Estudos e pesquisas

Biólogos brasileiros descobrem nova espécie de planta carnívora através de fotos no Facebook





Quase todas as pessoas que tem acesso a internet conhecem o Facebook. Esta rede social difundida mundialmente é muito versátil, podendo ser usadas como passa tempo, como meio de comunicação, como meio de trabalho e como fonte de conhecimento. Mas um fato interessante é que ele também serviu para que Paullo Gonella e Fernando Rivadavia descobrissem uma nova espécie de planta carnívora.

Paullo, que estuda plantas em seu Doutorado pela USP, estava em seu Facebook quando viu uma foto que lhe chamou a atenção, uma planta que ele ainda não conhecia. A foto foi tirada pelo orquidófilo Reginaldo Vasconcelos no estado de Minas Gerais quando ele estava caminhando em montanhas próximas a Governador Valadares. Após ver a foto o pesquisador logo organizou uma expedição para estudar a planta, em 2013.


A nova espécie, denominada por Drosera Magnifica, pertence à família Droseraceae. Ela cresce em regiões montanhosas em que os solos são pobres em nutrientes, principalmente fósforo e nitrogênio, portanto ela “come” insetos para complementar sua “dieta”. O processo de captura da nova planta se parece com outros já estudados. Ela possuem folhas e tricomas que funcionam como tentáculos que se move para capturar a presa, aprisionando- as com suas substâncias pegajosas, os insetos então vão sendo digerido lentamente.

A descoberta foi publicada em um importante periódico internacional “Phytotaxa” por um grupo de botânicos brasileiros, americanos e alemães. Os gêneros dessa espécie é popularmente conhecidos como “orvalinhas” pois as células especializas em produzir as substâncias que aprisionam os insetos se parecem com orvalhos nas folhas.

Capturar

A planta mal foi descoberta e já está ameaçada de extinção. Em 2014 os pesquisadores fizeram uma busca na região e não encontraram outras da espécie. Isso porque além dela ser uma espécie endêmica, que se desenvolve em áreas restritas, ela está localizada em uma região no qual sofreu bastante com o desmatamento e não possui nenhum tipo de proteção ambiental.

Outro fato bastante curioso é que a planta não é pequena e mesmo assim até 2013 não tinha sido estudada. Ela tem 1,5m de comprimento e suas folhas podem atingir até 24 cm sendo a maior do gênero Drosera na américa e a terceira maior do mundo.

planta-carnivora-facebook

Fontes: mnn/uol
Imagens: telegraph/uol
Comentários

Novidades

Topo