação ocorre em cerca de 30% dos homens com lesões incompletas no nível superior.

Ao mesmo tempo, quase nunca acontece em homens com lesões completas no nível superior.

Paraplégico sentem prazer?

Um estudo com 45 homens com paraplegia e 6 controles fisicamente capazes, demonstrou que 79% dos homens com lesões incompletas.

Enquanto isso, 28% daqueles com lesões completas atingiram o orgasmo durante os testes em laboratório.

Homens paraplégicos podem ter filhos?

Fertilidade é um grande problema: homens com paralisia geralmente experimentam uma mudança em sua capacidade biológica de ter filhos, devido à incapacidade natural de ejacular.

Alguns homens experimentam a ejaculação retrógrada, conhecida como injaculação ou ejacular para dentro,  em que o sêmen viaja ao contrário, de volta à bexiga.

Ao mesmo tempo, o número de espermatozoides produzidos por um homem geralmente não diminui nos meses ou anos após a paralisia.

No entanto, a motilidade (movimento) do esperma é consideravelmente menor do que para os homens não paralisados.

Em outras palavras, os espermatozoides de homens paraplégicos são saudáveis, mas geralmente não são nadadores fortes, e muitas vezes não têm força suficiente para penetrar no óvulo.

Como resultado de sua motilidade reduzida, o espermatozoide precisa de um pouco de ajuda de alta tecnologia. E, por isso há opções, no entanto, capazes de fazer o paraplégico ter filhos.

As técnicas mais conhecidas são:

  • Estimulação vibratória peniana,  uma maneira barata e bastante confiável para produzir uma ejaculação em casa. Mas, só funciona com homens com lesão acima da T10.
  • Eletroejaculação da sonda retal, uma opção onde se coloca uma sonda elétrica no reto e uma estimulação elétrica controlada produz uma ejaculação.
  • Injeção intracitoplasmática de espermatozoides, que envolve a injeção direta de um único espermatozoide maduro em um oócito

Embora existam muitas histórias de sucesso, a fertilidade assistida de alta tecnologia não é tão satisfatória.




Além disso, pode ser emocionalmente desgastante e também bastante dispendioso.

Alguns casais lutando com a infertilidade acabam optando com sucesso o esperma do doador para promover a fecundação. Os casais também podem querer explorar as opções muito gratificantes disponíveis para adotar crianças.

Resumo

Homens paraplégicos ou tetraplégicos precisarão de muita compreensão e ajuda do cônjuge.

Isso porque, o impacto na vida sexual deles é muito grande porque homens em geral concentram sua sexualidade exclusivamente no pênis.

O fato do paraplégico não ter uma ereção como antes causa grande diminuição na autoestima desses homens, e o casal precisará aprender outras maneiras de se estimular a fim de manter uma vida sexual saudável.

Nunca se deve esquecer que a sexualidade humana é uma necessidade básica e inseparável dos outros aspectos da nossa vida, funcionando como um complemento de toda nossa identidade.

Ela é um elemento essencial à qualidade de vida e gera impactos diretos a nossa saúde, portanto não pode ser esquecida por pessoas que sofreram lesões medulares.

Se o homem paraplégico tem ereção ou não, essa é uma questão que pode ser resolvida e discutida de outras formas com seus parceiros.

Artigo médico-científico: scielo

Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


Topo