Um fungo que pode estar presente nas fezes dos morcegos, pode te causar problemas de saúde!

Fezes de morcegos podem ter fungo que causa grave infecção respiratória

“Muitas pessoas me perguntam sobre fezes de morcegos, que habitam árvores nas proximidades de suas residências e uma senhora sobre o fungo que pode causar um grave infecção respiratória. Ela lava a varanda descalça ou de chinelos, portanto, sua pele entra em contato com elas.” Wanda

Olha só Wanda, na verdade existe sim uma doença relacionada a fezes de morcegos, a Histoplasmose. Trata-se de uma infecção causada por um fungo (Histoplasma capsulatum), ela pode não só acometer o homem como também outros mamíferos.

Este fungo ocorre naturalmente no solo e seu crescimento é favorecido por material orgânico como fezes de morcegos (e pássaros), em condições de umidade e calor, como sótãos e cavernas. Ao se agitar fezes ressecadas desses animais, partículas contendo esporos do fungo espalham-se no ar como poeira. A infecção ocorre quando as pessoas inalam essas partículas. A doença pode ficar restrita ao pulmão ou tornar-se sistêmica.

Como a doença se desenvolve

A gravidade depende da carga de esporos inalada. A maioria das pessoas não tem efeitos aparentes da doença. O indivíduo adquire esta infecção através da inalação dos conídios que estão presentes no meio ambiente. Estas alcançam os alvéolos pulmonares, causando inflamação. O fungo irá multiplicar-se, alcançando linfonodos e, em seguida, a circulação sistêmica, instalando-se em órgãos e causando focos inflamatórios.


A partir da segunda semana de infecção, há o desenvolvimento de uma resposta celular, ativando o sistema imunológico, onde os macrófagos,destroem as leveduras presentes dentro das células afetadas pelo fungo. Consequentemente, haverá a formação de granulomas epitelioides, que mais tarde irão levar a fibrose e calcificação. Também há a produção de anticorpos específicos no sangue do paciente, levando a cura da infecção primária, tornando os indivíduos resistentes à novas infecções.

 A doença respiratória aguda é caracterizada por sintomas respiratórios, sensação geral de estado de doença, febre, dor no peito e tosse seca. É recomendado, o uso de máscara ou lenços úmidos sobre o nariz e a boca sempre que se entrar em locais onde se alojem pássaros ou morcegos.

FONTE: MORCEGOLIVRE / infoescola

Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


Bióloga - CRBio/RJ 96514/02-D. Fundadora e administradora do Diário de Biologia. Possui graduação em Licenciatura e Bacharelado em Ciências Biológicas. Doutorado (2013) e Mestrado (2009) em Zoologia pelo Museu Nacional/UFRJ, especialista em insetos, autora do livro "O Mundo Secreto dos Insetos" - Cortez Editora. Experiência com palestras nacionais e internacionais. É autora ou coautora de artigos científicos publicados em revistas científicas, livros e capítulos de livro, e comunicações em eventos nacionais e internacionais. Colaboradora em revistas de divulgação científica para crianças (Ciência Hoje Para Crianças e Revista Recreio). Interessada em cultivo de plantas carnívoras. Atualmente mora na França, mas seu coração é brasileiro. Instagram: @karlla_diariodebiologia.