Curiosidades

Psiquiatra diz que depressão não é causada pela queda da serotonina e antidepressivos não funcionam

Psiquiatra diz que depressão não é causada pela queda da serotonina e antidepressivos não funcionam
Esse texto foi informativo para você?

Segundo relatório publicado pelo Centro Federal de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), os antidepressivos são a terceira classe de medicamentos mais prescritos para todas as idades e até mesmo a primeira entre os americanos de 18 e 44 anos. Estes dados sugerem que dois terços dos americanos que sofrem de depressão grave são tratados com antidepressivos. Mas agora, um psiquiatra renomado, tem defendido que os antidepressivos usados para aumentar as taxas de serotonina no cérebro são uma grande farsa.

Diretor da unidade psiquiátrica Hergest, no País de Gales, David Healy, acredita que a depressão, a doença do século, não é provocada pela baixa taxa de serotonina conforme a maioria dos psiquiatras afirmam. Ele aludiu que o “sucesso” das drogas antidepressivas como a fluoxetina e a paroxetina, se fundamenta em um “marketing de um mito”. As drogas inibidoras de serotonina sugiram na década de 1980 quando a quantidade de uso de tranquilizantes usados em pacientes depressivos estava atingindo altos níveis. As ISRS (Inibidor seletivo de recaptação de serotonina) passaram a ser usadas com base que iriam restaurar os níveis de serotonina. Mas, segundo o Healy, essa ideia de que um desequilíbrio químico havia se resolvido, caiu por terra, pois, na década de 1990, ninguém sabia se os ISRSs realmente equilibravam os níveis de serotonina.


Para Healy, o surgimento dos ISRSs encurtou a comunicação dos médicos com os pacientes. Os pacientes ditos deprimidos, passaram a ficar animados com a ideia de que o medicamento poderia corrigir uma anomalia, dar uma força moral para superar os medos que alguns podem tem de tomar calmantes, sobretudo quando convencidos de que a ansiedade não é uma franqueza e sim, algo concreto. Em outras palavras, os medicamentos antidepressivos funcionam como um placebo.

Contudo, outros profissionais da área não corroboram as alegações do professor Healy, alegando que ele foi muito pouco convincente na exposição de que os antidepressivos não corrigem os desequilíbrios químicos do cérebro. Eles alertaram que as alegações do professor pode prejudicar o tratamento de pacientes com depressão. Os antidepressivos são extremamente úteis no tratamento da depressão, quando usado em conjunto com o tratamento psicológico e as pessoas não devem interromper seus tratamentos com base nas colocações deste editorial isolado.

prozac-fluoxetina-derrame-size-598

Fonte: dailymail/jornalciencia

Imagens: tribelas/lacospsychelogos

 


Novidades

Topo