Curiosidades

Veja o vídeo inacreditável: Homem canta e toca violão durante uma cirurgia no cérebro





Quando você poderia imaginar que uma pessoa passaria por uma complicada cirurgia cerebral para retirada de um tumor  e que cantaria e tocaria violão ao mesmo tempo? Sim, aconteceu e foi aqui no Brasil no Município de Tubarão no Sul de Santa Catarina.

Anthony Kulkamp Dias de 33 anos e descobriu um tumor no cérebro 15 dias após o nascimento de seu filho. Ele conta que começou a ter dificuldade em falar e procurou um médico, logo que o tumor foi diagnosticado, a cirurgia foi marcada. O anestesista explicou que, geralmente, neurocirurgias são realizadas com o paciente sob anestesia geral e ausência de dor, mas quando o tumor está próximo a áreas como a da fala e movimentação, há risco de perda das funções, caso elas sejam lesadas durante o procedimento. Por isso, é importante manter o paciente acordado.


 Assim, com permissão na equipe médica, o paciente levou o violão para a sala de cirurgia e cantou várias músicas durante o procedimento que durou cerca de 9 horas. Para evitar a dor, foram aplicadas medicações na veia combinadas a anestésicos locais. Além disso, de acordo com o anestesista, o tecido cerebral não possui sensores para dor.

Durante a cirurgia para a retirada de um tumor do cérebro, Anthony cantou “Emanuel”, música que ele mesmo compôs ao filho, nascido há poucos meses; seguida por “Yesterday”, dos Beatles; uma canção em alemão; “Bem Maior”, do Roupa Nova; e a canção sertaneja “Telefone Mudo”, do Trio Parada Dura. Os médicos contaram que essa foi a primeira vez que operaram com um violão dentro da sala de cirurgia  e que o paciente cantou muito bem apesar de estar levemente sedado.

O anestesista explicou que, geralmente, neurocirurgias são realizadas com o paciente sob anestesia geral e ausência de dor, mas quando o tumor está próximo a áreas como a da fala e movimentação, há risco de perda das funções, caso elas sejam lesadas durante o procedimento. Foto: Reprodução/youtube

O anestesista explicou que, geralmente, neurocirurgias são realizadas com o paciente sob anestesia geral e ausência de dor, mas quando o tumor está próximo a áreas como a da fala e movimentação, há risco de perda das funções, caso elas sejam lesadas durante o procedimento. Foto: Reprodução/youtube

Fonte: g1

Novidades

Topo