Você tem medo de palavras grandes?


Quem sofre desse distúrbio tem sérios problemas com o próprio nome da doença, pois é uma palavra gigante. E assim já obriga a pessoa a confrontar seu medo.

Hipopotomonstrosesquipedaliofobia, esse termo inicialmente era usado como forma de brincadeira, tirar ‘sarro’ de alguém, semelhante um trava língua. A medida que foi sendo difundida, ela tornou-se de cunho científico. Sendo assim, quem sofre de hipopotomonstrosesquipedaliofobia tem aversão, ou seja, tem medo incontrolável de palavras muito grande ou complicadas, geralmente tem medo de pronuncia-la incorretamente.

Tendo em vista que isto representa uma possibilidade de que a pessoa fique em desvantagem, seja visto como alguém de cultura inferior ou pouco inteligente diante de amigos, familiares, público de um modo geral. Por vezes, esse medo vem associado à timidez social e medo de ser ridicularizado.

Quanto a etimologia, Hipopotomonstrosesquipedaliofobia é constituída dos seguintes elementos:

Hipopoto vem do grego hippo-potamos, que significa “cavalo do rio” (= “hipopótamo”).

Monstro é a palavra latina para “assustador”.

Sesquipedali é uma forma mutilada do latim sesquipedalis que significa “palavra longa” (literalmente, “um pé e meio de comprimento”).

Fobia significa “medo irracional”.


Linguisticamente falando, o termo correto para “fobia de palavras longas” é megalologofobia (usando-se os prefixos gregos megalo e logos) ou sesquipedalofobia (usando-se o prefixo latino sesquipedalis).

fobia
Quem sofre de hipopotomonstrosesquipedaliofobia tem aversão, ou seja, tem medo incontrolável de palavras muito grande ou complicadas, geralmente tem medo de pronuncia-la incorretamente. Foto: Montagem/diariodebiologia

Fonte: wikipedia

Este texto é de autoria do Biólogo Paulo Alex


Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


Bióloga - CRBio/RJ 96514/02-D. Fundadora e administradora do Diário de Biologia. Possui graduação em Licenciatura e Bacharelado em Ciências Biológicas. Doutorado (2013) e Mestrado (2009) em Zoologia pelo Museu Nacional/UFRJ, especialista em insetos, autora do livro "O Mundo Secreto dos Insetos" - Cortez Editora. Experiência com palestras nacionais e internacionais. É autora ou coautora de artigos científicos publicados em revistas científicas, livros e capítulos de livro, e comunicações em eventos nacionais e internacionais. Colaboradora em revistas de divulgação científica para crianças (Ciência Hoje Para Crianças e Revista Recreio). Interessada em cultivo de plantas carnívoras. Atualmente mora na França, mas seu coração é brasileiro. Instagram: @karlla_diariodebiologia.