Por que quando suspiramos nos sentimos bem?


Qual a razão biológica do suspiro? Sempre foi uma dúvida para mim. Aproveito para parabenizá-la pelo excelente trabalho aqui no Blog. Rafael Veiga/SP

A minha pergunta é: por que os cães suspiram? Às vezes vejo meu cão deitado, parecendo entediado, e ele suspira. Fico imaginando se isso se deve a aspectos puramente respiratórios ou se existe relação com fatores psicológicos. Mariana

Rafael e Mariana, a razão para o suspiro dos seres humanos e dos outros mamíferos (como os cães) é a mesma. O suspiro serve para recuperar os padrões respiratórios e manter nosso sistema respiratório flexível. Ou seja, após um suspiro nossa a dinâmica respiratória é alterada causando uma sensação de alívio.

A respiração dos mamíferos é definida por um volume específico, ou seja, a quantidade de ar que se respira dentro e para fora, e o tempo que leva para inspirar e expirar. Estas características variam: a partir de um momento para o outro quando respiramos mais devagar, mais rápido, mais profundo ou não! Quando respiração está no mesmo ritmo por muito tempo, os pulmões se tornam menos eficientes na troca gasosa. Portanto, nesses momentos de estresse, quando a respiração é pouco variável, um suspiro pode redefinir o sistema respiratório, soltando os sacos de ar do pulmão (alvéolos), resultando numa sensação de alívio.

19-nos-proximos-meses-respire-tranquilo-1
Com um suspiro a pessoa mantém os alvéolos abertos e consegue uma melhor troca de oxigênio.

Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


Bióloga - CRBio/RJ 96514/02-D. Fundadora e administradora do Diário de Biologia. Possui graduação em Licenciatura e Bacharelado em Ciências Biológicas. Doutorado (2013) e Mestrado (2009) em Zoologia pelo Museu Nacional/UFRJ, especialista em insetos, autora do livro "O Mundo Secreto dos Insetos" - Cortez Editora. Experiência com palestras nacionais e internacionais. É autora ou coautora de artigos científicos publicados em revistas científicas, livros e capítulos de livro, e comunicações em eventos nacionais e internacionais. Colaboradora em revistas de divulgação científica para crianças (Ciência Hoje Para Crianças e Revista Recreio). Interessada em cultivo de plantas carnívoras. Atualmente mora na França, mas seu coração é brasileiro. Instagram: @karlla_diariodebiologia.