Curiosidades

Ótima notícia: Brócolis poderá ajudar na melhora de portadores de autismo

Um novo estudo descobriu que uma substância química presente em brotos de brócolis é capaz de melhorar temporariamente os sintomas de  autismo. O autismo  engloba diferentes síndromes marcadas por perturbações do desenvolvimento neurológico com três características fundamentais e tem como sintomas: a dificuldade de comunicação por deficiência no domínio da linguagem e no uso da imaginação para lidar com jogos simbólicos, dificuldade de socialização e padrão de comportamento restritivo e repetitivo.

As pessoas com autismo apresentam um estresse muito grande em suas células, e estudos anteriores mostraram que existe uma melhora dos sintomas comportamentais quando a pessoa apresenta febre. Como a febre é passageira, a melhora nos sintomas também serão. Os pesquisadores não sabiam o porque isso acontecia, portanto resolveram estudar um composto chamado sulforafano, encontrado nos brotos de brócolis.


Pesquisas anteriores mostraram que o sulforafano ajuda a resposta de choque térmico do corpo, que protege as células, quando está com febre ou outras fontes de altas temperaturas. Sendo os brotos de brócolis grandes precursores de sulforafano, os pesquisadores resolveram testar então se ele teria o mesmo efeito na diminuição dos sintomas de autismo como a febre.

Foram estudados 40 pacientes do sexo masculino, com diferentes tipos de avaliações, durante até 18 semanas. Na última análise os cientistas afirmaram que metade dos pacientes viu grandes melhoras na qualidade de vida, com o uso de brotos de brócolis. Portanto isso é uma evidência preliminar para o tratamento do autismo e até mesmo a correção de problemas celulares que a pessoa possa vir a ter.

brocolis-pode-ajudar-no-combate-ao-cancer-de-pele-diz-pesquisa

Um novo estudo descobriu que uma substância química presente em brotos de brócolis é capaz de melhorar temporariamente os sintomas de autismo. Foto: dicasdemulher

As melhoras variaram de pessoas que conseguiram apertar a mão e olhar outras pessoas nos olhos até alguns que apresentaram hiperatividade e uma melhora na fala. O que comprova que o sulforafano colaborou nisso é o fato de que algumas semanas após o tratamento, os pacientes apresentaram novamente todos os sinais clássicos do autismo. Porém se você é mãe de uma criança com autismo ainda não se deve basear a alimentação de seu filho toda em brócolis. Nem todo mundo é capaz de obter o sulfofarano dos vegetais, e para atingir o nível de sulforafano obtido nesse tratamento teria que ser ingerido o brócolis em quantidades muito grandes. O melhor a fazer é esperar que os estudos levem a produção de um medicamento com o sulforafano sintetizado.

brocolis1

Nem todo mundo é capaz de obter o sulfofarano dos vegetais, e para atingir o nível de sulforafano obtido nesse tratamento teria que ser ingerido o brócolis em quantidades muito grandes. Foto: sendocriança

Fonte: iflscience

 


Novidades

Topo