Sua saúde

Fezes verdes, o que pode ser? Veja porque seu cocô está verde

Fezes verdes, o que pode ser? Médica explica as causas das fezes esverdeadas
Fezes verdes, o que pode ser? Veja porque seu cocô está verde
4.3 (86.25%) 16 votes

Ver fezes verdes no vaso sanitário é, no mínimo, perturbador.

Um cocô saudável é marrom, graças um pigmento escuro formado na digestão da bile, chamado estercobilina.

Alterações na cor, decerto, podem vir da ingestão de certos alimentos ou corantes, mas também podem ser um aviso de problemas de saúde.

Olhar para o vaso sanitário e ver um cocô verde-escuro ou um cocô verde-claro, certamente assusta.

Isso porque, fezes esverdeadas é sinal de que algo diferente aconteceu no organismo.

As fezes são constituídas por água, fibras, bactérias fecais, células intestinais e muco, e a sua cor e consistência está geralmente relacionada com a alimentação.

Segundo a Dra. Nicole Geovana, médica de família e comunidade, quando o alimento passar rapidamente pelo intestino, como acontece na diarreia, não há tempo para a bile se degradar por completo.

Isso, decerto, pode deixar as fezes verdes mais vivo ou fezes verde escuro.

Mas não e só isso. Há pelo menos mais 6 causas mais comuns para que as fezes esverdeadas aconteçam.

Por que cocô verde? O que significa cocô verde?

1. Uso de laxantes

Durante o processo de digestão, o fígado secreta a bile, um suco digestivo de coloração amarela-esverdeada que serve para dissolver as gorduras.

Quando todo processo digestivo acontece normalmente, a bile cumprirá sua função e será degradada mudando sua cor de esverdeado para marrom.

Esse processo pode demorar muitas horas.

Mas, quando tomamos laxante, o trânsito intestinal é acelerado, tornando as fezes liquidas e não dando tempo de a bile ser degradada.

Dessa forma, nesse caso, fezes esverdeadas ou um cocô verde-abacate acontece por causa da bile, em sua cor original.

2. Pigmento biliar

A bile é um fluido produzido no fígado e armazenado na vesícula biliar.

Este fluido naturalmente tem uma cor verde-amarela.

Assim, algumas vezes, quando a bile combina com os alimentos que você ingere, a bile ajuda a aumentar a eficiência da lipase pancreática.

O resultado disso é que a bile ajuda a quebrar a gordura ingerida. Conforme publicação da revista Hepatology [1], isso permite que mais gordura seja absorvida pelo corpo no intestino delgado.

No entanto, seu corpo deve quebrar a bile para que possa ser excretado como resíduo.

Normalmente, isso é feito percorrendo um caminho pelo intestino.

Às vezes, quando você tem diarreia ou dor de barriga , não há tempo para a bile ser quebrada.

Como resultado, o cocô pode sair verde, justamente pelo pigmento natural dos sais biliares em seu corpo.

3. Vegetais e corante verde

O cocô verde em adulto, na maioria das vezes,  tem como causa a ingestão de grandes quantidades de vegetais verde-escuros, como rúcula, couve, brócolis ou espinafre.

Em pouca quantidade, as cores das fezes sofrem pouquíssimas alterações.

Mas, se comermos muitos vegetais, defecamos, geralmente o cocô verde-musgo.

Isso é muito comum em pessoas que fazem dietas à base de salada de vegetais.

Ao mesmo tempo, alimentos com corantes verdes e azuis também podem alterar a cor das fezes para o verde.

Na verdade, o corante alimentar que ingerimos, não precisa necessariamente ser verde para fezes verdes.

Isso porque, as tinturas roxas, azuis e pretas também podem tingir o cocô de verde.

Por exemplo, em 2015, a cadeia de fast food Burger King se tornou viral com postagens de pessoas que compraram seu “Halloween Whopper”.

O pão era preto e muitas pessoas que comeram o sanduíche tiveram fezes verdes por dor duas vezes que foram ao banheiro.

4. Giardíase ou samonelose

A giardíase é uma doença causada por um parasita chamado de Giardia lamblia.

Além da diarreia constante líquida verde, pode provocar outros sintomas como gases, dor de barriga e distensão abdominal, febre, enjoos e vômitos ou desidratação.

A diarreia verde também pode ser provocada por Salmonella sp.

É uma infecção intestinal bacteriana normalmente causada por comida contaminada e a diarreia verde é um dos principais sintomas.

5. Medicamentos deixam as fezes verdes

Se você fez uso de antibióticos , especialmente aqueles mais fortes, para uma infecção grave, a medicação pode matar grandes partes das bactérias normais do intestino.

Isso, decerto, diminui a população de bactérias no intestino.

Nestes casos, o uso de probióticos restaura a flora intestinal e tudo volta ao normal.

Contudo, vários outros medicamentos e suplementos também podem causar um colapso na estercobilina, o pigmento que torna o cocô marrom.

Podemos citar, por exemplo, a indometacina (Tivorbex), que é um anti-inflamatório não esteroides.

Ao mesmo tempo, suplementos de ferro e o medroxiprogesterona ( Depo-Provera ), um contraceptivo, também fazem fezes verdes.

6. Retirada da vesícula

Pessoas que tenham removido a vesícula biliar, também podem ter as fezes verdes.

Isso porque como a bile produzida no fígado não é armazenada na vesícula.

Isso porque, ela vai passando direto para o intestino, conferindo assim uma coloração verde às fezes.

Cocô verde escuro é um sinal de câncer?

Calma, nada de pânico se vir cocô verde escuro no sanitário, afinal, se a tonalidade é diferente, tem o mesmo significado.

É verdade que fezes de cores diferentes podem ser um sinal de tumor cancerígeno. Mas, no caso do câncer, as fezes geralmente têm cor negra.

Isso porque, indica sangramento em algum lugar do trato gastrointestinal superior.

Além disso, quando o câncer é no reto ou no cólon, as fezes com sangue saem bem evidentes.

Embora as fezes verdes geralmente não sejam motivo de preocupação ou um sinal de câncer, você não deve ignora-las se vierem com outros sintomas.

Fezes verdes em bebês

Quando ocorre cocô verde em criança, que, ao mesmo tempo, se apresentam meio espumosas, é possível que ele esteja recebendo lactose demais.

Isso acontece quando a criança mama com frequência no seio, mas não chega a tomar o leite posterior, mais rico em calorias, que vem no fim da mamada.

Assim, é bom que as mães busquem observar se o bebê está esvaziando totalmente um lado da mama antes de passar para o outro.

Contudo, se as fezes verdes persistirem no bebê nas próximas 24 horas, é melhor conversar com o pediatra.

A criança fazendo cocô verde de forma persistente também pode indicar a presença de um vírus, sensibilidade a algum alimento, ser fruto do tipo de fórmula que você está dando ou resultado de alguma medicação. Na dúvida, procure atendimento médico.

Fezes verdes na gravidez

Fezes verdes na gravidez são comuns e não são motivo de preocupação na maioria das vezes.

As fezes são compostas de uma série de coisas, como água, alimentos indigestos, como fibras, gordura e colesterol, proteínas, bactérias mortas e muco intestinal.

A gravidez, no entanto,  pode alterar o seu processo digestivo e alterar a cor das suas fezes.

Ao mesmo tempo, as fezes verdes no pós-parto também pode acontecer.

Portanto, é normal que as mulheres grávidas tenham fezes verdes. De fato, é uma queixa relativamente comum entre mulheres grávidas.

Embora discutível, alguns  médicos consideram o cocô verde como um sinal precoce de gravidez devido às alterações hormonais envolvidas.

 

Artigo médico-científico: Hepatology [1]

Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


Topo