Alimentação

Comer rápido engorda? Veja o que dizem os estudos científicos

Comer rápido engorda

Comer rápido engorda? Veja o que dizem os estudos científicos
4.6 (92%) 5 votes

Comer rápido não dá tempo para que o cérebro processe os sinais de o estômago já está cheio.

O problema, segundo estudos, isso pode levar a excessos, ganho de peso e obesidade.

Este artigo, então, explica se comer rápido engorda e qual a relação entre o ganho de peso e ingestão rápida dos alimentos.




Por que comer rápido engorda?

Comer rápido faz você comer muito

Na agitação do dia a dia, é praticamente impossível realizar todas as mastigações necessárias para cada colherada que vai para a boca.

Isso não é bom! Segundo um estudo publicado no Journal Clinical Of Endocrinology [1] nosso cérebro precisa de um tempo para reconhecer que o estômago está cheio.

Na verdade, pode levar até 20 minutos para o cérebro tenha essa percepção.

Então, quando comemos rápido, o cérebro não percebe que o estômago está cheio e, o resultado, é que acabamos comendo muito mais do que o corpo precisa.

Comer assim todas as refeições e todos os dias, obviamente, leva ao consumo excessivo de calorias pode levar ao ganho de peso.

Outro estudo também publicado no Journal Clinical Of Endocrinology [2] descobriu que crianças que comem rápido tem três vezes mais chances de engordar.

Risco de obesidade

A obesidade é um dos maiores problemas de saúde em todo o mundo.

De fato, é uma doença complexa que não depende unicamente de má alimentação, inatividade ou falta de força de vontade.

Afinal, há fatores ambientais, de hábitos e de estilo de vida.

Diversos artigos médico-científico já comprovaram que comer rápido engorda e está associado obesidade.

Na verdade, comedores rápidos podem ter até duas vezes mais chances de serem obesos em comparação com aqueles que comem adequadamente.

Por exemplo, um estudo publicado no Journal Of Dietic Association [2]  concluiu que um fator de risco potencial para se tornar com sobrepeso e obesidade.

Ao mesmo tempo, os comedores rápidos são aproximadamente duas vezes mais propensos a serem obesos.

Outros problemas de comer rápido

Comer rápido pode contribuir para o desenvolvimento de diabetes tipo 2, resistência à insulina e síndrome metabólica.

Também pode levar a má digestão e falta de prazer em se alimentar.

  • Resistência à insulina: comer muito rapidamente tem sido associado a um maior risco de resistência à insulina . Esta condição, caracterizada por níveis elevados de açúcar no sangue e insulina. Sendo assim uma característica da diabetes tipo 2 e síndrome metabólica.
  • Diabetes tipo 2: comer rápido tem sido associado a um maior risco de diabetes tipo 2. Estudos comprovam, portanto, que comedores rápidos eram 2,5 vezes mais propensos a contrair diabetes tipo 2.
  • Síndrome metabólica: comer rápido pode aumentar o risco de síndrome metabólica. Isso se encaixa em um grupo de fatores de risco que podem aumentar o risco de diabetes, doenças cardíacas e outros problemas de saúde.
  • Má digestão: comedores rápidos sofrem de má digestão como consequência deste hábito. Eles podem, assim, acabam engolindo pedaços maiores e alimentos sem triturar adequadamente. Portanto, comer rápido pode afetar fortemente a digestão.
  • Satisfação menor: isso pode não ser um problema de saúde, mas não deixa de ser importante. Quem come rápido não sente os sabores como os comedores lentos, de acordo com estudo publicado no Journal Of Dietic Association [3].

O que fazer para melhorar?

Comer mais devagar pode aumentar seus níveis de hormônios da saciedade.

Ao mesmo tempo, ajuda a se sentir mais satisfeito e diminuir sua ingestão de calorias.

Além disso, melhora a digestão e aumenta a satisfação com a comida.

Para comer mais devagar, aqui estão algumas técnicas:

  • Não coma na frente de telas: comer na frente de uma TV, computador, smartphone ou outra distração pode levar você a comer rápido. Ao mesmo tempo fará você perder a noção do quanto você comeu.
  • Solte o garfo: Assim que colocar uma garfada na boca, deixe o garfo no prato, isso vai ajudá-lo a desacelerar e aproveitar cada mordida mais.
  • Não fique com muita fome: evite ficar com muita fome entre as refeições. Pode fazer você comer muito rápido, escolher comidas calóricas e colocar muita comida no prato.
  • Beba água: apesar de muitos nutricionistas não recomendarem beber líquidos durante a refeição. Isso porque, beber água pode ajudar você a sentir-se satisfeito mais rapidamente.
  • Mastigue bem: Mastigue sua comida com mais frequência antes de engolir.  Tente mastigar pelo menos 20 vezes cada mordida ou garfada.
  • Coma alimentos ricos em fibras: Alimentos ricos em fibras, como frutas e legumes levam muito tempo para mastigar. Ao mesmo tempo, promovem saciedade.
  • Coma pequenas porções: Dar mordidas menores ou menos comida no garfo ajuda a diminuir o ritmo e fazer a sua refeição durar mais tempo.

Em resumo, comer rápido pode aumentar o risco de uma série de problemas de saúde, incluindo obesidade e diabetes tipo 2.

Poupar um tempo para comer adequadamente pode fornecer benefícios poderosos.

Então diminua a velocidade e saboreie cada mordida.

Artigos medico-científicos: Journal Clinical Of Endocrinology [1]  Journal Of Dietic Association[2]   [3]

Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


Topo