Curiosidades

7 motivos para você parar de usar sabonetes antibacterianos agora mesmo!

Os sabonetes antibacterianos, o qual foi originalmente usada estritamente em ambientes hospitalares, foi adotada por fabricantes de sabonetes e chegaram nas prateleiras de farmácias, lojas, supermercados da década de 1990. A promessa é matar 99% das bactérias quando é utilizado. Com isso, O sabonete antibacteriano (ou bactericida) é aquele que segundo sua embalagem elimina com efetividade todos os germes e bactérias. Por esse motivo, a maioria das pessoas, na hora das compras, opta por esse produto ao invés de um comum.

O sabão antibacteriano deve seus riscos para saúde a um produto químico chamado triclosan, que foi originalmente usado como um agente de esterilização em hospitais. É o ingrediente ativo em aproximadamente 75% dos sabonetes líquidos e 30% das barras de sabonetes antibacterianas. O triclosan é um efetivo agente antisséptico, capaz de inibir o crescimento de bactérias e fungos quando utilizado em pequenas quantidades. Mas se os níveis desse produto químico são altos, ele provoca também a morte de outros organismos que encontra. Entrando em contato com a pele, elimina todas as bactérias, inclusive aquelas que são benéficas ao nosso organismo. Esse é um dos grandes problemas, afinal diversas dessas bactérias são necessárias para o bom funcionamento do nosso corpo.


Um estudo de 2008 mostrou que o triclosan tem a capacidade de penetrar nas camadas mais profundas da pele e entrar na corrente sanguínea. Setenta e cinco por cento dos indivíduos testados tinham triclosan em sua urina!

Sendo assim, o melhor é optar por sabonetes comuns aos invés do bactericidas.  Veja sete motivos para tomar essa decisão:

  1. Desequilíbrios hormonais

Estudos revelaram que o efeito destes produtos sobre os hormônios mostraram que o  triclosan, o principal ingrediente do sabonete bactericidaente em muitos produtos antibacterianos, tem provado ser um disruptor endócrino. O sistema endócrino produz e libera hormônios e outros produtos em sua corrente sanguínea. A ruptura que o triclosan tem sobre os animais afeta os níveis de estrogênio, testosterona e tireoide. Os especialistas acreditam que as mulheres e as crianças são os que estão com maior risco de desequilíbrios hormonais provocados por produtos antibacterianos.

  1. Triclosan é utilizado em pesticidas

O triclosan é encontrado em muitas marcas de creme dental, enxaguante bucal, sabonetes de mão e corpo, bem como produtos para bebês. E o perigo não deve ser ignorado, especialmente desde que o Agência de Proteção Ambiental (EPA) regulamentou o triclosan na utilização de pesticidas. O produto é absorvido através da pele e boca muito mais facilmente do que se pensava inicialmente, e isso faz você se perguntar por que teríamos chance de possíveis riscos à saúde e danos ambientais associados com o produto químico.

  1. As bactérias essenciais para nosso organismo também morrem

Os sabonetes antibacterianos são projetados para matar as bactérias que não são boas para o seu corpo antes que elas atinjam níveis perigosos. Mas esses produtos antibacterianos também matam as bactérias boas – as bactérias que podem ajudar a prevenir que outras bactérias se espalhem e que ajudam a criar uma resistência natural ás bactérias ruins. Matar 99,9% dos germes, algo que muitos fabricantes de produtos antibacterianos usam como seu principal argumento de venda, está iludindo quando alguns desses germes ajudam a fortalecer o sistema imunológico.

Triclosan-Getty

  1. Sabonetes bactericidas não são mais eficientes que sabonetes comuns

Há um grande número de consumidores que assumem que ao usar um sabonete antibacteriano, eles estão se protegendo das doenças, protegendo suas famílias. No entanto, estudos indicam que não há nenhuma evidência de que o triclosan fornece quaisquer benefício adicional para a saúde, em comparação ao sabonete tradicional ou sabonetes naturais.

  1. Aumento de crises alérgicas

Uma das principais razões dos pais usarem produtos antibacterianos é proteger seus filhos. Mas o fato é que os pais podem estar fazendo mais mal do que bem, pois, o triclosan tem sido associado a causa do aumento de alergias em crianças. Como? A exposição reduzida a bactérias pode afetar o desenvolvimento do sistema imunológico das crianças, tornando-os mais suscetíveis a certas alergias. Usar regularmente sabonetes antibacterianos pode de fato fazer o oposto de proteger seus filhos.

  1. Bactérias mais resistentes a antibióticos

Uma recente pesquisa sobre o efeito dos sabonetes antibacterianos têm mostrado algumas conexões alarmantes sobre as novas superbactérias que não podemos nos proteger. Visto que os produtos antibacterianos eliminam todos os germes, mesmo os bons germes, nós não construímos resistência naturalmente à novas bactérias. Isso resulta na possibilidade de novas ameaças a nossa saúde, porque nosso corpo não é capaz de combatê-las. Muitos especialistas acreditam que os produtos antibacterianos abrem a porta para novos tipos de bactérias que surgem e que são resistentes a certos medicamentos, especificamente os antibióticos.

  1. São desreguladores endócrinos

Uma série de estudos descobriram que, em ratos, sapos e outros animais, o triclosan parece interferir com a regulação do hormônio produzido pela tireoide, talvez porque se assemelha quimicamente ao hormônio próximo o suficiente para que ele possa se ligar aos seus receptores locais. Se este for também o caso em humanos,  há preocupações de que poderia levar a problemas como a infertilidade, avanço artificial da puberdade precoce, obesidade e câncer.

lifebuoy
Fontes: naturalnews/institutosalgado/vidasim  Imagens: independent/jornalggn/megacurioso

⚠  ATENÇÃO:  Nosso novo site, especial para mulheres, já está no ar. Acesse Diário Mulher.



Comentários

Novidades

Topo