Curiosidades

Cientistas criam sabonete cheio de bactérias vivas. Entenda porque isso pode ser bom para você

Atualmente a indústria da higiene promete eliminar todas as bactérias e vírus do organismo, seja por medicamentos, ou através de sabonetes e loções. Um engenheiro químico do MIT, David Whitlockcriou o primeiro produto cosmético baseado em bactérias vivas. A empresa sugere o uso desse produto recheado  de bactérias para diminuir a dependência de sabonetes e outros produtos similares. A ideia surgiu a partir da observação de que animais, como cavalos e cachorros gostam de se esfregar na terra e na lama.

Muitas empresas do setor utilizam as bactérias para causar benefícios a pele, mas a maioria dos produtos dessa empresa inovadora contém substâncias que matam esses organismos. E acredite: as compras estão cada vez maiores!




A base do produto é constituída por bactérias oxidantes de amônia (conhecidos como AOB, em inglês), que transformam a amônia e a ureia do suor, em nitrito e óxido nítrico. Essas substâncias combatem a maioria das bactérias consideradas “ruins” da pele e têm propriedades anti-inflamatórias. A empresa garante que essas bactérias não são prejudiciais ao organismo, mesmo se forem ingeridas.

O próprio engenheiro Whitlock provou o seu novo produto e garante: funciona. Ele decidiu trocar o banho convencional com sabonetes comuns, que segundo ele, matam as bactérias benéficas da nossa pele e há 12 anos sua pele parece perfeita e até mesmo com um odor agradável.



E então, você será o próximo a testar?

antibacterial_soap_2013



Fonte: jornalciencia/ nytimes       Imagens: nytimes/nml

Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo