Curiosidades

8 verdades que os historiadores contam sobre os costumes da antiguidade que, realmente, não dá para acreditar. Tem imagens!

8 verdades que os historiadores contam sobre os costumes da antiguidade que, realmente, não dá para acreditar. Tem imagens!
5 (100%) 1 vote

Nos tempos da antiga Inglaterra, conhecido como Era Tudor, que vai de 1485 a 1603, higiene e alimentação não eram exatamente um modelo de saudável. Comia-se muitas carnes e pães, mas as frutas e legumes eram de certa forma dispensada pelos nobres. Aliás, os costumes, principalmente dos nobres ingleses eram bastante duvidosos.

Eles tinham costumes, que hoje, para nós, soam como nojentos e estranhos. Seguem alguns destes comportamentos.


1- Casamento aos 12 anos

Aos 12 anos, as meninas já eram consideradas prontas para casar e geralmente, os casamentos já eram arranjados bem antes disso. No entanto, as meninas ainda viviam com os pais até 15-16 anos, quando o casal poderia consumar a união fazendo sexo e podendo viver juntos. Geralmente, essa data era definida com base na menstruação da mocinha. Como a taxa de mortalidade na época era alta (pelo menos 40% das crianças morriam até a adolescência), muitas vezes os casamentos aconteciam e um dos dois morriam sem tê-lo consumado. Já os meninos podiam se casar aos 14 anos.

2- Dentes pretos

Estranhamente, nessa época era chique ter dentes escuros e a razão é absurda. Todos sabiam que o açúcar causava escurecimento dos dentes (provavelmente seriam cáries) e como esse item era absurdamente caro, as pessoas coloriam os dentes de preto afim de simular sua ingestão e se passarem por pessoas ricas capazes de comprar muito açúcar.

4- Sangria

Nesses tempos, os médicos achavam que a maioria das doenças eram causadas por excesso de sangue no corpo, ou por sangue intoxicado. Então, eram feitas as sangrias. Tratava-se de um procedimento, na qual o médico fazia um corte no braço e deixava o sangue jorrar até que a pessoa se sentisse um pouco fraca. Depois ele fazia um curativo. Era uma prática extremamente comum.

5- Crianças bebiam cerveja no lugar de água

Inacreditável, mas nesta época, as pessoas bebiam principalmente vinho e cerveja, geralmente diluídos em água, mas raramente bebiam água pura. Água limpa era difícil de ser encontrada, especialmente nas cidades onde o abastecimento era contaminado com o esgoto. Considerava-se que a cerveja era mais segura do que a água, sendo bebidas até mesmo no café da manhã por idosos e crianças. Obviamente, a cerveja das crianças era mais fraca e era conhecida por ‘pequena cerveja’, e era feita de ervas fermentadas ou cidra.

6- Faziam cocô juntas ao mesmo tempo

Pois é, na “Era Tudor” haviam os chamados “privies”. Na verdade, era um conjunto de privadas, geralmente 6 ou 8, para que várias pessoas pudessem ir ao banheiro de uma só vez. Para se limpar, usavam uma madeirinha com um pano preso na ponta (como um cotonete) que era lavada e usada pelo próximo. Super higiênico, não é?

7- Banhos raros e muito perfume

Eles achavam a água insalubre. Pensavam que se banhar com ela poderia causar muitas doenças, então, usavam apenas perfumes, que encobriam o mau cheiro. Os banhos eram bem raros, aconteciam entre os ricos umas 6 vezes ao ano, quando ficavam mergulhados em uma banheira de madeira com algumas folhas de ervas cheirosas. Dizem que era vapt-vupt, eles acreditavam que poderiam ficar doentes se demorassem muito tempo na água.

8- Areia para lavar vasilhas

Na cozinha as coisas eram difíceis, já que, na época, não era de costume usar sabão nesta atividade. Então, as serviçais e donas de casa, utilizavam areia para tirar o excesso de comida das vasilhas. Elas umidificavam a areia e esfregavam com as mãos, tirando toda a sujeira aparente. Assim, todos utensílios de cozinha eram bastante engordurados, apesar de parecerem impecáveis nas imagens registradas da época.

Bônus: Coisas legais que faziam

Escovavam os dentes todos os dias. Sim, era com uma mistura conhecida como “’pó de dente”, claro, regalia dos ricos, apenas. Consistia de uma mistura de conchas de caracol e ossos de peixes moídos finamente e misturados a âmbar e almíscar. Não tinham escova, então, faziam isso com o dedo.

Lavavam as mãos antes das refeições. Do lado da mesa de jantar, havia uma mesinha com uma bacia contendo água e folhas de rosas. Ali todos lavavam suas mãos antes de comer.

tudorbrasil / boullan

Novidades

Topo