Curiosidades

Cientistas criam sabonete cheio de bactérias vivas. Entenda porque isso pode ser bom para você

Cientistas criam sabonete cheio de bactérias vivas. Entenda porque isso pode ser bom para você
Esse texto foi útil para você?

Atualmente a indústria da higiene promete eliminar todas as bactérias e vírus do organismo, seja por medicamentos, ou através de sabonetes e loções. Um engenheiro químico do MIT, David Whitlockcriou o primeiro produto cosmético baseado em bactérias vivas. A empresa sugere o uso desse produto recheado  de bactérias para diminuir a dependência de sabonetes e outros produtos similares. A ideia surgiu a partir da observação de que animais, como cavalos e cachorros gostam de se esfregar na terra e na lama.

Muitas empresas do setor utilizam as bactérias para causar benefícios a pele, mas a maioria dos produtos dessa empresa inovadora contém substâncias que matam esses organismos. E acredite: as compras estão cada vez maiores!


A base do produto é constituída por bactérias oxidantes de amônia (conhecidos como AOB, em inglês), que transformam a amônia e a ureia do suor, em nitrito e óxido nítrico. Essas substâncias combatem a maioria das bactérias consideradas “ruins” da pele e têm propriedades anti-inflamatórias. A empresa garante que essas bactérias não são prejudiciais ao organismo, mesmo se forem ingeridas.

O próprio engenheiro Whitlock provou o seu novo produto e garante: funciona. Ele decidiu trocar o banho convencional com sabonetes comuns, que segundo ele, matam as bactérias benéficas da nossa pele e há 12 anos sua pele parece perfeita e até mesmo com um odor agradável.

E então, você será o próximo a testar?

antibacterial_soap_2013

Fonte: jornalciencia/ nytimes       Imagens: nytimes/nml

Comentários

Novidades

Topo