Grávida pode pintar o cabelo? É seguro?

gravida pode pintar o cabelo

Será que a grávida pode pintar o cabelo? Pois bem, durante a gravidez, o corpo da mulher passa por várias mudanças à medida que seu bebê se desenvolve.

Geralmente, a mulher ganha peso e pode ter desejos aleatórios por comidas. Além de sentir azia, os tornozelos incharem e sensações constantes de exaustão.

Essas mudanças corporais acarretam sentimento de insatisfação que as gestantes passam a ter consigo mesmas. Principalmente por ser algo fora do controle delas.

A boa notícia é que nem todas as mudanças são incontroláveis. A cor do seu cabelo, por exemplo, ainda continua sendo uma escolha sua.

Uma nova cor de cabelo pode melhorar o seu humor e te fazer sentir bem.

Apesar de existirem algumas preocupações quanto ao uso de tinta de cabelo na gravidez, pois muitos corantes capilares contêm produtos químicos que podem expor o bebê a toxinas.

Felizmente, há muitas informações disponíveis para orientar você quanto a decisão de ser seguro ou não, o uso de tinta de cabelo durante a gravidez.

Grávida pode pintar o cabelo?

A todo momento, as gestantes são bombardeadas com informações sobre como ter uma gravidez segura e saudável.

Tudo o que você faz e come pode afetar a saúde do seu bebê e saber de mulher grávida pode pintar o cabelo é uma das maiores dúvidas.

A exposição a altos níveis de chumbo durante a gravidez, por exemplo, pode causar problemas como parto prematuro, baixo peso do recém-nascido e aborto.

Altos níveis de mercúrio presentes em peixes, ao serem consumidos durante a gravidez, acarretam problemas neurológicos futuros do bebê.

Mesmo que você já saiba a importância de limitar sua exposição a esses tipos de toxinas durante a gravidez, esse conselho poderia ser aplicado a corantes capilares?

A resposta é sim. A vantagem dos corantes capilares é que eles não são perigosamente tóxicos e, por isso a grávida pode pintar o cabelo com esse tipo de corante.

Portanto, é seguro aplicar esses corantes ao cabelo durante a gravidez. Desde que você escolha um corante semipermanente ou permanente.

Pequenas quantidades da tinta usada podem entrar em contato com a pele durante o tratamento, seja em contato com a testa ou com o couro cabeludo.

Por ser uma quantidade pequena do produto químico, é improvável que possua qualquer efeito prejudicial ao desenvolvimento do seu bebê.

Como pintar o cabelo na gravidez com segurança?

Apesar de ser seguro tingir o cabelo durante a gravidez, alguns cuidados devem ser tomados para minimizar o risco de causar danos ao seu bebê.

  1. Espere até o seu segundo trimestre

A primeira dica é esperar. Alguns especialistas desaconselham a coloração dos cabelos nas primeiras 12 semanas de gravidez.

Isso porque o cabelo pode crescer em um ritmo mais rápido no período de gravidez.

Consequentemente, novos retoques na raiz durante esses nove meses serão necessários.

A espera até o segundo trimestre para colorir o cabelo é fundamental para a proteção do bebê.

  1. Selecione tratamentos alternativos para o cabelo

A segunda dica é buscar tratamentos alternativos para o cabelo.

Por mais que a tinta de cabelo seja segura durante a gravidez, não custa nada ser um pouco mais cautelosa.

Alguns tratamentos capilares mais delicados para minimizar sua exposição a produtos químicos podem ser adotados.

Ao invés de pintar todo o cabelo, por exemplo, pergunte ao seu cabeleireiro sobre destaques, glacê ou listras.

Assim você evita o aplique do corante diretamente no couro cabeludo ou na pele e não deixa de “estar na moda”.

  1. Escolha uma cor de cabelo mais segura

A terceira dica é escolher uma cor de cabelo mais segura. A cor permanente do cabelo pode fornecer os melhores resultados, mas não é a única opção.

Para um tratamento mais seguro durante a gravidez, escolha uma cor de cabelo semipermanente, sem amônia ou sem alvejante.

Uma cor semipermanente pode não durar tanto quanto uma cor permanente do cabelo, mas pode reduzir sua exposição a produtos químicos e toxinas.

Isso pode proporcionar tranquilidade durante a gestação.

Outras opções mais seguras incluem vegetais naturais e corantes capilares de hena.

Outras maneiras de reduzir a exposição química

A grávida pode pintar o cabelo, sim, desde que escolha de uma tinta suave e segura, que é uma maneira de proteger o bebê da exposição aos produtos químicos.

  1. A tinta de cabelo pode criar gases tóxicos, por isso, aplique-a em um ambiente bem ventilado para evitar a inalação desse produto.
  2. Também é importante usar luvas ao aplicar tinta no cabelo. Essa medida reduz o contato e a quantidade de produtos químicos que a pele pode absorver.
  3. Leia atentamente as instruções e não deixe produtos químicos em seu cabelo por mais tempo do que o necessário.
  4. Depois de concluir um tratamento capilar, lave o couro cabeludo e a testa para remover quaisquer vestígios do corante na pele.

Se você é cabeleireira, é difícil limitar a exposição a produtos químicos.

Porém, como a exposição excessiva aos alvejantes e tratamentos tóxicos para o cabelo pode aumentar o risco de aborto, você deve tomar cuidados extras ao aplicar produtos químicos para o cabelo.

As cabeleireiras que estejam grávidas devem tomar as seguintes precauções:

  • Substitua frequentemente as luvas de proteção;
  • Não coma em seu local de trabalho, principalmente durante as aplicações;
  • Use uma máscara facial ao aplicar tratamentos químicos;
  • Lave qualquer vestígio de tinta de cabelo da sua pele.

Considerações finais

Enfim, a grávida pode pintar o cabelo? Bem, fazer um tratamento capilar durante a gravidez provavelmente não irá prejudicar seu bebê.

Mesmo sabendo disso, não aplique imediatamente a cor do cabelo em toda a cabeça.

Teste o corante em alguns fios primeiro para garantir a cor desejada.

As alterações hormonais durante a gravidez, podem afetar a maneira como o cabelo reage à tingimento e o resultado pode não sair como o desejado.

Portanto, se mudar a cor do cabelo ajuda você a se sentir melhor, faça isso!

  1. Gavazzoni, G. Hair cosmetics: An overview. International Journal of Trichology. 2015
  2. Hair dye and hair relaxers. U.S. Food and Drug Administration.
  3. NHS. Is it ok to use hair dye during pregnancy?

 


Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos.