Sua saúde

Dor no peito, nem sempre é infarto. Veja quatro causas para o problema

Dor no peito, nem sempre é infarto. Veja quatro causas para o problema

Dor no peito, nem sempre é infarto. Veja quatro causas para o problema
4.8 (95%) 4 votes

Quando sentimos dor no peito, a primeira coisa que vem na cabeça é “ infarto ”. Mas, de acordo com a Cardiologista Ana Luiza Lima, Colunista do site Tua Saúde, a dor no peito pode estar relacionada com problemas respiratórios, excesso de gases, crises de ansiedade ou fadiga muscular, por exemplo.

No caso do infarto, a dor vem acompanhada de falta de ar, enjoo ou suor frio, e costuma estar relacionada ao músculo quando dói ao se apalpar a região. Além disso, ao fazer esforço físico a dor piora muito. Mas, em alguns casos, a dor no peito não tem nada a ver com problemas cardíacos.




Quando a dor no peito é infarto?

Um ataque cardíaco ocorre quando há obstrução em uma ou mais das artérias que fornecem sangue ao músculo cardíaco. Quando qualquer músculo do corpo está com falta de sangue oxigenado, pode causar dor considerável. Assim, o músculo cardíaco não é diferente.

A dor no peito que vem com um ataque cardíaco pode parecer uma sensação aguda, penetrante, ou pode parecer mais um aperto ou pressão no peito. Assim sendo, outros sintomas de ataque cardíaco podem incluir:



  • falta de ar
  • tontura
  • suor frio, e ao mesmo tempo, náusea


  • pulso rápido ou irregular
  • um nó na garganta ou uma sensação de asfixia
  • sinais de choque , como fraqueza súbita e severa
  • e, por fim, dormência em um braço ou mão

Ao sentir sinais de infarto, considere sempre uma emergência médica. Quanto mais cedo você for ao pronto socorro receber tratamento, decerto, menos danos o evento cardíaco causará.

Pode ser apenas gases

Esta é a maior razão de as pessoas procurarem um cardiologista. A dor no peito, pode ser apenas sintomas de excesso de gases. O acúmulo de gases no intestino empurra alguns órgãos abdominais que resulta numa dor que irradia para o peito.

Como identificar: geralmente é uma dor em pontada aguda que desaparece, mas que volta a surgir repetidamente, especialmente ao dobrar sobre a barriga para pegar algo do chão, por exemplo.

Problemas na vesícula

Quando uma pessoa tem pedras na vesícula a ponto de causar uma inflamação no órgão, é possível que uma forte dor aconteça. A dor surge do lado direito do peito que pode irradiar para o coração, parecendo um infarto.

Como identificar: afeta principalmente o lado direito do peito e piora depois de comer. Além disso também pode surgir com náuseas e sensação de estômago cheio.

Refluxo

Quem sofre com refluxo gastroesofágico precisa fazer uma dieta adequada. Quando a dieta não acontece, a pessoa pode sentir dor no peito frequente. Essa dor, está relacionada com a inflamação do esôfago que acontece quando o ácido do estômago chega até às paredes do órgão.

Como identificar: essa dor, sempre virá junto com queimação e dor de estômago. Ela acontece sempre no meio do peito e não dos lados. Os espasmos do esôfago podem causar uma sensação de aperto na garganta.

Ansiedade e estresse

Que sofre de ansiedade e estresse pode sentir dores no peito. Elas estão relacionadas a um aumento da tensão muscular nas costelas. Além da dor, a pessoa tem aumento dos batimentos cardíacos. Essa dor acomete principalmente pessoas durante crises de pânico e ansiedade.

Como identificar: normalmente é acompanhado de outros sintomas como respiração rápida, excesso de transpiração, batimentos cardíacos acelerados e náuseas.

Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


O Diário de Biologia é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre de assuntos relacionados a Biologia, Saúde e Pesquisa. O material fornecido na categoria saúde, nutrição e bem-estar, não deve ser usado como conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos.
Topo