Mulher

9 nojeiras que as pessoas faziam no século 18 que você não vai acreditar mesmo!



As histórias de higiene e saúde dos séculos 18 e 19 são sem dúvida um dos assuntos mais acessados no dite. Realmente, poder imaginar como eram os métodos anticoncepcionais e como as mulheres se cuidavam durante a menstruação deixa muitas meninas assustadas. Mas de fato, são as cirurgias da época e os tratamentos de saúde que deixam a maioria das pessoas agradecendo por terem vindo ao mundo no século 20 e 21. Segue uma lista que vai te deixar bem assustado.

1- Banho raro e com roupa

Se hoje valorizamos muito nosso banho de cada dia, no século 18 muitas pessoas passavam do berço ao túmulo sem nunca ter tomado um banho decente. Nesta época, muitas pessoas acreditavam que o banho era insalubre e que a imersão na água, especialmente a água quente, traria doença ao corpo. Mesmo quando decidiam tomar banho, isso era feito sem tirar as roupas, um hábito que permaneceu até o final do século.


2- Lavagem das partes íntimas

Mulheres que viviam antes século 20 não eram recomendadas a lavar suas partes íntimas, pois naquela época se acreditava que esta prática poderia lhes deixar estéreis. A maioria das mulheres faziam a higiene das partes íntimas com pano úmido, de vez em quando.  Depois, mais no final deste período, sugiram as cadeiras de lavagem íntima, em que as mulheres sentavam e jogavam água na genitália, mas era proibido usar sabão, obviamente.

3- Desodorante

O desodorante não foi inventado até a década de 1880, então a maioria das pessoas achavam normal serem fedidas o tempo todo. Os ricos tentariam esconder o mau cheiro usando vidros e vidros de perfume, mas, como sabemos isso não funciona! Somente em 1888 o primeiro desodorante foi produzido comercialmente, e as pessoas começaram a usufruir desta melhoria.

4- Depilação

Bem, as mulheres não aparavam e tampouco depilavam os pelos do corpo. A remoção dos pelos das axilas, genitais e pernas só surgiram na década de 1920. Mesmo assim, nos anos 20 e 30, a depilação era apenas feita nas pernas, enquanto a zona púbica não era delineada, nem tão pouco as axilas.

5- Por baixo dos penteados perfeitos

Os penteados desta época eram muito difíceis de fazer: o cabelo era empilhado por um cabeleireiro, e eles chegavam a usar suportes para fazer isso. Esses penteados duravam semanas ou até meses. A cabeleira das pessoas, eram literalmente viveiros de bichos, como insetos, carrapatos e sabe-se mais o que. As pessoas tinham muitos piolhos e quando a situação ficava preta, eles esfregavam alho no couro cabeludo e isso piorava o mau cheiro.

6- Sanitários

Isso era complicado. Não havia qualquer saneamento básico, e os vasos sanitários e fossas não existiam. Quando o “chamado da natureza” acontecia, as pessoas se aliviavam em penicos e as necessidades eram, muitas vezes, jogadas pela janela. Era algo comum que as casas cheirassem a fezes e urina. Depois surgiram os banheiros coletivos ao ar livre, e mais tarde no final dos anos 1880, começaram as construções de “casinhas” no fundo do quintal, que consistia de uma fossa onde a pessoa se agachava para defecar e urinar.

7- Papel Higiênico

O papel higiênico só foi criado no final do século 19. Antes disso, a higiene era feita com o que tinha disponível ao alcance das mãos ou a própria mão. Os ricos podiam usar pedaços de tecido feito de linho limpos que eram depois lavados pelos serviçais, enquanto os pobres usavam (além da mão) ​​trapos velhos, musgo e folhas, que eram jogados ali mesmo!

8- Menstruação

 No século 18, as mulheres tinham poucas opções quando o sangramento da menstruação chegava. Algumas usavam um pedaço de tecido que seria lavado e reutilizado várias vezes, enquanto outras simplesmente deixavam a gravidade agir e se lavavam na hora do banho, se tivesse banho. Durante toda a Idade Média uma opção eram esses panos, feitos de qualquer resto de tecido, o que sempre resultava em coceiras, assaduras, corrimentos íntimos e irritações no corpo. Isso porque, as toalhinhas eram lavadas água já usada em outra atividade e sem sabão.

9- Escovar os dentes

A higiene da boca no século 18 não ia além de tirar os excessos de comida com a unha ou o dedo. Os mais “limpinhos” limpavam os dentes e gengiva com um pano embebido em água ou bochechavam. Alguns estilos de pasta abrasiva já haviam sido criados séculos antes, mas a fórmula mais moderna, com bicarbonato de sódio e água oxigenada e flúor, só surgiu mesmo a partir do final do século 19.

Fonte: listverse  Imagens:

Novidades

Topo
error: Sinto muito! Conteúdo protegido.