Alimentação

Veja o que acontece quando você bebe água ou outros líquidos durante as refeições

Beber líquido durante as refeições, faz mal? Veja o que acontece!

Beber líquido durante as refeições, faz mal? Bem, tem gente que não consegue dispensar água ou outros líquidos durante o almoço. De fato, os líquidos parecem ajudar a empurrar a comida para o estômago. O problema é que depois que você se acostuma, fica difícil largar o hábito. Na verdade, a gente já sabe que beber água durante as refeições é errado. Contudo nunca se explica o porquê.

Basicamente, o beber líquidos durante as refeições leva a problemas na digestão. A longo prazo, isso pode não ser bom para saúde do trato digestório. As pessoas com refluxo gastroesofágico, por exemplo, devem evitar rigorosamente os líquidos junto com a comida. De acordo com um estudo publicado na Surgical Endoscopy (1) diz que os líquidos adicionam volume ao estômago, o que pode aumentar a pressão estomacal. O resultado é o mesmo que comer muito: haverá um refluxo ácido, que no futuro pode resultar em esofagite e até em aftas doloridas. Vamos ver, a seguir, outros problemas relacionados.




Digestão lenta

O suco gástrico é o responsável por facilitar a quebra dos alimentos ingeridos. Para que a digestão ocorra, é necessário um pH relativamente baixo. Mas, se ingerimos água ou qualquer outro líquido durante as refeições, a concentração do ácido estomacal vai ser diluída. Com isso, a digestão vai ficar mais lenta e prejudicada. Além disso, um estudo publicado na revista Gastroentology (2) diz que  o líquido não providencia o mesmo estímulo que um alimento sólido. Quando tomamos o líquido junto com o sólido há uma falha na fase cefálica da digestão gástrica, levando a lentidão do processo.

Má absorção de nutrientes



O líquido durante as refeições deve ser evitado, principalmente, para crianças em fase de crescimento. Isso porque, eles diluem o suco gástrico e as enzimas necessárias para a digestão. Ao mesmo tempo, as fibras ingeridas irão percorrer os intestinos mais rapidamente. Consequentemente, haverá uma má absorção dos nutrientes e vitaminas.

Gases e flatulências

Quem bebe líquidos durante as refeições certamente produz mais gases do que aquelas que não o fazem. Isso acontece porque a lentidão na digestão acaba resultando na fermentação de alguns alimentos ingeridos. Nem sempre isso pode acontecer, mas dependendo do que foi ingerido, a fermentação pode causar gases, sim. Ao mesmo tempo, as bebidas gaseificadas (refrigerantes, por exemplo) carregará gases para o trato digestório. Isso, a saber, irá causar não somente gases e flatulências, mas também arrotos recorrentes durante o dia.



Mais sensação de fome

Beber durante as refeições ainda diminui a saciedade. Este hábito atua no nosso centro regulador de fome e com isso, a saciedade fica alterada. Ao mesmo tempo, interfere fortemente no controle da fome. Isso acontece porque o peso do líquido misturado ao bolo alimentar faz distender a parede estomacal. Nosso estômago é flexível, e dá uma falsa impressão ao cérebro de que ele ainda está vazio e que cabe mais comida. Seu cérebro não terá mais o controle da fome que tinha antes.

Contudo, um estudo publicado na revista Nutritions Reviews (3) explicou que se a bebida ingerida durante a refeição for apenas água, haverá uma saciedade mais rápida. Portanto, a pessoa comeria bem menos. Nesta pesquisa, pessoas que bebiam água durante as refeições, experimentava a ingestão de 8 a 15% menos calorias. Mas, atenção, o estudo baseou-se em apenas um copo de 300 mL de água natural.

Artigos médico-científicos: (1) (2) (3)

Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


O Diário de Biologia é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre de assuntos relacionados a Biologia, Saúde e Pesquisa. O material fornecido na categoria saúde, nutrição e bem-estar, não deve ser usado como conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos.
Topo