Comportamento

Conheça as polêmicas cartilhas de Educação Sexual para crianças de 6 a 12 anos

Conheça as polêmicas cartilhas de Educação Sexual para crianças

Conheça as polêmicas cartilhas de Educação Sexual para crianças de 6 a 12 anos
4 (80%) 4 votes

Existem, na verdade,  várias tentativas, aprovadas pelo MEC de educar crianças de 6 a 12 anos sexualmente. Assim, as obras exemplificam e explicam sobre o ato sexual, prazer e masturbação. São cartilhas muito ilustradas e tem uma linguagem bastante simplificada de modo que toda criança é capaz de entender. Contudo, essas cartilhas de Educação Sexual para crianças deram o que falar quando as imagens foram vistas na internet.

Decerto todo este material foi revisto por psicólogos e educadores e procurou apresentar o melhor material possível. Assim, em qualquer tempo, tais cartilhas precisam ser analisadas com atenção, levando-se em conta as realidades das comunidades, nas diferentes regiões. Mas será que isso funciona? Será que faz bem para uma criança de 7 anos conviver com imagens como estas? Ou, o sexo é um ato natural, deve ser aprendido desde cedo com respeito? As crianças tem direito de conhecer sexualmente o corpo antes da adolescência?

Apresento abaixo três cartilhas que já foram aprovadas pelo Ministério da Educação. Então, qual a sua opinião? (as imagens receberam tarja preta em áreas onde havia conteúdo considerado impróprio pelo Google e pelo Facebook).




Educação Sexual: Perguntas e Respostas

Coleção com textos da psicóloga, educadora e terapeuta sexual mineira Cida Lopes. A obra esclarece as muitas dúvidas, curiosidades, vergonhas e medos das crianças diante de assuntos ligados à sexualidade. Alguns trechos do textos, bem como algumas imagens acabaram sendo pouco aceitas por algumas pessoas.  Trechos como  “O p*nis ficou maior e mais rígido (duro) e a mulher sente a v*gina molhadinha, com carinho o homem coloca o p*nis dentro da v*gina e ficam se mexendo... ” deixou muitas pessoas indignadas.  Assim, a coisa piorou quando a Internet passou a divulgar o livro e choveu de especulações e opiniões adversas. Dessa forma, o livro, e toda coleção, foi tirado de linha, apesar do sucesso. Hoje, a autora lançou outra obra com o mesmo assunto, porém a leitura é “mais leve”e ao que parece, as imagens também.



Conheça as polêmicas cartilhas de Educação Sexual para crianças

Imagens dos livros da  Coleção “Educação Sexual – Perguntas e respostas”. Fotos: Reprodução/Educação Sexual

Conheça as polêmicas cartilhas de Educação Sexual para crianças

Imagens dos livros da  Coleção “Educação Sexual – Perguntas e respostas”. Fotos: Reprodução/Educação Sexual



Tô Crescendo

Cartilha Tô Crescendo para crianças de 6 a 9 anos.  A cartilha foi produzida pelo Governo Federal em 1997 através do Ministério da Saúde e logo depois de entregue as Escolas acabou sendo recolhida devido a oposição dos pais ao conteúdo.  Acontece que em muitas escolas, as cartilhas acabaram ficando nas bibliotecas. Igualmente, o grande problema nesta cartilha foi quando os pais descobriram que o material trazia uma série de ilustrações com personagens sem roupa. Além disso, pais e professores discordaram das imagens fazendo alusões a prática de sexo e masturbação.   Fotos: Reprodução/Tô Crescendo-Ministério da Saúde

Conheça as polêmicas cartilhas de Educação Sexual para crianças

Cartilha ” Tô Crescendo” para crianças de 6 a 9 anos.  Fotos: Reprodução/Tô Crescendo-Ministério da Saúde

Conheça as polêmicas cartilhas de Educação Sexual para crianças

Cartilha ” Tô Crescendo” para crianças de 6 a 9 anos.  Fotos: Reprodução/Tô Crescendo-Ministério da Saúde

Mamãe, como eu nasci?

O livro ‘Mamãe, como eu nasci?’, de Marcos Ribeiro, utiliza uma linguagem básica e com ilustrações que auxiliam o entendimento dos pequenos. Ao mesmo tempo, explica a diferença entre os corpos masculino e feminino, como acontece a relação sexual, o que é gravidez e até os tipos de parto. Dessa forma, a obra esperava oferecer a oportunidade às famílias e aos professores de informar divertindo, utilizando o lúdico da comunicação. Mas, algumas pessoas não aceitaram bem as imagens e também os textos do autor. Apesar disso, o livro continua nas prateleiras e ainda é muito utilizado por pais e professores para educação sexual. Foto: Reprodução/Mamãe, como eu nasci

Conheça as polêmicas cartilhas de Educação Sexual para crianças

O livro ‘Mamãe, como eu nasci?’, de Marcos Ribeiro, utiliza uma linguagem básica e com ilustrações que auxiliam o entendimento.

Conheça as polêmicas cartilhas de Educação Sexual para crianças

O livro ‘Mamãe, como eu nasci?’, de Marcos Ribeiro, utiliza uma linguagem básica e com ilustrações que auxiliam o entendimento.

Aparelho sexual & Cia

O livro escrito pela autora francesa Hélène Bruller e editado no Brasil desde 2007 pela Companhia das Letras com o nome de “Aparelho Sexual & Cia, Um guia inusitado para crianças descoladas”, tem deixado as pessoas bastante divididas novamente. O livro, a saber, é sugerido pelo MEC a diretores e professores da rede pública e privada de ensino e muitos pais não gostaram. Por fim, eles acreditam que o livro está provocando um estímulo precoce ao sexo nas crianças a partir de 9 e 10 anos.

A obra ensina as crianças a transarem, exibindo posições sexuais. Além disso, trechos explicam o orgasmo e o que se pode sentir com a prática sexual, etc. Dessa formam as crianças são estimuladas a colocar o dedo num buraco feito no livro onde se pode simular um pênis ou a introdução dele numa vagina. Contudo, as imagens do livro vieram à tona na internet, o Ministério da Saúde fez um comunicado oficial se explicando que o livro não tem vínculo com nenhum projeto do governo.

Conheça as polêmicas cartilhas de Educação Sexual para crianças

O livro escrito pela autora francesa Hélène Bruller  com o nome de “Aparelho Sexual & Cia, Um guia inusitado para crianças descoladas”, tem deixado as pessoas bastante divididas novamente.

Conheça as polêmicas cartilhas de Educação Sexual para crianças

O livro escrito pela autora francesa Hélène Bruller  com o nome de “Aparelho Sexual & Cia, Um guia inusitado para crianças descoladas”, tem deixado as pessoas bastante divididas novamente.

Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


O Diário de Biologia é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre de assuntos relacionados a Biologia, Saúde e Pesquisa. O material fornecido na categoria saúde, nutrição e bem-estar, não deve ser usado como conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos.
Topo