Curiosidades

Mão no tornozelo, nariz na testa e orelha no braço: avanços na medicina chinesa

O chinês Xiao Wei teve sua mão decepada enquanto manuseava uma máquina no seu trabalho. Foram seus colegas de trabalho que recuperaram sua mão dentro da máquina e Xiao foi correndo para o hospital. A lesão era gravíssima, o braço estava sem a mão e ainda estava muito danificado. Os primeiros médicos foram certos de que não seria possível recolocar a mão. Mas Xiao saiu em busca de uma nova chance em outro hospital.

Finalmente a junta médica deu esperanças. Foi necessária uma assepsia muito profunda e um tratamento do braço antes de pensarem em religar a mão. Para manter a mão “viva” com circulação sanguínea, até que o braço estivesse em plenas condições para a religação, os médicos decidiram liga-la ao tornozelo do rapaz. Foi feito um procedimento provisório e somente depois de 30 dias vivendo com a mão presa ao tornozelo Xiao ficou pronto para recebê-la de novo no lugar certo. É claro que ele terá que passar por diversas cirurgias, mas os médicos estão confiantes de que Xiao vai recuperar o pleno uso de sua mão.


Esse tipo de procedimento não é novidade pelo mundo e já acontecem desde a década de 70. Recentemente, médicos já “fabricaram” nariz e orelha de pacientes diferentes, extraindo cartilagens de seus corpos e implantando em outra parte do corpo até que a nova estrutura tivesse pronta para ser implantada no lugar correto. Ele explica que a região onde o órgão vai ser implantado provisoriamente tem de ter uma pele semelhante à região final do implante. Para o nariz, a área preferencial é a testa ou o antebraço. Para a orelha, a área preferencial é o antebraço ou a fáscia temporal, região lateral do crânio. Veja nas fotos!

article-2524539-1A23315800000578-406_634x450

article-2524539-1A23317200000578-332_634x420

article-2524539-1A23317A00000578-263_634x423

Aqui Xiao já está com a mão recolocada no braço e aguarda novas cirurgias para recuperar o movimento.

4982812-3x2-700x467

Paciente chinês passou vários dias com ‘nariz’ moldado de cartilagem com tecido implantado na testa.

orelha2

A imagem da esquerda mostra a cartilagem já integrada sob a pele do antebraço do paciente, dois meses após a colocação; a imagem da direita mostra o resultado final da reconstrução da orelha, dois meses após o transplante microcirúrgico da pele do braço para a face. O paciente havia perdido a orelha devido a um acidente automobilístico.

Fonte: Daily Mail


Acesse nosso novo site! data-recalc-dims=

Novidades

Topo