Anomalias e doenças

5 coisas para nunca dizer a uma pessoa com a Doença de Alzheimer

O Alzheimer é uma doença neuro-degenerativa que provoca o declínio das funções intelectuais, reduzindo as capacidades de trabalho e relação social e interferindo no comportamento e na personalidade. De início, o paciente começa a perder sua memória mais recente. Pode até lembrar com precisão acontecimentos de anos atrás, mas esquecer que acabou de realizar uma refeição. Com a evolução do quadro, o alzheimer causa grande impacto no cotidiano da pessoa e afeta a capacidade de aprendizado, atenção, orientação, compreensão e linguagem. A pessoa fica cada vez mais dependente da ajuda dos outros, até mesmo para rotinas básicas, como a higiene pessoal e a alimentação.

1- Não lhes diga que eles estão errados sobre algo

O paciente de alzheimer  perde facilmente o humor, para que  eles mantenham seu humor mais estável e se sintam bem, é melhor não contradizê-los ou corrigi-los. Agir assim só irá piorar as coisas. Se eles estiverem em um momento mais lúcido vamos causar um constrangimento desnecessário e, se não estiverem, eles também poderão se sentir mal pois perceberão a confusão e o desentendimento, e também ficarão constrangidos e/ou nervosos.

2- Não discuta

Nunca é uma boa ideia discutir com uma pessoa que sofre de demência. Primeiro de tudo, você não pode ganhar. E segundo, as duas pessoas ficarão irritadas, você e o doente. A melhor coisa a fazer é simplesmente mudar de assunto, de preferência para algo agradável que prenda imediatamente a sua atenção. Dessa forma, a pessoa provavelmente se esquecerá do desacordo e o dia ficará mais leve para todos.

tratamento-para-alzheimer

3- Não pergunte se a pessoa se lembra de algo específico

Ao falar com uma pessoa que tem a doença de Alzheimer, é tão tentador perguntar se elas se lembram de alguma pessoa ou evento: “O que você almoçou?” “O que você fez hoje de manhã?”, “Este é David. Lembra-se dele?”,Você se lembra que comemos doces a última vez que estive aqui?”. É claro que eles não se lembram. Caso contrário, eles não teriam o diagnóstico de demência. Isso pode constrangê-los ou frustrá-los. É melhor dizer: “Eu me lembro que comemos doces a última vez que estive aqui. Foi delicioso.” Ou seja, faça da sua pergunta um comentário.

4- Não lembre a pessoa que um ente querido dela está morto

Não é incomum que as pessoas com demência acreditem que seu cônjuge falecido, pai ou outro ente querido ainda esteja vivo. Eles podem ficar confusos ou se sentirem mal porque essas pessoas não vêm visitá-los. Se você os informar de que a pessoa está morta, eles podem não acreditar e ficarem muito nervosos e confusos. Além do mais, eles estão tão propensos a esquecer tão cedo o que você disse e voltar a acreditar que sua amada ainda está viva que todo o desgaste se torna um sofrimento desnecessário. Uma exceção a esta orientação é se eles perguntarem se a pessoa morreu. Nesse caso é aconselhável dar-lhes uma resposta honesta, mesmo que eles se esqueçam depois.

5- Não aborde temas que possam perturbá-los

Não há nenhuma razão para trazer temas que você sabe que podem perturbar o seu ente querido.

Fonte: contioutra    Imagens: Reprodução/omasculino/ saudecuriosa
Comentários

Novidades

Topo