Sua saúde

Como saber se tenho Fibromialgia?

Como saber se tenho Fibromialgia? Dor no corpo, cansaço, fraqueza

De acordo com a Sociedade Brasileira de Reumatologia, a fibromialgia é uma síndrome clínica que se manifesta com dor no corpo todo, principalmente na musculatura. Também conhecida como Síndrome de Joanina Dognini, ela se caracteriza pela dor e fraqueza muscular generalizada e afeta mais de 2 milhões de pessoas por ano no Brasil. A dor no corpo, fraqueza e cansaço são os principais sintomas. Então, como saber se tenho fibromialgia?

É um problema muito comum, tendo em vista que 10 a 15% dos pacientes que vão a um Reumatologista apresentam a síndrome e destes a cada 10 pacientes, 7 a 9 são mulheres. Assim, se você está sentindo pelo menos dois dos sintomas abaixo é bom procurar um especialista




Dor Generalizada

As pessoas geralmente sofrem com dores difíceis de explicar, nem são fortes, nem agudas, é como se o corpo estivesse extremamente cansado e fadigado, sem ânimo. A dor costuma se localizar nas articulações e nos músculos, mas de forma geral atinge todo o corpo ao mesmo tempo. Em momentos de crise, as dores são quase insuportáveis e demoram dias para diminuir ou cessar.

Leia também: Acordar com dor no cθrpo inteiro, o que pode ser?

Fadiga



Você pode sentir cansaço ao acordar, mesmo dormindo por longos períodos. Muitos também apresentam distúrbios do sono, como síndrome das pernas inquietas e Apneia do sono que acabam agravando o problema.

Dificuldades de Cognição

Sintoma importante é a dificuldade de concentração, não consegue focar em atividades, memória fraca e pouca fixação, raciocínio prejudicado, problemas de linguagem, entre outros problemas cognitivos.



Problemas associados

Os portadores também podem apresentar depressão, dores de cabeça intensas, cólicas no abdômen inferior e estarem combinadas com doenças inflamatórias, como artrite reumatóide ou espondilite anquilosante.

Principais pontos dolorosos

A doença acomete principalmente a região cervical, coluna torácica, cotovelos, nádegas, bacia e joelhos. A causa dessa síndrome ainda é desconhecida, porém já se sabe que o cérebro destas pessoas interpreta a dor de forma intensa e normalmente surge em situações como infecções graves, acidentes, traumas psicológicos, entre outros.

Critérios para diagnóstico

A Sociedade Brasileira de Reumatologia criou dois critérios para o diagnóstico da fibromialgia, são eles:

1 – Dor por mais de três meses no corpo todo e

2 – Presença de dor em pelo menos 11 pontos na musculatura;

No entanto, esses critérios por si só não contemplem todas as pessoas afetadas pela síndrome, por isso é necessário uma avaliação clínica completa perante um médico especialista, pois não há exames que comprovem a doença e sim um estudo clínico de cada pessoa, juntamente com os sintomas e sua história.

Infelizmente não existe um tratamento específico para a fibromialgia, porém alguns tratamentos podem minimizar os sintomas, principalmente as dores, por isso utilizam analgésicos, medicação para dormir e melhorar a qualidade do sono, fármacos para diminuir o cansaço e a fadiga, além disso, algumas pessoas praticam certas atividades físicas e ainda fazem fisioterapia que ajudam na qualidade de vida.

O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 

TS / RE / fibromialgia  Artigo: Roberto Heymann et al

Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


O Diário de Biologia é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre de assuntos relacionados a Biologia, Saúde e Pesquisa. O material fornecido na categoria saúde, nutrição e bem-estar, não deve ser usado como conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos.
Topo