“Fui diagnosticada com Dermatite atópica”. Veja o que é essa doença e o que você precisa fazer para conviver bem com ela

4341

A dermatite atópica é uma doença inflamatória crônica, ou seja, que persiste por períodos superiores há três meses e não se resolvem num curto espaço de tempo.

Ela causa inflamações na pele, geralmente causando lesões avermelhadas que coçam e que descamam.

Sua causa exata ainda é desconhecida, porém, existem evidências de que a dermatite atópica afeta indivíduos com histórico familiar de atopias como a asma, rinite alérgica e bronquite, por exemplo, e claro também a própria dermatite.

Crianças que tem um dos pais com as condições citadas (asma, rinite alérgica, dermatite atópica), têm aproximadamente 25% de chance de apresentar alguma forma de doença. Se os dois apresentarem, pai e mãe, a chance sobe para 50%.

É importante ressaltar que a dermatite atópica não é uma doença contagiosa, e sim hereditária, ou seja, herdada de um dos pais. Por isso, geralmente se inicia no primeiro ano de vida (na maioria dos casos), e cerca de 60% das crianças apresentam redução ou até desaparecimento das lesões antes da adolescência. Nas crianças, as lesões se localizam geralmente na face, tronco e partes mais externas. Já nas crianças maiores e adultos, no cotovelo, pescoço e atrás do joelho no geral. Em casos mais graves, pode acometer uma boa parte da superfície corporal.

Alguns fatores podem desencadear uma crise. Entre eles estão: poeira, produtos de limpeza, conservantes, tecidos de lã e sintéticos, produtos para lavagem das roupas, frio intenso, calor, transpiração, estresse emocional, infecções, ambientes secos, pele seca e alguns tipos de alimentos.

 

O diagnóstico é clínico e feito pelo médico, através do exame da pele ou durante uma consulta de rotina, levando em conta a coceira, o local das lesões, o histórico familiar e a associação com outras atopias.


O tratamento se inicia com cuidados com a pele, que geralmente, é seca. É importante tomar banhos rápidos e não muito quentes. Utilizar pouco sabonete e fazer o uso de cremes hidratantes (preferencialmente os neutros). O tratamento medicamentoso é no geral realizado á base de medicamentos anti-histamínicos, tomados por via oral e que podem ajudar bastante a diminuir a coceira. Os tratamentos tópicos também são amplamente utilizados, como cremes ou pomadas de cortisona ou esteroide. Cremes antibióticos só são utilizados em casos de infecção.

O mais importante mesmo é realizar visitas periódicas ao médico especialista, se medicar somente com receituário, hidratar bem a pele e fazer tratamento como indicado.

EUCERIN-INT-SC-atopic-dermatitis-body-flare-up-02


Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos.