Comportamento

“Está estressado? Vai para o mato! ” Estudo diz que cheirinho de natureza ativa o sistema imunológico e previne estresse e câncer





Cientistas da escola de medicina Nippon, em Tóquio, analisaram o efeito terapêutico dos aromas das árvores e este estudo pode dar origem a um novo tratamento alternativo utilizando a aromaterapia. A ideia é que os cheiros da natureza, vindos óleos essenciais das árvores, possam diminuir dramaticamente a pressão do corpo humano e ainda estimular moléculas que combatem doenças diversas como o câncer.

Para estudar o efeito dos cheiros exalados pela floresta sobre o sistema imunológico humano, eles investigaram substâncias chamadas fitonetos (óleos essenciais de madeira) e quais seriam sua ação sobre a atividade das células Natural Killer (NK). Os fitonetos aumentaram consideravelmente a atividade citotóxica das células NK (do sistema imunológico) aumentando assim, sua capacidade de destruir não só invasores externos no organismo, como também impedir a multiplicação de células cancerosas.


Segundo o estudo, assim que os odores da floresta penetram o nosso organismo, os níveis de estresse e irritação diminuem-se prontamente. A exposição mais demorada e intensa ao cheiro do verde pode reduzir a pressão arterial e fortalecer a imunidade dos corpos. A ação inspirou os finlandeses, que criaram o Finnish Forest Research Institute, centro de referência que também estuda os fins terapêuticos dos cheiros das árvores.

Embora os cientistas ainda não tenham concluído as pesquisas sobre os efeitos dos que sentimos nas florestas, já foi comprovado que olhar para fotografias com temas relacionados ao meio ambiente relaxa o cérebro da mesma maneira que se o indivíduo estivesse no local fotografado.

Que tal marcar aquela caminhada com a galera para o próximo final de semana?

Fontes: ciclovivo / hypeness
Artigo: Li Q et. al
Imagens: Reprodução/senderocircular /
Comentários

Novidades

Topo