Sua saúde

O que pode indicar plaquetas baixas no exame de sangue?

Plaqueta baixa O que pode ser contagem de plaquetas

“Meu filho fez exame de sangue e ele está com contagem de plaquetas baixas, mas não é dengue. O que pode ser plaqueta baixa no sangue?” (Islene Marques)

Islene, as plaquetas (ou trombócitos) são fragmentos celulares que, assim como a maioria das células sanguíneas, são produzidas na nossa medula óssea. São elementos importantíssimos que auxiliam na coagulação. São elas que protegem o organismo contra uma perda excessiva de sangue (hemorragias). Quando nos ferimos, por exemplo, imediatamente as plaquetas se fixam nas áreas onde os vasos foram lesionados e formam um verdadeiro “tampão” (agregado ou tampão plaquetário) impedindo o sangramento, além de liberarem uma série de substancias que promovem a limpeza e cicatrização do local afetado.

Cada mililitro de sangue em um adulto contém de 150.000 a 400.000 plaquetas, aproximadamente. Assim, quando uma pessoa está com plaqueta baixa (abaixo de 150.000), dissemos que ela tem trombocitopenia ou plaquetopenia. (Considere ler este texto que também trata sobre o assunto: Como interpretar um exame de Hemograma Completo?)

Geralmente, dependendo da região em que você mora e da época do ano, é comum que se relacione a trombocitopenia com a dengue, principalmente se for acompanhada de sinais e sintomas como febre, vômito e etc.

Isso porque, dentre outras teorias, a infecção pelo vírus da dengue leva o nosso sistema imunológico a destruir nossas plaquetas por engano, enquanto tenta atacar o vírus.

Porém, a trombocitopenia (plaqueta baixa) pode estar relacionada a uma série de outros fatores, inclusive fatores fisiológicos (normais), e NUNCA deve ser avaliada separadamente, principalmente sem a interpretação de um profissional clínico.

Vale lembrar que, dependendo da idade, o valor de referência para a contagem de plaquetas pode variar.

O que pode ser contagem de plaquetas baixas?

Anemia aplástica: quando ocorre aplasia da medula. Ou seja, quando a medula diminui ou para a produção de células sanguíneas (glóbulos vermelhos,glóbulos brancos e plaquetas).

Leucemia: Provoca um conjunto de sinais e sintomas e alterações na contagem e morfologia das células do sangue.

Cirrose: Onde o baço “sequestra” cerca de 90% da massa plaquetária circulante.

Deficiência de folato: A falta de ácido fólico leva a uma desaceleração na produção de proliferação das células do sangue, inclusive das plaquetas.

Mielodisplasia: Quando ocorre mutações nas células tronco da medula óssea.

Quimioterapia: As drogas quimioterápicas também podem causar uma baixa produção de plaquetas.

Em absolutamente TODOS os casos em que o médico pede um exame, ele é quem deve interpretar os resultados. Aqui só esclarecemos o básico e isso não substitui uma consulta médica em hipótese alguma.

infoescolaminhavida e wikipedia


Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


Topo