Animais

Você acredita nestes 5 monstros? Espécies lendárias, mitológicas ou hipotéticas que não temos certeza se existem ou existiram!





Os amantes da Criptozoologia vão adorar este post. Para quem não sabe, a criptozoologia é o estudo de espécies animais lendárias, mitológicas, hipotéticas ou avistadas por poucas pessoas, bem como as ocorrências de animais presumivelmente extintos. Os seres estudados pelas criptozoologia são chamados de crípticos. A criptozoologia (significa algo como “zoologia oculta”)  é considerada pela maioria dos zoólogos como uma pseudociência, no entanto, ele se suporta em cima de animais como o o celacanto, o ornitorrinco e o dragão-de-komodo que já foram considerados fantasias alucinadas, mas que hoje são comprovadamente bichos reais!

1- Macaco-de-loys

macaco-de-loys, tem até um nome científico (não oficial, claro!): Ameranthropoides loysi. A criptozoologia diz que esta foi uma estranha criatura semelhante a um macaco,  morta a tiro em 1917 na fronteira entre a Venezuela e a Colômbia pelo geologista suíço François de Loys. A criatura era muito parecida com os hominídeos: não tinha rabo como um macaco, possuía 32 dentes e media aproximadamente 1,65 m de altura.  Apesar das fotos, a existência deste suposto animal nunca foi realmente comprovada ou aceita pela comunidade científica.


Macaco-de-loys

O criptozoologista Ivan Terrance Sanderson defende que o macaco-de-loys era apenas um macaco-aranha. Foto: Reprodução/ criptozoologia

2- Monstro do lago Ness

monstro do lago Ness, ou simplesmente Nessie, é um criptídico aquático que dizem ter visto no Loch(Lago Ness), nas Terras Altas da Escócia. A sua existência (ou não) permanece provocando diversos debates entre os cépticos e os crentes, e é um dos maiores mistérios da criptozoologia. Quase todos os relatos de aparições do monstro descrevem-no à semelhança de um Plesiossauro, um animal parente dos dinossauros extinto desde o Mesozóico. Os plessiossauros eram répteis aquáticos de grandes dimensões, com um pescoço grande em relação à cabeça, que se arrastavam com a ajuda de enormes membros em forma de barbatana. A semelhança com um animal extinto levou alguns criptozoólogos a defender que o monstro de Loch Ness é um plessiossauro que, de alguma forma, sobreviveu à extinção da sua espécie. Mas, até hoje, diante de tanta tecnologia este suposto animal nunca foi localizado apesar das tentativas de encontra-lo usando os mais modernos equipamentos.

monstro-lago-ness-escultura

Escultura do que seria o Monstro do lago Ness exposto do lado de fora do Museu do Nessie. Foto: Reprodução/ wikipedia

3- Pé-grande

Pé-grande (Bigfoot) é um críptico descrito sendo uma criatura na forma de um grande macaco que vive nas regiões selvagens e remotas dos Estados Unidos e Canadá. Os criptozoologistas acreditam que  seria um animal aparentado do “Iéti tibetano” (o “Abominável Homem das Neves”). A crença da existência deste animal é tão grande, que em 2007 foi organizada uma expedição em busca de provas ou até mesmo do próprio pé-grande e mais uma vez, nada foi encontrado. As pessoas que afirmam o terem vistos o descrevem como um primata bípede muito alto (entre 2 a 4,5 m) com o corpo inteiramente coberto pelos de cor marrom escuro e seu rosto é uma mistura de gorila e ser humano.

pe-grande

Algumas pessoas testemunham que o pé-grande tem um forte odor desagradável. Imagem ilustrativa.  Foto: Reprodução/cryptozoo

4- Chupa-cabra

Chupa-cabra é uma suposta criatura responsável por ataques sistemáticos a animais rurais em regiões da América, como Porto Rico, Flórida, Nicarágua, Chile, México e Brasil. O nome da criatura deve-se à descoberta de várias cabras mortas em Porto Rico com marcas de dentadas no pescoço e o seu sangue completamente drenado (ou sugado). Embora o assunto tenha sido explorado na mídia brasileira, os rumores sobre a existência do misterioso ser foram gradualmente desaparecendo, até que não se fala muito mais nele.

chupacabras_10_olhos_azuis

A texana Phylis Canion diz ter perdido 28 galinhas, todas encontradas sem uma gota de sangue. O animal responsável pelo ataques parecia um cão com olhos azuis, que um dia apareceu morto no seu quintal. Exames de DNA revelaram que ele é, na verdade, um animal híbrido. No caso do chupa-cabra em questão, sua mãe foi um coiote fêmea e seu pai, um lobo mexicano. Foto: Reprodução/assombrado

5- Demônio de Jersey

O Demônio de Jersey é um críptido que, segundo  habita a floresta de Pine Barrens, ao sul de Nova Jersey, EUA. A criatura é descrita como um bípede voador com patas que acabou se tornando parte da cultura pop do local. Existem várias lendas sobre sua origem, a mais conhecida é de que, em 1735, uma senhora de sobrenome Leeds, que tinha 12 filhos, descobriu que estava grávida de seu 13º filho e disse: “Que este seja amaldiçoado!“. Então o bebê teria nascido com cabeça de cavalo, asas de morcego e patas de canguru, teria matado seus pais e depois fugido para a floresta de Pine Barrens.

demonio-de-jersey

Demônio de Jersey é uma daquelas criaturas estudandas pelos criptozoologistas que eles mesmo preferem ignorar. Foto: Reprodução/cryptidz

 Fonte: cryptidz e wikipedia

 

Novidades

Topo