Anomalias e doenças

“Fui diagnosticada com Dermatite atópica”. Veja o que é essa doença e o que você precisa fazer para conviver bem com ela





“Gostaria de obter mais informações sobre Dermatite atópica, causas, cura, etc., pois fui diagnosticada com dermatite atópica, mas não entendi muito bem como funciona e nem suas causas. Minha pele esta muito ressecada e manchada por causa das feridas.” (Beatriz pereira)

Oi Beatriz. A dermatite atópica é uma doença inflamatória crônica, ou seja, que persiste por períodos superiores há três meses e não se resolvem num curto espaço de tempo. Ela causa inflamações na pele, geralmente causando lesões avermelhadas que coçam e que descamam. Sua causa exata ainda é desconhecida, porém, existem evidências de que a dermatite atópica afeta indivíduos com histórico familiar de atopias como a asma, rinite alérgica e bronquite, por exemplo, e claro também a própria dermatite. Crianças que tem um dos pais com as condições citadas (asma, rinite alérgica, dermatite atópica), têm aproximadamente 25% de chance de apresentar alguma forma de doença. Se os dois apresentarem, pai e mãe, a chance sobe para 50%.


É importante ressaltar que a dermatite atópica não é uma doença contagiosa, e sim hereditária, ou seja, herdada de um dos pais. Por isso, geralmente se inicia no primeiro ano de vida (na maioria dos casos), e cerca de 60% das crianças apresentam redução ou até desaparecimento das lesões antes da adolescência. Nas crianças, as lesões se localizam geralmente na face, tronco e partes mais externas. Já nas crianças maiores e adultos, no cotovelo, pescoço e atrás do joelho no geral. Em casos mais graves, pode acometer uma boa parte da superfície corporal.

Alguns fatores podem desencadear uma crise. Entre eles estão: poeira, produtos de limpeza, conservantes, tecidos de lã e sintéticos, produtos para lavagem das roupas, frio intenso, calor, transpiração, estresse emocional, infecções, ambientes secos, pele seca e alguns tipos de alimentos.

dermatite-atopica-rosto-2

O diagnóstico é clínico e feito pelo médico, através do exame da pele ou durante uma consulta de rotina, levando em conta a coceira, o local das lesões, o histórico familiar e a associação com outras atopias.

O tratamento se inicia com cuidados com a pele, que geralmente, é seca. É importante tomar banhos rápidos e não muito quentes. Utilizar pouco sabonete e fazer o uso de cremes hidratantes (preferencialmente os neutros). O tratamento medicamentoso é no geral realizado á base de medicamentos anti-histamínicos, tomados por via oral e que podem ajudar bastante a diminuir a coceira. Os tratamentos tópicos também são amplamente utilizados, como cremes ou pomadas de cortisona ou esteroide. Cremes antibióticos só são utilizados em casos de infecção.

O mais importante mesmo é realizar visitas periódicas ao médico especialista, se medicar somente com receituário, hidratar bem a pele e fazer tratamento como indicado.

EUCERIN-INT-SC-atopic-dermatitis-body-flare-up-02

Fontes: minhavida/drauziovarella/sbdmg/aada   Imagens: pediatriadescomplicada/eucerim
Comentários

Novidades

Topo