Sua saúde

Água oxigenada no ouvido: quando você pode e quando não pode usar

água oxigenada no ouvido
Água oxigenada no ouvido: quando você pode e quando não pode usar
4.7 (93.33%) 3 votes

Usar água oxigenada no ouvido é um truque bem famoso. Aqui mesmo já recomendamos o uso dessa substância para desentupir o ouvido e até mesmo para curar micose na unha. Contudo, os mecanismos da audição é um dos mais sensíveis do nosso corpo. Por isso, é sempre bom estar ciente do que é bom para dor de ouvido e o que não é.

Pode usar água oxigenada no ouvido?

Sim, pode. De acordo com a médica americana Dra. Deborah Weatherspoon, especialista em terapias para dor, sugere que pessoas que produzem muita cera no ouvido faça a limpeza usando água oxigenada. Ela diz que as propriedades da água oxigenada podem liquefazer a cera, tornando-a praticamente líquida. Dessa forma, o fluído sairá facilmente do canal auditivo.

Ao mesmo tempo, um estudo publicado no periódico British Journal of General Pratice [1], diz que a água oxigenada tem uma forte atividade cerumenolítica. Ou seja, ela “destrói” o cerume.  Neste estudo, os autores mencionaram que a água pura pode também funcionar como cerumenolítico. Mas, nesse caso, o efeito é bem mais demorado, apesar de funcionar tão bem quanto a água oxigenada. Sendo assim, o recomendado é o uso da água oxigenada para limpeza mensal do canal auditivo naquelas pessoas que possuem produção excessiva de cerume.

A água oxigenada no ouvido pode ser um “santo remédio” em caso de otite causada por água no ouvido. É comum, portanto, que ao nadarmos em piscina, lago ou praia tenhamos, no dia seguinte um pouco de dor e zumbido no ouvido. Isso acontece, geralmente, porque a água pode carregar consigo bactérias que entram no canal auditivo causando inflamação. É possível que mais de 70% das infecções são por exposição à água, que empurra a cera pelo canal auditivo. Ao mesmo tempo, a água no ouvido modifica o pH local. Ou seja, transforma de ácido para básico, o que ajuda na proliferação bacteriana.

Em crianças, pode?

Assim, em caso de otite externa a higienização do canal auditivo com 2 ou 3 gotas de água oxigenada por funcionar muito bem. Inclusive, o Dr. Gilberto Sitchin [2] do hospital Infantil de Sabará recomenda que na otite externa aquela que atinge o meato acústico externo e o pavilhão auricular, a higienização seja feita com água oxigenada. Isso, decerto, segundo o médico, pode ser feito mesmo em crianças de 3 a 12 anos.

Em uma mesa redonda sobre Otorrinolaringologia Pediátrica, o Dr. Sebastião Diógenes [3] diz que higienização com água oxigenada atua no “biofilme” de bactérias, impedindo que ele consiga aderir na superfície da orelha média e, por consequência facilita sua remoção.

Quando não pode usar água oxigenada no ouvido?

Em uma infecção de ouvido evoluída, ou seja, aquela que já está produzindo pus, mau cheiro causando dor intensa e febre, pingar gotas de água oxigenada não é recomendado. Afinal, há uma infecção grave ocorrendo e um antibiótico deve ser prescrito por um médico.

Durante a consulta, se achar necessário, o otorrino fará uma limpeza no local. Ao mesmo tempo, se ele achar necessário poderá sugerir uma higienização externa com água oxigenada. Mas, não se recomenda o uso de água oxigenada e de qualquer outro líquido ou objeto em um ouvido gravemente infeccionado.

Opinião médica: Dr. Gilberto Sitchin [2] Dr. Sebastião Diógenes [3]  artigo médico-científico: British Journal of General Pratice [1]

Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 




Topo