Sua saúde

Dentistas respondem: “Antibióticos realmente enfraquece os dentes?”

Antibióticos estragam os dentes? Dentistas explicam se isso é verdade

Dentistas respondem: “Antibióticos realmente enfraquece os dentes?”
5 (100%) 1 vote

Os antibióticos estragam os dentes“. Realmente essa é uma frase muito usada, mas será que é verdade mesmo? Pessoas afirmam que tem os dentes fracos, careados, porque tomaram muito antibiótico na infância. Ou então,  pais justificando as cáries dos filhos culpam os antibióticos pela tragédia. Mas, dentistas garantem que não é bem assim. Vamos então desvendar isso!

Antibióticos não, açúcar sim!




Ao contrário do que muitos pensam… NÃO!! Antibióticos não enfraquecem ou estragam os dentes. O que acontece é que esses medicamentos, principalmente aqueles líquidos para crianças, têm grande quantidade de açúcar. O açúcar ajuda a facilitar a aceitação das crianças ao medicamento. No entanto, é justamento o açúcar, o possível responsável pelo surgimento de cáries em crianças que precisam de antibióticos.

Muitos desses medicamentos, a dose deve ser tomada de 8 em 8 horas ou de 6 em 6 horas, sendo muita das vezes necessária uma dose no período noturno, quando a criança já está na cama, principalmente com enfermidade. Então os pais acabam ficando com pena de tirar a criança da cama para escovar os dentes. Com isso, a higiene bucal fica negligenciada. O correto seria que, após cada dose, a escovação completa fosse feita. Para evitar as cáries é essencial uma higienização adequada e uma atenção e cuidado especial quando a criança estiver doente e seu sistema imunológico estiver enfraquecido.

Alerta para a Tetraciclina



Há um antibiótico em especial, a tetraciclina, que tem a característica de aderir à dentina dos dentes em formação, provocando manchas. Mas isso depende muito da quantidade que está sendo tomada. E só acontece quando os dentes estão em formação – de 0 a 12 anos de idade. O odontopediatra Guedes Pinto, da Universidade de São Paulo, afirma que “depois de completada a formação dentária, que ocorre por volta dos 12 anos, nem uma tonelada de tetraciclina causa problemas“. Os pediatras sabendo disso procuram receitar para as crianças outros tipos de antibióticos, que têm o mesmo efeito.

Antibióticos estragam os dentes? Dentistas explicam se isso é verdade

A Tetraciclina é o único antibiótico que pode causar danos aos dentes. Apesar de não enfraquecer ou provocar cáries, ele deixa manchas como mostradas nessa imagem.



Um estudo publicado no International Journal of Dermatology (1) um dos efeitos colaterais das tetraciclinas é a incorporação nos tecidos calcificados no momento de sua administração. Assim, elas quebram os íons de cálcio e incorpora nos dentes, descolorindo as dentições primária e permanente. De acordo com os pesquisadores, este antibiótico colore os dentes de amarelo, cinza ou marrom, dependendo das doses recebidas durante a formação dentária. Vale ressaltar que mesmo causando manchas feias nos dentes, a tetraciclina não causa enfraquecimento dos dentes.

Leia também: Dente siso, cóccix, apêndice: Estão dizendo por aí que, com a evolução, nós não precisamos mais deles

Os pediatras já sabem que crianças até 12 anos não devem fazer uso de Tetraciclina. Mas não custa nada questionar o princípio ativo do antibiótico que seu filho está tomando. No caso do bebês, a Tetraciclina também é prejudicial, pois mesmo sem os dentinhos, o medicamento irá agir na coloração dos dentes que estão por vir. Fora isso, não se preocupe com qualquer outro antibiótico. Aqueles com açúcar não irão desenvolver cárie se a higienização da criança estiver em dia.

Assim, os danos dentários podem ser evitados com a realização da higiene bucal, com escova, pasta e fio dental após cada dose da medicação. Da mesma forma que é feita depois de cada alimentação. No caso de bebês, limpar os dentes com uma fralda de tecido ou gaze umedecida em água filtrada.

super / leonar / dicaso / odont  Artigo:  (1)

Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O Diário de Biologia é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre de assuntos relacionados a Biologia, Saúde e Pesquisa. O material fornecido na categoria saúde, nutrição e bem-estar, não deve ser usado como conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos.
Topo