Bebê de 7 meses morre depois de passar a vida consumindo rigorosa dieta sem glúten. Os pais levaram a um “naturopata” ao invés de médico.

Dieta sem glúten mata bebê de 7 meses morre que passou toda vida sem comer glúten

Não vai ser a primeira vez que alertamos sobre os perigos da dieta sem glúten para pessoas que não precisam fazê-la e a relação desta dieta com a Diabetes Mellitus. Agora, um bebê natural da cidade de Beveren, na Bélgica, morreu com apenas 7 meses de idade pesando metade do que um bebê da mesma idade deveria pesar. O motivo: ignorância dos pais que decidiram submeter a criança a uma rigorosa dieta sem glúten. Ele passou a vida sem comer produtos com glúten.

Os pais do bebê, chamado Lucas, que já respondem processo pela negligência, são proprietários de uma famosa loja de produtos naturais em sua cidade. Defensores deste tipo de alimentação, eles diagnosticaram por si só, erroneamente, que o filho tinha intolerância à lactose e doença celíaca. Passaram então, a ignorar o glúten e produtos lácteos de sua dieta, oferecendo apenas leite de quinoa no lugar.

Naturopata ao invés de médico

Mesmo com o bebê chorando constantemente de fome, os se negaram a leva-lo ao médico. Quando a criança passou a ter sinais de que ia morrer, os pais preferiram leva-lo a um naturopata em vez de levá-lo a um hospital afim de ser atendido por um médico que faria os procedimentos emergenciais como oferecer soro com nutrientes. Rapidamente o menino perdeu toda a gordura corporal é se tornou apático. O único contato de sua “vida” com um médico foi durante a autópsia, que confirmou morte por fome. 

O pais, que se mostram bastante revoltados como julgamento, garantem que a dieta do bebê não era ruim, pois incluía produtos como aveia, arroz, trigo sarraceno, quinoa e semolina. Todos vendidos na loja da família, que opera legalmente no mercado.

No entanto, um médico especialista explicou ao tribunal que este tipo de dieta é desaconselhável e completamente insuficiente para um bebê de sete meses de idade. Nesta idade, as crianças precisam de muitas proteínas, minerais e vitaminas para se desenvolver adequadamente.

Fonte e imagem: yahoo

Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


Bióloga - CRBio/RJ 96514/02-D. Fundadora e administradora do Diário de Biologia. Possui graduação em Licenciatura e Bacharelado em Ciências Biológicas. Doutorado (2013) e Mestrado (2009) em Zoologia pelo Museu Nacional/UFRJ, especialista em insetos, autora do livro "O Mundo Secreto dos Insetos" - Cortez Editora. Experiência com palestras nacionais e internacionais. É autora ou coautora de artigos científicos publicados em revistas científicas, livros e capítulos de livro, e comunicações em eventos nacionais e internacionais. Colaboradora em revistas de divulgação científica para crianças (Ciência Hoje Para Crianças e Revista Recreio). Interessada em cultivo de plantas carnívoras. Atualmente mora na França, mas seu coração é brasileiro. Instagram: @karlla_diariodebiologia.