Homem

Pênis torto: Por que alguns homens têm? Quais são as causas? Urologista explica

Pênis torto: Por que homem tem? Quais são as causas?
Pênis torto: Por que alguns homens têm? Quais são as causas? Urologista explica
4.5 (90%) 4 votes

Talvez as dúvidas sobre pênis torto — pinto torto — sejam de muitos homens.

Enquanto muitos homens apresentam o genital endireitado, alguns percebem uma tortuosidade.

Os graus, obviamente, variam.

De acordo com  Dr. Alessandro Rossol, urologista e membro International Society for Sexual Medicine, que, na maioria das vezes, estes homens são saudáveis.

Afinal, ter o genital curvo não influencia em nada em suas relações.

Nesse sentido, por que alguns homens têm pênis torto?

Quais são as causas do pênis torto?

Dr. Rossol, explicou há duas razões para que um homem tenha o genital curvado.

A primeira razão é a chamada Curvatura Peniana Congênita, um “problema” de formação do feto.

Ou seja, o bebê já nasce com o genital curvado.

A segunda razão, os médicos chamam de Doença de Peyronie, quando a pessoa adquire durante algum momento da vida essa tortuosidade.

Curvatura Peniana Congênita

É possível que esta condição se manifeste em 3% dos homens.

O urologista explica que os portadores de desse “problema”, podem apresentar a curvatura ventral (a mais comum), lateral e dorsal.

Ele também diz que, geralmente, a condição só é percebida a partir dos 13 anos, quando os meninos percebem a tortuosidade quando o genital fica rijo.

Isso porque, a curvatura só é percebida durante a ereção.

Por que acontece? A explicação do especialista é que a elasticidade e a complacência de todas as camadas de tecidos do genital são fundamentais para a função erétil, tumescência e rigidez.

Estes tecidos precisam estar simetricamente ajustados.

Quando, na formação do genital ainda na barriga da mãe, acontece uma assimetria dos tecidos, este bebê terá a Curvatura Peniana Congênita.

Certamente, se o seu “amiguinho” é torto, não há com o que se preocupar.

Você deverá consultar um médico somente se essa curvatura for tão acentuada que prejudique seu desempenho sexual.

Doença de Peyronie

No caso da Doença de Peyronie, o homem adquire a tortuosidade peniana no decorrer da vida.

Se manifesta, em geral, depois dos 50 anos, mas há casos de homens jovens com o problema.

Essa doença acontece porque há um desenvolvimento de uma fibrose no pênis ou de um nódulo em uma região da genital chamada túnica albugínea.

Essa fibrose peniana compromete a elasticidade dos corpos cavernosos e atrapalha sua expansão quando o genital tenta ficar ereto.

Pênis torto: Por que homem tem? Quais são as causas?

A Doença de Peyronie pode comprometer significantemente a ereção, pois, esses distúrbios deixarão o genital bastante tortuoso, em alguns casos.

Por que acontece? Na verdade, muitos homens desenvolvem a Doença de Peyronie sem sequer perceber como aconteceu.

Os médicos dizem que pequenos traumatismos no genital podem gerar essas cicatrizes. Além disso, podem surgir em caso de doenças reumatológicas e diabete.

O problema pode comprometer significantemente a ereção, pois, esses distúrbios deixarão o genital bastante tortuoso, em alguns casos.

Ainda, causa muita dor todas vezes que o genital fica ereto.

Assim, se do nada você percebeu que o genital antes reto, agora fica curvo e dói quando está rijo, é bom procurar um urologista para avaliar se há alguma fibrose.

Em 20% dos casos, as placas desaparecem espontaneamente, sem tratamento algum, em um ano e meio, dois anos.

No entanto, se as formações das fibroses forem persistentes, o urologista irá indicar o tratamento adequado.

Perguntas frequentes

Quais são os sintomas da doença de Peyronie?

  • presença de área espessa ou nódulo duro no eixo do pênis 
  • uma curvatura peniana quando está ereto (geralmente se curva para cima)
  • dor no pênis, geralmente durante uma ereção
  • o pênis parece deformado
  • perda de comprimento do pênis 

Alguns homens, com essa condição, sentem dor no pênis, enquanto outros não sentem nada.

Mas em casos graves, a curva do pênis pode tornar o sexo difícil, doloroso ou mesmo impossível. 

A doença de Peyronie também pode levar à disfunção erétil.

Existem tratamentos não cirúrgicos para a doença de Peyronie?

Sim, exite. Aliás, muitos homens não precisam de tratamento, pois, não sentem dor ou a condição não afeta sua função sexual.

Muitas vezes, o pênis torto pode melhorar sem tratamento.

Vários tratamentos não cirúrgicos estão disponíveis, incluindo medicamentos e injeções de esteroides na área afetada. 

Ou, pode fazer uma segmentação de ondas sonoras na placa, geralmente usando um scanner de ultra-som. 

Como é o tratamento cirúrgico para a doença de Peyronie

Em casos graves, pode ser possível tratar a doença de Peyronie com cirurgia. 

Mas os médicos recomendam esperar pelo menos 12 meses antes de considerar a cirurgia, pois, a condição pode melhorar sem tratamento em alguns homens.

Cirurgia pode envolver, por exemplo:

  • remover ou cortar a placa e anexar um pedaço de pele, ou uma veia para endireitar o pênis
  • remover uma área do pênis oposta à placa para cancelar a curvatura, o que pode diminuir o tamanho do pênis
  • implantando um dispositivo para endireitar o pênis

Considerações finais

É comum o pênis se curvar levemente para a esquerda ou para a direita quando está ereto. 

Mas se você tiver uma curvatura mais significativa em seu pênis, o que pode causar dor ou dificuldade para fazer sexo, consulte seu médico, podem ser sintomas da doença de Peyronie.

Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


Topo