Estudo científico mostra quais são as plantas que realmente purificam o ar dentro de casa


Muita gente já sabe que manter vasos de plantas dentro de casa ajuda a melhorar o ambiente purificando o ar. No entanto, nem todas as plantas tem esse efeito mágico. Um NOVO ESTUDO descobriu que algumas variedades fazem muito mais do que bombear oxigênio no ambiente – elas também podem limpar o ar, livrando sua casa de substâncias químicas nocivas, como benzeno, xileno, aldeído e tricloroetileno.

Pesquisadores da State University of New York analisaram plantas que tiveram a capacidade de absorver  compostos orgânicos voláteis, que são poluentes potencialmente perigosos que podem vir da pintura das paredes, dos vernizes dos móveis, impressoras, lavagens a seco, produtos de limpeza e outros produtos domésticos. Segundo o autor do estudo, Dr. Vadoud Niri, a alta concentração de compostos orgânicos voláteis pode levar a problemas de saúde, tais como tonturas, asma ou alergias. Mas, segundo ele, se você tem a planta certa dentro da sua casa, você pode resolver o problema sem precisar instalar um sistema de ventilação extra.

A Biofiltração ou Fitorremediação já é uma prática bastante conhecida. Apesar disso, não há nada novo em termos de comprovação científica sobre o assunto. Assim, os cientistas fizeram experimentos para determinar a eficiência e capacidade de biofiltração de cinco tipos diferentes de plantas de interior: a planta do jade (Crassula ovata) uma suculenta, Clorofito (Chlorophytum comosum), bromélia, Dracaena e um tipo de cactos. Cada planta foi colocada em uma câmara isolada do ar com concentrações específicas de vários tipos de compostos orgânicos voláteis. Ao medir a qualidade do ar ao longo do tempo, os pesquisadores foram capazes de ver qual das plantas foram capazes de purificar o ar.

Essas são as plantas que você precisa ter dentro da sua casa!
Essas são as plantas que você precisa ter dentro da sua casa!

Bromélia: Ganhou cinco estrelas (*****). Conseguiu limpar 80% de seis dos oito poluentes testados.

Draceana: Ganhou quatro estrelas (****). Limpou 94% da acetona química, usada como removedor de esmaltes.

Clorofito: Ganhou quatro estrelas (****) pela rapidez em que iniciou o processo. A planta começou a trabalhar alguns minutos depois de ter sido exposta aos poluentes.


As demais plantas não tiveram resultados significativos.

Vale a pena salientar que os estudos ainda não foram publicados porque ainda precisam de mais resultados conclusivos. Mas o que já foi feito, foi apresentado na  National & Exposition of the American Chemical Society (ACS), na Filadélfia.

Site: sciencealert
Imagens: Reprodução/ florisa / wayfair / casa.abril

Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


Bióloga - CRBio/RJ 96514/02-D. Fundadora e administradora do Diário de Biologia. Possui graduação em Licenciatura e Bacharelado em Ciências Biológicas. Doutorado (2013) e Mestrado (2009) em Zoologia pelo Museu Nacional/UFRJ, especialista em insetos, autora do livro "O Mundo Secreto dos Insetos" - Cortez Editora. Experiência com palestras nacionais e internacionais. É autora ou coautora de artigos científicos publicados em revistas científicas, livros e capítulos de livro, e comunicações em eventos nacionais e internacionais. Colaboradora em revistas de divulgação científica para crianças (Ciência Hoje Para Crianças e Revista Recreio). Interessada em cultivo de plantas carnívoras. Atualmente mora na França, mas seu coração é brasileiro. Instagram: @karlla_diariodebiologia.