Plantas e fungos

Uma planta chamada Dipirona: você precisa ter essa erva em casa!

Uma planta chamada Dipirona: você precisa ter essa plantinha em casa

Uma planta chamada Dipirona: você precisa ter essa erva em casa!
3 (60%) 2 votes

Uma planta chamada Dipirona: você precisa ter essa maravilha em casa. Sabemos que muitas pessoas estão cada vez mais inclinadas a usarem remédios caseiros no tratamento de pequenas enfermidades. Muitas vezes uma dorzinha de cabeça chata pode ser resolvida com uma erva medicinal. Dipirona é também o nome popular da Achillea Millefolium, um potencial analgésico e anti-inflamatório natural.

Os mais antigos talvez a conheçam como “mil-folhas” ou “erva do guerreiro”, trata-se da mesma planta. Mas, o importante aqui, é que seu uso já é do conhecimento de milênios. De acordo com documentos antigos, a Dipirona, foi amplamente usada, inclusive, na cura e tratamento de feridos de batalhas medievais.

O nome popular “Dipirona” não foi dado por se tratar de um mesmo princípio ativo e sim, pelo mesmo poder terapêutico. A Dipirona comercial é um medicamento à base de Metamizol, enquanto a planta de que falamos é uma erva natural – A. Miilefoluim.




Leia também: Você tem essa planta εm casa? Pois saiba que ela NUNCA deveria ser cultivada em um lar, entenda porque

Para que serve?

De acordo com o ambientalista Alésio dos Passos, do site Farmácia da Natureza, umas principais propriedades da planta Dipirona é sua ação analgésica. Assim, é possível se livrar de dores de cabeça, estomacais e de dente. Muitas mulheres a utilizam essa planta em períodos menstruais para aliviar cólicas e regular ciclos. Além disso, a planta é usada nas peles oleosas e acneicas. Pode ser usada em banhos descongestionantes até mesmo em crianças pequenas.

Um estudo recente publicado na revista científica alemã  (1Wiener Medizinische Wochenschrift (Do microscópio a aplicação clínica), procurou confirmar as propriedades desta planta. Foi descoberto que  os flavonoides presentes na Dipirona eram os responsáveis pelas propriedades antiespasmódicas. Ao mesmo tempo, os ácidos dicafeoilquínicos causavam os efeitos coleréticos, aumentando o volume de secreção de bílis do fígado. Além disso, foi observado uma inibição in vitro de uma proteína dos neutrófilos  envolvida no processo inflamatório. Tal pesquisa concluiu que o uso desta planta como antiespasmódicos e anti-inflamatório é indicado.



Mas, atenção seu uso deve ser evitado em caso de úlcera gástrica ou duodenal ou problema de oclusão das vias biliares.

Uma planta chamada Dipirona: você precisa ter essa plantinha em casa

As folhas são usadas para fazer infusão e o chá pode ser tomado até 4 vezes ao dia.



Como usar

A melhor forma de aproveitar as propriedades da planta é fazendo uma infusão. Até mesmo para uso na pele, a infusão é a melhor alternativa. Basta ferver uma xícara de água, desligar o fogo e adicionar folhas de Dipirona. Em seguida, tampe e deixe a infusão se formar em repouso. Pode adoçar levemente. Você pode tomar uma xícara deste chá de três a quatro vezes ao dia.

 farmaciadanatureza  artigo científico: Benedek & Kopp

Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


O Diário de Biologia é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre de assuntos relacionados a Biologia, Saúde e Pesquisa. O material fornecido na categoria saúde, nutrição e bem-estar, não deve ser usado como conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos.
Topo