Mulher tem doença rara que cristaliza a lágrima!


Há quase 20 anos uma moradora de São Paulo sofre com um mal que tem intrigado a medicina. Toda vez que seus olhos ficam inflamados suas lágrimas se cristalizam e em poucos minutos surge uma membrana branca resistente e elástica na cavidade interna do olho. Até hoje nenhum médico conseguiu descobrir o motivo deste fenômeno. Não existem relatos de outros casos na medicina.

 O oftalmologista que tem cuidado do caso acredita que a formação das placas acontece devido a uma infecção causada pela bactéria Staphylococcus aureus. Esta bactéria é comum na pele dos seres humanos, provavelmente ela faz com que as lágrimas desta paciente se cristalizem e as “membranas” se formem. Possivelmente, a lágrima da paciente não possui a defesa natural contra a bactéria o que resulta neste fenômeno. Os médicos conseguiram isolar a bactéria com um colírio especial em um dos olhos e tem obtido sucesso no tratamento.

 Na última internação, a paciente expeliu um total de 30 membranas em um único dia. Além de ser incômodo e assustador, o fenômeno é dolorido e agonizante. Felizmente, segundo os oftalmologistas, a membrana fica acondicionada em uma espécie de bolsa que existe abaixo do olho e a saída causa apenas uma irritação, mas não chega a agredir o globo ocular. A composição da membrana ainda é um mistério. Na água destilada ela se desfaz e some e no álcool se torna resistente, elástica e praticamente inquebrável.

002


001

Em detalhe, uma das membranas retiradas dos olhos  da paciente.

Fonte: UOL Saúde


Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


Bióloga - CRBio/RJ 96514/02-D. Fundadora e administradora do Diário de Biologia. Possui graduação em Licenciatura e Bacharelado em Ciências Biológicas. Doutorado (2013) e Mestrado (2009) em Zoologia pelo Museu Nacional/UFRJ, especialista em insetos, autora do livro "O Mundo Secreto dos Insetos" - Cortez Editora. Experiência com palestras nacionais e internacionais. É autora ou coautora de artigos científicos publicados em revistas científicas, livros e capítulos de livro, e comunicações em eventos nacionais e internacionais. Colaboradora em revistas de divulgação científica para crianças (Ciência Hoje Para Crianças e Revista Recreio). Interessada em cultivo de plantas carnívoras. Atualmente mora na França, mas seu coração é brasileiro. Instagram: @karlla_diariodebiologia.