Animais

É réveillon e meu cão tem pavor de fogos de artifício! E agora?

O que é motivo de alegria para uns, pode ser razão de verdadeiro pânico para outros. Quem cria cães mesmo, sabe do pavor que esses animais costumam ter do barulho dos fogos de artifício. E nessa época do ano, o que se vê nas redes sociais é uma enxurrada de “memes” de amantes de animais tentando convencer os demais a evitar essa prática. Mas, enquanto ela não cessa (se é que vai cessar um dia), o que podemos fazer para erradicar, ou no mínimo reduzir, o sofrimento de nossos amigos de quatro patas?

Primeiramente, precisa se levar em conta a natureza desses animais. Quando ainda não domesticados, eles viviam em matilhas, com uma hierarquia em vigor. Isso faz com que cães tenham uma noção exata do que é liderança, o que implica em seguir o chefe, independente do que sintam. Vivendo com humanos, seu cão vê VOCÊ como o líder, o que significa que ele é diretamente influenciado pelo comportamento do seu dono.  Assim, se pouco antes dos fogos você mesmo fica apreensivo por receio da reação de seu animal, por favor, apenas PARE! Se um líder sente medo, que dirá dos liderados, não é mesmo?


Dessa forma, quando os fogos começarem, demonstre segurança. O conselho dos veterinários é: não mime o seu cão! Não o ponha no colo. Não faça carinho. O cão interpreta essas atitudes como proteção diante de uma ameaça, o que acaba por reforçar o medo ao invés de inibi-lo. Se quiser, ligue algo que torne o barulho dos fogos menos audível, como música alta ou televisão. Mas, atenção: se ainda assim, o seu cão procurar um local para esconder-se, não impeça.  Assim como um ser humano, ele pode ficar com ainda mais medo e até reagir agressivamente quando forçado a qualquer coisa numa situação de estresse extremo.

como-acalmar-o-cao-em-meio-a-fogos-de-artificio

Em alguns poucos casos de crises severas de pânico (como cães que chegam a machucar-se durante o episódio, por exemplo), pode haver a necessidade de alguma medicação que o tranquilize. Mas antes de tirar qualquer conclusão e correr para o veterinário, lembre-se:  você mesmo não tem medo dos fogos porque já associou isso a festa e alegria. Tente transmitir isso ao seu cão. Passe a colocar áudios ou vídeos que reproduzam esses sons, inicialmente em volume baixo, ao mesmo tempo em que dá a ele um petisco, um brinquedo, ou mesmo um carinho. Vá aumentando o volume na medida em que ele suportar, sempre repetindo o estímulo.  Isso pode fazer com que, assim como você, seu cão associe o barulho dos fogos a algo agradável,  e todos, animais e humanos, tenham, de fato, um FELIZ ano novo.

Fontes: tudosobrecachorros/equipeveterinariafv2010  imagens: protaldodog/clubeparacachorros

Acesse nosso novo site! data-recalc-dims=

Comentários

Novidades

Topo